Tagged: dso RSS

  • SNIEAB 12:33 on 10/04/2019 Permalink | Responder
    Tags: , dso, , Mark, Trinity Wall Street   

    Diocese Sul-Ocidental em festa! 

    Neste último final de semana, a Diocese Sul-Ocidental teve a oportunidade de vivenciar momentos muito especiais. Durante a sexta e o sábado aconteceu a ENCLERO Diocesana, abençoado momento de partilha da Espiritualidade Celta, com a assessoria do Revdo Eduardo Henrique da Diocese Anglicana do Recife. Este momento já foi parte de um companheirismo que está sendo desenhado entre as duas dioceses.
    Na oportunidade da celebração de encerramento da ENCLERO, domingo (07), além de agradecer pela reflexão que o Revdo Eduardo proporcionou, e celebrar Ações de Graça pelo 8º Ano de Sagração do Bispo Francisco de Assis da Silva, ocorreu a Instituição do Reverendo Dr. Mark Francisco Bozzuti-Jones como Cônego Honorário da Catedral do Mediador. O Revdo. Mark é clérigo da Trinity Church Wall Street, dos Estados Unidos, onde também é Diretor de Valores Essenciais e das Relações com América Latina e Caribe. Ele esteve em Santa Maria/RS acompanhado de sua esposa, Kathy Bozzuti-Jones e seu filho Mark Anthony, onde tiveram a oportunidade de conviver um pouco com o clero e com a equipe do escritório diocesano.

    Estava prevista a participação na celebração do Bispo João Câncio Peixoto, da Diocese Anglicana do Recife, mas por recomendações médicas ele não pode estar presente. Sua visita a Santa Maria/RS seria, também, para oficializar o companheirismo das dioceses, o que deverá acontecer em um momento próximo, assim que sua saúde estiver plenamente restabelecida.




    Texto:
    Jonas Brasil
    Secretário do Bispado – DSO
    Fotos:
    Jonas Brasil
    Kathy Bozzuti-Jones
    Bispo Francisco de Assis da Silva

     
  • SNIEAB 9:14 on 07/12/2018 Permalink | Responder
    Tags: , dso   

    11º Relato sobre os 16 dias de Ativismo pelo fim da Violência contra as Mulheres 

    Já ouvi de algumas pessoas, inclusive mulheres, que o movimento feminista não tem razão de ser nos dias de hoje, pois não vivemos mais nas mesmas condições de antigamente. Sim, é verdade que precisamos olhar para trás e aplaudir e celebrar as conquistas, mas é isso mesmo? Nós chegamos ao ponto em que mulheres não são tratadas com menos importância pelo simples fato de serem – pasmem – mulheres?

    Os dados aqui trazidos pelas autoras anteriores não apresentam novidade ou surpresa. Os índices de violência contra as mulheres estão em constante divulgação nas mídias sociais e imprensa como demonstrativos de uma sociedade global que, em parte, ainda olha para as mulheres de cima para baixo.

    Se é verdade que a violência contra a mulher, aquela infligida como crime de ódio, como forma de exteriorizar um preconceito enraizado, não está tão distante de nós, podendo acontecer dentro de nossas famílias, nas famílias vizinhas, e até mesmo nas nossas comunidades da Igreja, também é verdade que muitos não sabem e/ou não identificam a violência quando esta acontece.

    A cultura do “em briga de marido e mulher, não se mete a colher”, traz enraizado um conceito de que, dentro da relação matrimonial o homem é sujeito de direito e a mulher se submete a ele. Portanto, não cabe a nós, terceiros, intrometer-se na relação, pois está o homem em seu direito de fazer o que bem entende. É incrível, mas ainda hoje algumas pessoas acreditam nesse absurdo.

    Trazendo o foco da violência contra a mulher para o ambiente familiar, a Lei Maria da Penha, Lei n.º 11.340/2006, um importante passo dado pelo Estado Brasileiro no reconhecimento e proteção das mulheres, traz em seu artigo 1º, no caput, que (a Lei) “cria mecanismos para coibir e prevenir a violência doméstica e familiar contra a mulher(…); e dispõe sobre a criação dos Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher; e estabelece medidas de assistência e proteção às mulheres em situação de violência doméstica e familiar”. Em seu artigo 5º, o legislador traz as condutas configuradas como violência doméstica ou familiar, sendo elas: “qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial”.

    A Lei Maria da Penha, a criação das delegacias especializadas em atendimento às mulheres, a criação dos juizados especiais e a criação de abrigos no qual as mulheres podem permanecer com seus filhos e se afastarem da situação de violência, são instrumentos efetivos de proteção às mulheres que fazem parte de um longo percurso a ser percorrido.

    No ano de 2015, a Lei n.º 13.104 agregou ao tipo penal do homicídio, Art. 121 do Código Penal Brasileiro, a qualificadora do Feminicídio. Tal qualificadora traz a situação em que a morte de uma mulher se dá em razão da condição do sexo feminino, dito da forma mais simples possível, o assassinato de uma mulher pelo fato dela ser uma mulher. Ainda, dentro do referido artigo, em seu parágrafo 2º, considera-se que há razões de condição de sexo feminino quando o crime envolve: violência doméstica e familiar; menosprezo ou discriminação à condição de mulher.

    Estudiosas do feminismo no século XX que se debruçaram sobre o tema da violência contra a mulher, Diana E. H. Russel e Jill Radford usaram o termo Femicide, que aplicamos como Feminicídio, para caracterizar o fim do ciclo da violência contra a mulher com a morte resultante da violência causada contra ela por ser mulher. A ideia do Feminicídio é que ele não é um ato isolado, mas algo que foge ao crime passional, ou que de alguma forma possa ter sido provocado pela vítima, é a forma mais extrema de violência cometida contra a mulher em razão de seu gênero.

    Por ter uma característica tão particular, o Feminicídio não é a mesma coisa que o homicídio, e tão pouco fere o Princípio da Igualdade ao destacar um crime cometido contra as mulheres. É o reconhecimento por parte do Estado da existência da prática e necessidade de proteção das mulheres diante desta situação.

    O reconhecimento das conquistas já alcançadas é tão importante quanto a consciência das necessidades ainda existentes. Iniciativas como os 16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres, e outras campanhas semelhantes, devem ser estimuladas e amplamente divulgadas. A nossa participação como Igreja em tais movimentos é fundamental como parte que busca uma sociedade mais justa e segura para todas as pessoas que nela vivem.

    Texto: Paula de Mello Alves – Diocese Sul-Ocidental

     
  • SNIEAB 9:21 on 14/11/2018 Permalink | Responder
    Tags: , Catedral do Mediador, dso,   

    CONVITE: 112 Anos da Catedral do Mediador – DSO 

    Diocese Sul-Ocidental -DSO

    Santa Maria/RS

     
  • SNIEAB 13:26 on 18/04/2017 Permalink | Responder
    Tags: , dso,   

    66º Concílio da Diocese Sul-Ocidental 

     
  • SNIEAB 23:00 on 22/03/2011 Permalink | Responder
    Tags: , dso, , santa maria   

    Gloria in Excelsis: Francisco de Assis é Bispo da Diocese Sul Ocidental 

    Os sinos da Catedral Anglicana do Mediador, em Santa Maria, anunciaram na manhã do dia 20 de março que mais um Bispo estava sendo sagrado para servir a Diocese Sul Ocidental e a toda Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB). O Bispo Francisco de Assis da Silva é natural da Cidade de Olinda, tem 51 anos e casado com a Srª. Talita Olders e desempenhava o papel de Secretário Geral da IEAB. Fez seus estudos teológicos no Seminário Teológico Batista do Norte, em Recife. É Mestre em Ciências Políticas da Universidade Federal de Pernambuco. Tem uma larga experiência dentro das principais instâncias pastorais e administrativas da IEAB. Atualmente é o Vice Presidente do CONIC e Vice Moderador da ACT Alliance (Action by Churches Together).

    O Povo e o Clero da Diocese Sul Ocidental estavam presentes na cerimônia religiosa para receber o seu mais novo Pastor, o Reverendíssimo Bispo Francisco de Assis da Silva. Segundo informes da Diocese Sul Ocidental estiveram presentes 350 pessoas superlotando o templo. A imprensa de Santa Maria esteve presente durante toda a cerimônia para registrar o ofício de sagração.

    O Bispo Primaz da IEAB, Dom Maurício Andrade, presidiu a Cerimônia de Sagração e juntamente com os Bispos Co-Sagrantes, a grande parte da Câmara dos Bispos da IEAB, fizeram ao Bispo Assis, as tradicionais perguntas do Exame do Ordinal de Sagração. Logo após foi a vez do mais novo Bispo, conduzir a todas as pessoas presentes na grande Confissão de Fé da Igreja de Cristo e no compromisso de “permanecer na doutrina dos apóstolos, na comunhão, no partir do pão e nas orações”.

    Compareceram à Sagração Episcopal alguns visitantes ilustres, tais como o Prefeito da cidade de Santa Maria, o Sr. César Schirmer, o Bispo da Diocese Católica, Dom Hélio Adelar Rubert acompanhado por Dom Sinésio Bohn, presidente do CONIC regional. Na parte ecumênica estiveram presentes um representante da Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil, outras comunidades religiosas e representações ecumênicas, tais como: CONIC, CLAI, CESE, CEBI, KOINONIA, CECA e CREAS.

    Havia uma grande representação de leigos e leigas de todas as dioceses da IEAB para participar desse momento único da vida de nossa igreja. Não podemos deixar de registrar a significativa presença dos representantes internacionais da Comunhão Anglicana dando a noção de Catolicidade e compromisso de Unidade da Igreja brasileira, a saber:

    Bispo Anglicano Julio Murray (Diocese do Panamá, Vice-Presidente da IARCA e Presidente do CLAI Continental)
    Bispo Miguel Tamayo (Diocese Anglicana do Uruguai)
    Bispo Gilberto Porcal (Sufragâneo da Diocese Anglicana do Uruguai)
    Reverendo Cônego Michael Pollesel (Secretário Geral da Igreja do Canadá)
    Toni Daniels (Diretora do Departamento de Missão da Igreja Episcopal dos Estados Unidos)
    Reverenda Glenda McQueen (Assessora do Departamento de Missão da Igreja Episcopal dos Estados Unidos para América Latina)
    Reverendo Bruce Woodcock (Pension Fund- Igreja Episcopal dos Estados Unidos)
    Martha Alexander (Deputada Estadual do Estado da Carolina do Norte)

    Logo após a cerimônia de Sagração, o momento festivo se estendeu com um grande almoço nas dependências do Clube Santamariense nas proximidades da Catedral Anglicana.

    -

    Rev. Arthur Cavalcante

    Secretário Geral da IEAB

     
    • manoel carlos do nascimento silva 17:36 on 27/03/2011 Permalink | Responder

      é uma vergonha que Bispos Católicos Romanos desobedeçam ao Santo Padre e participem de um simulacro de sacramento. Inclusive podem ser punidos por isso de acordo com várias normas da Santa igreja Católica.

      • Teobaldo Barbosa 11:37 on 28/03/2011 Permalink | Responder

        Diante de declarações “anglofóbicas” como esta do Sr. Manoel Carlos, fico pensando de que adianta o diálogo ecumênico entre Católicos e Anglicanos, inclusive a recente visita do Papa Bento XVI à Inglaterra, quando visitou o Arcebispo de Cantuária.

      • Claiton Pacheco Machado 18:04 on 19/07/2013 Permalink | Responder

        Vejo que o senhor Manoel precisa urgentemente estudar Teologia…ou melhor, voltar à escola…
        A Igreja Anglicana é tão CATÓLICA E APOSTÓLICA quanto a Igreja Romana…
        Sinto em ver pessoas neo-inquisidoras e ignorantes fazendo tais comentários e agindo como se fosse uma igreja ou outra que salva.
        Quem salva é JESUS meu caro…e não o papa ou quem quer que seja!
        Quando estivermos diante de Cristo ele NÃO perguntará a qual igreja pertencemos, e sim o quanto em vida nós AMAMOS!
        Graça e Paz!

  • SNIEAB 23:57 on 16/03/2011 Permalink | Responder
    Tags: , dso, , itaara   

    Retiro dos Bispos em clima de fraternidade 


    Warning: SimpleXMLElement::__construct() [simplexmlelement.--construct]: Entity: line 2: parser error : AttValue: " or ' expected in /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/sources/picasa.php on line 435

    Warning: SimpleXMLElement::__construct() [simplexmlelement.--construct]: <html lang=en> in /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/sources/picasa.php on line 435

    Warning: SimpleXMLElement::__construct() [simplexmlelement.--construct]: ^ in /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/sources/picasa.php on line 435

    Warning: SimpleXMLElement::__construct() [simplexmlelement.--construct]: Entity: line 2: parser error : attributes construct error in /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/sources/picasa.php on line 435

    Warning: SimpleXMLElement::__construct() [simplexmlelement.--construct]: <html lang=en> in /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/sources/picasa.php on line 435

    Warning: SimpleXMLElement::__construct() [simplexmlelement.--construct]: ^ in /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/sources/picasa.php on line 435

    Warning: SimpleXMLElement::__construct() [simplexmlelement.--construct]: Entity: line 2: parser error : Couldn't find end of Start Tag html line 2 in /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/sources/picasa.php on line 435

    Warning: SimpleXMLElement::__construct() [simplexmlelement.--construct]: <html lang=en> in /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/sources/picasa.php on line 435

    Warning: SimpleXMLElement::__construct() [simplexmlelement.--construct]: ^ in /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/sources/picasa.php on line 435

    Warning: SimpleXMLElement::__construct() [simplexmlelement.--construct]: Entity: line 2: parser error : Extra content at the end of the document in /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/sources/picasa.php on line 435

    Warning: SimpleXMLElement::__construct() [simplexmlelement.--construct]: <html lang=en> in /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/sources/picasa.php on line 435

    Warning: SimpleXMLElement::__construct() [simplexmlelement.--construct]: ^ in /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/sources/picasa.php on line 435

    Fatal error: Uncaught exception 'Exception' with message 'String could not be parsed as XML' in /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/sources/picasa.php:435 Stack trace: #0 /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/sources/picasa.php(435): SimpleXMLElement->__construct('<!DOCTYPE html>...') #1 /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/sources/picasa.php(287): mudsPicasa_update_album('ieabtv', '558488029036788...') #2 /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/sources/picasa.php(714): mudsPicasa_update_gallery('ieabtv', '558488029036788...') #3 /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/mudslideshow.php(735): mudsPicasa_show_gallery('ieabtv', '558488029036788...', 0, 0, '0') #4 [internal function]: muds_content('<p>De 14 a 20 d...') #5 /home/ieab/www/sn/wp-includes/plugin.php(166): call_user_func_array('muds_content', Array) #6 /home/ieab/www/sn/wp-includes/post-template.php(169): apply_filters('the_content', 'De 14 a 20 de m...') #7 /home/ieab/www/sn/wp-content/themes/p2/entry.php in /home/ieab/www/sn/wp-content/plugins/mudslideshow/sources/picasa.php on line 435