Tagged: cruzeiro do sul RSS

  • SNIEAB 2:12 on 09/09/2003 Permalink | Responder
    Tags: , cruzeiro do sul, , , porto alegre   

    Declaração do Clero ao Povo da Diocese e à Sociedade 

    Eu lhes peço, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo:
    Mantenham-se de acordo uns com os outros, para que não haja divisões.
    Sejam estreitamente unidos no mesmo espírito e no mesmo modo de pensar.

    I Cor 1:6

    O Clero da Diocese Meridional, reunido durante o dia 09 de setembro de 2003, no Colégio Cruzeiro do Sul, em Porto Alegre, por unanimidade, resolve declarar ao povo de nossa Diocese o que segue:

    A situação envolvendo o Colégio Cruzeiro do Sul era e é muito grave. Todos os esforços foram feitos para que fosse evitado seu fechamento. Toda a Igreja sofre neste momento, seja pela bela história do Colégio, seja pela imagem distorcida que muitos vieram a público divulgar, seja pelas vidas e carreiras envolvidas neste processo sofrido e desgastante. Mas em nome deste sofrimento não nos cabe simplesmente procurar um culpado para depositar sobre ele nossas dores e descontentamento.

    Afirmamos que a suspensão das atividades educacionais é fruto de uma longa história e não do desleixo, má fé ou incompetência de uma única pessoa, em um único momento. Muitos carregam sua parcela de culpa, da qual não poderão se desfazer transferindo-a a outrem. Porém, todos sabemos que herdamos uma situação já gravíssima e fizemos todo o esforço para alterá-la. Isto todo o Clero, Paróquias e Missões da Diocese têm sido informados e têm acompanhado de longa data, através dos relatórios prestados ao Concílio.

    Com a concordância e voto de confiança do Concílio, foram empenhados grandes esforços no saneamento financeiro e administrativo do Colégio. Dom Orlando, quando assumiu a Diocese, e conseqüentemente como chanceler da ABEDEM, herdou uma enorme dívida e desde então se esforçou diuturnamente em encontrar formas de solucioná-la. O que se mostrou infrutífero e culminou com a suspensão das atividades educacionais no dia 19 de agosto, próximo passado.

    Pelo exposto, viemos diante da sociedade em geral, e de nossa Diocese em especial, dizer que depositamos nossa confiança na liderança de nosso Bispo, em sua total lisura na condução deste processo e em sua absoluta fidelidade a Deus e à nossa Igreja, a qual serve com devoção.

    Porto Alegre, 09 de setembro de 2003.

    Ives Vergara Nunes
    Jessé Castro Ramos
    Jerry Andrei dos Santos
    Luiz Carlos Silva Vieira
    Humberto Eugênio Maiztegui Gonçalves
    Joel da Silva Soares
    Caio Márcio Álvares Lacerda
    Cid Silveira Umpierres
    Jayme Baratz
    Carlos Getúlio Hallberg
    Orvandil Barbosa
    Marinez Rosa dos Santos
    Leane Rachel K. de Almeida
    Dessordi Peres Leite

    -

    Christina Takatsu Winnischofer

    Secretária Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 2:08 on 19/08/2003 Permalink | Responder
    Tags: , cruzeiro do sul,   

    Palavra da Direção do Colégio Cruzeiro do Sul 

    A tradicional escola anglicana Colégio Cruzeiro do Sul, em Porto Alegre, acaba de suspender suas atividades aos 91 anos de existência, por absoluta inviabilidade econômica.

    As dificuldades da escola começaram há mais de uma década, quando as escolas particulares, em geral, começaram a perder alunos para a rede pública, tanto pela melhoria desta como pelo crescente empobrecimento da classe média.

    A constante diminuição do número de alunos e a necessidade de manter as mensalidades em um nível não apenas competitivo com as demais escolas do bairro, mas suportável pelos pais, provocou considerável diminuição da receita.

    No entanto, as despesas continuaram muito elevadas, pois os salários dos(as) professores(as) que já há muito tempo eram dos mais altos de Porto Alegre, continuaram a aumentar a cada ano.
    Também a quantidade de funcionários dos serviços administrativos e auxiliares continuou muito grande para a nova realidade da escola que já não era mais uma escola grande e rica.

    Com uma receita menor do que a despesa, o Colégio começou a ser socorrido pela mantenedora, a Associação Beneficente e Educacional da Diocese Meridional – ABEDEM, com aporte de dinheiro através de empréstimos no exterior e disponibilização pela Diocese de imóvel para venda com aplicação do valor como empréstimo a longo prazo.

    O esgotamento dessas verbas levou a escola à situação de insolvência, conforme constatação da assessoria do Instituto Anglicano Barão do Rio Branco, de Erechim, chamada a buscar a recuperação do Cruzeiro como havia feito em outras escolas da Igreja.

    No entanto, ainda existia uma possibilidade de manutenção da escola desde que fosse possível adequar as despesas à receita e isso exigia além da diminuição do número de funcionários, a redução de salário dos professores.

    Essa redução, que já deveria ter ocorrido a mais tempo, não foi aceita pelos professores que, representados pelo Centro de Professores e pelo seu sindicato, rejeitaram todas as propostas, e se declararam em greve.

    Assim, em assembléia dos pais, na noite de 19 de agosto, foi informado a estes que em razão da permanência da greve e impossibilidade de acordo com os professores, só caberia à direção auxiliá-los na obtenção de vagas em outras escolas, porque o Cruzeiro do Sul se tornara inviável.

    Uma movimentação de ex-alunos, de autoridades e da comunidade em geral busca encontrar alternativas para a reabertura das atividades do Cruzeiro. Todas as possibilidades estão sendo analisadas pela nova direção e pela mantenedora.

    -

    Christina Takatsu Winnischofer

    Secretária Geral da IEAB

     
c
escrever um novo post
j
próximo post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
topo
l
go to login
h
show/hide help
esc
cancelar