Tagged: bispos RSS

  • SNIEAB 23:57 on 16/03/2011 Permalink | Responder
    Tags: bispos, , , itaara   

    Retiro dos Bispos em clima de fraternidade 

    De 14 a 20 de março no Centro Diocesano de Conferências (CDC), em Itaara – cidade vizinha de Santa Maria, no Rio Grande do Sul estão reunidas os representantes das principais instâncias da IEAB, a saber: Câmara dos Bispos, JUNET (Junta Nacional de Educação Teológica) e o Conselho Executivo.

    Nos dias 15 e 16 ocorreu o Retiro dos Bispos, em clima de harmonia e espiritualidade inspiradas pelos textos do Irmão Marcelo Barros. Na manhã do dia 15, após o café matinal, aconteceu a primeira celebração Eucarística conduzida pelo Revmo. Bispo D. Sebastião Armando da Diocese Anglicana do Recife (DAR). A celebração do dia 16 esteve sob a responsabilidade do Revmo. Bispo D. Filadelfo Oliveira da Diocese Anglicana do Rio de Janeiro (DARJ). O retiro contou com a assessoria do capelão Revdo. Edmar Pimentel da Diocese Sul Ocidental (DSO). Em ambas as celebrações os Bispos refletiram sobre seus ministérios e partilharam a vivência do sacerdócio episcopal na diversidade de cada região brasileira.

    O Retiro dos Bispos teve seu encerramento com uma liturgia na qual foram renovados os votos de Sagração. O Bispo Primaz nos recordou que “… com estas promessas te consagras a Deus para servir a Sua Igreja no Santo Ofício de Epíscopo”.

    Um jantar especial foi servido na residência do Revmo. Bispo D. Jubal Pereira Neves e de sua esposa Srª Eleci Passos Pereira Neves na companhia de toda a Câmara dos Bispos, do Bispo Eleito, Revdo. Cônego Francisco de Assis da Silva e do Secretário Geral da IEAB, Revdo. Arthur Cavalcante. Aproveitamos para comunicar que Dom Jubal está em franca recuperação no seu estado de saúde.

    Um pequeno escritório da Secretaria Geral foi montado especialmente para assessorar os encontros de Itaara, tendo a colaboração da Srª Sílvia Fernandes, a Assistente da Província. A Diocese Sul Ocidental colocou a disposição parte de seu staff para ajudar na organização do Encontro.

    A semana prossegue com mais um dia de reunião da Câmara dos Bispos (17/03), JUNET e Conselho Executivo (18 e 19) e encerrando com a Sagração do Revdo. Francisco de Assis, no domingo dia 20, na Catedral Anglicana do Mediador.

    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS

    -

    Rev. Arthur Cavalcante

    Secretário Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 16:05 on 17/09/2010 Permalink | Responder
    Tags: bispos, eleições, ,   

    Carta Pastoral dos Bispos sobre Eleições 2010 

    “Eis que eu sou contra os que profetizam sonhos mentirosos,
    Diz o Senhor, e os que contam,
    e com as suas mentiras e leviandades fazem errar o povo.”
    Jeremias 23,32

    Vivemos mais um período eleitoral em nosso país. Há mais de duas décadas o povo brasileiro tem tido a possibilidade de eleger seus representantes. Com avanços consagrados na Constituição de 1988 e ao longo dos anos desde então, outras formas de participação popular se desenvolveram no monitoramento da atuação dos representantes e governantes, na decisão direta sobre temas polêmicos (através de plebiscitos ou referendos), e na concepção e implementação de políticas públicas (através de várias formas de consulta, fóruns e conselhos).

    As igrejas cristãs brasileiras tiveram uma contribuição importante neste processo, mesmo quando tal contribuição não se estendeu à maioria de seus membros. Através de seus meios institucionais de expressão da voz da igreja, a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil tem sido parte integrante destas iniciativas, permanentemente. Somos uma Igreja presente e atuante, que apesar de ser uma pequena parcela do Corpo de Cristo em nosso país, tem tido o privilégio de contar com irmãos e irmãs, bispos, clérigos e leigos, comprometidos, conscientes e atuantes na busca da justiça, da paz e do amor que encarnam os principais valores do Reino de Deus.

    Este ano, elegeremos pessoas nos níveis federal e estadual, tanto na esfera executiva como legislativa. É hora de fazermos um balanço da atuação e das realizações dos que foram eleitos no último pleito. É hora de projetarmos nossas aspirações para o presente e o futuro e identificarmos responsavelmente aquelas forças políticas e pessoas que têm a credibilidade, a capacidade e o compromisso para viabilizar essas aspirações. O aperfeiçoamento democrático para o qual a Igreja tanto tem contribuído acaba de consagrar o instituto da idoneidade para os candidatos, através da chamada Ficha Limpa. Apesar de todas as conquistas das últimas décadas de vigência democrática, ainda há muito o que fazer para aproximar o que o país pode oferecer ao conjunto de seus cidadãos e cidadãs e o que de fato está a seu alcance, em termos de direitos, reconhecimento, bens e serviços. Não há democracia sólida sem justiça e liberdade para todos. Não há liberdade política autêntica sem palpáveis mudanças que permitam vida digna para todos. As eleições, sabidamente, não proporcionam respostas imediatas para essas questões, mas permitem duas coisas muito importantes: o debate público de temas, problemas e interesses que expresse a pluralidade de posições e mesmo os conflitos que marcam toda sociedade humana; e a escolha de projetos e pessoas cujas propostas e perfil se ajustem às aspirações da maioria.

    Ainda é muito forte em nosso país uma atitude que privilegia o debate e as escolhas ligadas ao poder executivo. As candidaturas presidenciais e para os governos estaduais tomam quase todo o tempo de discussão, e as legislativas são apresentadas mais em função do apoio dado aos candidatos ao executivo do que em termos das plataformas de atuação dos representantes no legislativo. Nossa Igreja gostaria de insistir com seus membros, neste pleito, que dêem a devida atenção aos dois processos: nossas escolhas para o executivo darão a direção geral que queremos para nosso país e nossos estados, mas são as escolhas para o legislativo que darão conteúdo e meios de viabilização dos projetos apresentados pelos candidatos à Presidência e ao Governo dos Estados. Lembremos que o poder legislativo é a instância originária das leis que devem ser cumpridas pelos agentes públicos. É preciso que usemos de sabedoria, responsabilidade e agudo senso de justiça e verdade para não perdermos a oportunidade de elegermos representantes que estejam à altura de nossos valores e desejos. Que recusemos as vantagens fáceis, os presentes, os apertos de mão sorridentes de pessoas que após eleitas já demonstraram que não cumprem seus compromissos. Apliquemos em nossas escolhas o critério da Ficha Limpa e evitemos reconduzir políticos que não foram sérios na gestão da coisa pública. Que saibamos discernir entre os novos candidatos e candidatas, aquelas pessoas que de fato possuem experiências de serviço à população, especialmente aos muitos pobres, marginalizados e vítimas de preconceito e discriminação.

    As eleições de 2010 são muito importantes como avaliação de um governo que serviu dois mandatos, no nível federal, dos governos estaduais que ora se encerram, mas também para avaliar a performance de nossos legisladores e legisladoras. Não percamos essa oportunidade que nossa matriz republicana nos oferece de selarmos nossa liberdade política com escolhas sérias e bem informadas. Leiamos, acompanhemos os debates, discutamos em nossas paróquias e missões, convidemos candidatos para debater conosco, de diferentes partidos e posições, sem pre-concepções. E decidamos de forma livre e responsável: o destino de milhões está ali, na ponta dos nossos dedos, na urna eletrônica. O voto é o único instrumento inalienável que temos para construir uma sociedade política madura e voltada para o bem comum.

    Brasília, 16 de Setembro de 2010.

    Dom Mauricio José Araujo de Andrade, Primaz, Brasília, DF
    Dom Jubal Pereira Neves, Santa Maria, RS
    Dom Orlando Santos de Oliveira, Porto Alegre, RS
    Dom Naudal Alves Gomes, Curitiba, PR
    Dom Sebastião Armando Gameleira Soares, Recife, PE
    Dom Filadelfo Oliveira Neto, Rio de Janeiro, RJ
    Dom Saulo Mauricio de Barros, Belém, PA
    Dom Renato da Cruz Raatz, Pelotas, RS
    Dom Roger Douglas Bird, São Paulo, SP
    Dom Clóvis Erly Rodrigues, Emérito
    Dom Almir dos Santos, Emérito
    Dom Glauco Soares de Lima, Emérito
    Dom Celso Franco de Oliveira, Emérito

    -

    Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 1:44 on 02/12/2003 Permalink | Responder
    Tags: bispos, ,   

    Pronunciamento da Câmara dos Bispos 

    Nós, bispos da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, reunidos em Porto Alegre, nos dias 24 e 25 de novembro de 2003, sob a presidência de Dom Orlando Santos de Oliveira, Bispo Primaz, num clima de oração e comunhão fraterna, buscamos refletir sobre os desafios de nossa unidade como Igreja no Brasil e discutimos o tema que tem predominado na Comunhão Anglicana na atualidade, ou seja, os acontecimentos na Diocese de New Westminster, no Canadá, e na Igreja Episcopal dos Estados Unidos – ECUSA.

    Os bispos reunidos: Dom Orlando, Dom Prado, Dom Almir, Dom Jubal, Dom Robinson, Dom Celso, Dom Naudal, Dom Sebastião, Dom Filafelfo, Dom Ito, Dom Maurício, decidiram endossar, assumir e encaminhar à Igreja a mensagem pastoral distribuída pelo Bispo Primaz em 13 de novembro de 2003, como sendo a carta dos bispos para esse momento histórico que vivemos na Comunhão Anglicana e na Igreja Episcopal Anglicana do Brasil. E o Bispo Primaz nomeará uma comissão composta por dois bispos, três clérigos e três leigos, para que, no período de doze meses, a contar da data da nomeação, possa relatar à Câmara dos Bispos o seu trabalho. Esta comissão terá uma grande responsabilidade. Oramos para que ela possa produzir um relatório que nos ajude, conforme desejo expresso por todos os Primazes reunidos em Lambeth, a enfrentar os desafios de nossas opiniões diversas, buscando manter a unidade essencial de nossa amada IEAB, e as maneiras de nossa relação com o resto da Comunhão Anglicana. A comissão tem uma tarefa árdua e espinhosa, rogamos que toda a Igreja ore em seu favor.

    Outrossim, apelamos a todos que aguardem o relatório final dessa Comissão, antes de tomarem qualquer decisão precipitada, que afete as nossas relações de comunhão interdiocesana e com as outras Províncias da Comunhão Anglicana. Tal atitude tornará mais difícil o trabalho da comissão e restringirá as possibilidades de alternativas a serem propostas para o nosso futuro.

    ” … Rogo-vos, pois, eu, o prisioneiro no Senhor, que andeis de modo digno da vocação a que fostes chamados, esforçando-vos diligentemente por preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz” – Efésios 4: 1, 3.

    Porto Alegre, 02 de dezembro de 2003.

    Dom Orlando Santos de Oliveira – Primaz
    Dom Luiz Osório Pires Prado
    Dom Almir dos Santos
    Dom Jubal Pereira Neves
    Dom Edward Robinson de Barros Cavalcanti
    Dom Celso Franco de Oliveira
    Dom Naudal Alves Gomes
    Dom Sebastião Armando Gameleira Soares
    Dom Filadelfo de Oliveira Neto
    Dom Hiroshi Ito
    Dom Maurício José Araújo de Andrade

    -

    Christina Takatsu Winnischofer

    Secretária Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 1:36 on 25/11/2003 Permalink | Responder
    Tags: bispos, ,   

    Reunião da Câmara dos Bispos 

    As repercussões da sagração do Bispo Gene Robinson, de New Hampshire, e a situação de crise financeira que preocupa a Igreja foram os destaques da pauta da última reunião da Câmara dos Bispos, realizada de 24 a 25 de novembro, em Porto Alegre.

    Na ocasião, os Departamentos de Comunicação e Informática puderam apresentar o novo projeto de criação, padronização e dinamização dos websites para as dioceses e distritos missionários, o qual tem como um dos seus objetivos a promoção da comunicação interna da nossa Igreja.

    Ao final da reunião, a Câmara dos Bispos endossou a recente Mensagem Pastoral do Primaz , publicada no portal da IEAB e na edição de setembro/outubro do Estandarte Cristão, e decidiu criar um grupo multidisciplinar (composto por bispos, clérigos e leigos) para aprofundar as questões que envolvem as repercussões recentes.

    -

    Cláudio Oliveira

    Departamento de Comunicação

     
c
escrever um novo post
j
próximo post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
topo
l
go to login
h
show/hide help
esc
cancelar