Tagged: Bispo Francisco de Assis da Silva RSS

  • SNIEAB 10:47 on 18/02/2015 Permalink | Responder
    Tags: Bispo Francisco de Assis da Silva, CINZAS,   

    Mensagem de Quaresma do Bispo Primaz: “De quem somos anjos?” 

    “E os anjos o serviam” Mc 1,13

    Minha última viagem a Londres tem me trazido a oportunidade de refletir sobre as pessoas que carregam consigo as marcas da rejeição e da exclusão. A Consulta sobre o tema da superação da violência sexual contra as mulheres e a experiência de assistir um morador de rua chorando por ajuda acompanhado de seu fiel cão de estimação numa das ruas do centro financeiro londrino me fizeram aprofundar ainda mais um senso de deserto que percebo em nossa sociedade. O deserto é solidão, carregada de temores e de dores. O próprio Jesus viveu a experiência do deserto e precisou ser confortado pelos anjos. Para ele, o teste da resiliência lhe exigiu a própria exaustão física e também espiritual. Sua fidelidade ao Pai, no entanto, foi compensada pela ajuda dos anjos (Mc 1,13).

    Então aqui vai a pergunta que não quer calar: de quem temos sido anjos? Estamos cercados de tanta gente que vive um deserto pessoal, em meio aos desafios da sobrevivência, encalacrados num sistema que tudo consome e que pouco dá em troca; e quando dá, geralmente não é coisa perene.

    O que temos feito diante disso? Estamos sendo anjos de verdade? Quando foi a última vez que tivemos a sensibilidade de nos incomodar com a injustiça? Estamos realmente prontos para o exercício da solidariedade para com as pessoas excluídas? Faz parte da cultura de nosso sistema as pessoas demonstrarem que estão bem, que são bem sucedidas, que estão sempre em ascensão….

    No fundo a realidade não é assim. Nossas ruas e praças estão cheias de pessoas que vivem um terrível deserto. Eu não vou enumerar aqui os grupos porque são numerosos. Até os vemos, mas instintivamente não os enxergamos. Podemos ser anjos e levar conforto e autoestima a essas pessoas, lutar por seus direitos e ser voz para as pessoas silenciadas. Transmitir a elas o amor de Deus. Levar as Boas Novas.

    Que esta Quaresma se converta em período de profunda avaliação de nossa missão no mundo. Que possamos entender o verdadeiro significado da Cruz assinalada em nossa testa com cinzas. Que possamos nos sentir a inequívoca interdependência com nossos semelhantes e que possamos servi-los e confortá-los como sempre desejamos que nos façam a nós quando vivemos os nossos próprios desertos.

    A Igreja existe para servir o mundo. Vamos nos tornar anjos?

    ++Francisco

    Bispo Primaz da IEAB

     
  • SNIEAB 16:30 on 07/02/2014 Permalink | Responder
    Tags: , Bispo Francisco de Assis da Silva, , ,   

    Primaz do Brasil na Sede do Escritório da Secretaria Geral 

    O Bispo Primaz Dom Francisco de Assis da Silva esteve São Paulo, entre os dias 05-07 de fevereiro, para despachar pela primeira vez com a sua Equipe da Secretaria Geral da IEAB.  Dom Francisco de Assis assumiu o primado da Igreja Brasileira em 17 de novembro de 2013 e acumula como diocesano da Diocese Sul Ocidental, com Sé na Cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul.

    O Secretário Geral Reverendo Arthur Cavalcante deu as boas vindas ao Primaz e apresentou a Equipe de São Paulo, com suas respectivas funções dentro da estrutura do escritório.

    Dom Francisco partilhou no primeiro dia de sua visita o texto da Parábola dos Talentos (Mateus 25.14-30) e desafiou a pequena equipe de multiplicar os “talentos”, a porção confiada por Deus a cada pessoa, e não permitir que o medo diante de tantos desafios pudesse paralisar os trabalhos. Por fim, animou a Equipe a deixar-se tocar pela “alegria do Senhor” e cumprir o chamado da Igreja para o serviço durante o interregno sinodal (2013-2017).

    Ainda na quarta-feira (05) participou de um jantar oferecido pela Primeira Guardiã da Paróquia da Santíssima Trindade, Sra. Lucia Vergara, contando com a participação da Junta Paroquial, lideranças leigas e do Reverendo Arthur, também reitor da comunidade local. Na ocasião foi lembrado o apoio da Paróquia na “multiplicação dos talentos”, quando abriu as portas para a vinda da estrutura física da Secretaria Geral de Porto Alegre para São Paulo. A Junta avaliou objetivamente o período do companheirismo, entre 2011-2013, e renovou o compromisso de apoiar a IEAB por mais um período. Dom Francisco de Assis, agradeceu ao povo da Santíssima Trindade e destacou o testemunho da comunidade na compreensão da dimensão provincial da Igreja.

    Na quinta-feira (06) o Primaz reuniu-se com o Dom Flavio Irala, Bispo da Diocese Anglicana de São Paulo (DASP). Dom Francisco expressou o agradecimento da IEAB pelo apoio DASP nesse momento de continuidade de trabalhos do escritório da Secretaria Geral nas dependências da Paróquia da Santíssima Trindade. Igualmente reforçou o apoio espiritual,  jurídico e institucional da IEAB junto a Diocese Anglicana de São Paulo diante do cisma provocado pela Catedral Anglicana de São Paulo, separando-se unilateralmente da Comunhão Anglicana, tornando-se uma comunidade independente. Também confirmou a visita especial do Arcebispo de Cantuária, Sua Graça Justin Welby,  em São Paulo, para um encontro com o Primaz e para celebrar um ofício religioso na Paróquia da Santíssima Trindade juntamente com o Povo, Clero e Bispos da IEAB.

    Dom Francisco de Assis juntamente com o Secretário Geral cumpriram uma agenda na qual foram abordados diversos assuntos, entre eles, o planejamento e a formalização de uma agenda de trabalho provincial em torno das decisões do Sínodo de 2013.

    A Secretaria Geral implementou dentro de sua rotina de trabalho, um momento diário de oração contemplativa e leitura bíblica, inspirados na espiritualidade de Charles de Foucauld. Dom Francisco participou desses momentos e afirmou que estaria igualmente em sintonia de oração com a Equipe e desafiou que esse momento fosse de todas as pessoas que integram Cargos/Comissões e GTs da IEAB. As orações ocorrem de 2a.Feira à 6a Feira, das 12h45 às 13h, e em breve, estarão disponíveis através do Faceboock da IEAB.

    Entre os dia 23-26 de fevereiro, Dom Francisco de Assis voltará a São Paulo para a Primeira Reunião e Retiro da Câmara dos Bispos da IEAB, com a direção espiritual do Frei Marcelo Barros.

     
  • SNIEAB 8:57 on 08/01/2014 Permalink | Responder
    Tags: Bispo Francisco de Assis da Silva, , CEBS   

    Carta ao 13º Intereclesial das CEBS 

    Santa Maria, 07 de Janeiro de 2014

    Queridos Irmãos e Irmãs

    A Igreja Episcopal Anglicana do Brasil celebrou seu XXXII Sínodo em novembro passado conspirando para o fortalecimento de uma espiritualidade que impulsione as pessoas de fé para a missão profética de revelar o Reino de Deus e a misericórdia divina a todos os povos, dando testemunho e se preciso, de acordo com São Francisco, também falando.

    Neste espírito saudamos o 13° Intereclesial das Comunidades de Base com os votos de que os ventos da profecia impulsionem os cristãos brasileiros a assumirem com coragem a bandeira da transformação da sociedade sob a inspiração do Evangelho de Cristo que “é boa nova de salvação a todos os povos” (Lc 2,10)

    Diante de uma sociedade que está construída sobre a lógica perversa do lucro e da mercantilização da natureza e das pessoas, precisamos viver a fé com autentica alegria e firmeza necessária. Aliás, o papa Francisco muito venturosamente declara isso em sua primeira exortação apostólica. Que a nossa vida de fé traduza o sentimento do salmista que diz: Deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração (Sl 40:8).  É preciso afirmar o amor de Deus especialmente voltado para aqueles que sofrem as consequências do pecado estrutural.

    Para além da democracia formal e das instituições políticas nesta ainda tão nova democracia brasileira, é preciso fortalecer o povo e a organização popular, pois uma sociedade ciente dos seus direitos à dignidade têm a força da transformação.

    Sinto-me alegre porque vemos novos ventos em nossas Igrejas. Em Roma e em Cantuária escutamos sinais de que precisamos ir além da simples confessionalidade. Nas esferas ecumênicas assistimos uma crescente preocupação com a Justiça e a Paz.  Precisamos anunciar que a salvação não é algo apenas pessoal, privado, individualista. A salvação deve ser encarnada com um claro compromisso com a humanidade, esta mesma humanidade assumida pelo Emanuel, Deus conosco. A salvação oferecida por Deus graciosamente a todas as pessoas tem profunda imbricação na História, apontando para uma sociedade que supere todas as formas de injustiça.

    Que o Espírito Santo inspire cada irmão e irmã durante este Intereclesial e que os laços fraternos e ecumênicos saiam fortalecidos

    “para transformar os reinos deste mundo no reino de Nosso Senhor Jesus Cristo” (Oração Eucarística do Livro de Oração Comum Anglicano)

    Com meu abraço e orações,

    ++ Francisco de Assis da Silva

    Primaz do Brasil e Diocesano em Santa Maria


     
  • SNIEAB 12:06 on 30/12/2013 Permalink | Responder
    Tags: Bispo Francisco de Assis da Silva,   

    Mensagem do Bispo Primaz Solidariedade com as vítimas das enchentes em MG e ES 

    Santa Maria, 30 de Dezembro, 2013

    “… a Ti dirijo minha prece! No tempo favorável responde-me por teu grande amor, pela verdade da tua salvação!” (Sl. 69:14)

    A Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB) expressa sua solidariedade, carinho e compromisso com as vítimas das enchentes, especialmente nos estados do Espírito Santo e Minas Gerais. Que o “Espírito do Senhor seja contigo” é nosso desejo e oração. É dever humano estar em solidariedade mas é exigência ética e espiritual para quem se declara cristão colocar-se em ação para ajudar as pessoas atingidas por essa catástrofe. “Tive fome e me destes de comer. Tive sede e me destes de beber. Era forasteiro e me recolhestes. Estive nu e me vestistes, doente e me visitastes, preso e vieste ver-me… cada vez que o fizestes a um desses meus irmãos mais pequeninos, a mim o fizestes” (Mt 25:35-36.40). A Igreja é chamada a sempre ser um “edifício espiritual”, espaço de cuidado e hospitalidade, especialmente para os que não tem lugar neste momento (cf. 1Pd). Deve-se ir ao encontro das vítimas, abaixar-se, tocar, acolher, recolher e levar para um lugar seguro e oferecer recursos financeiros para que a vida se restabeleça (Lc 10: 29-37).

    A IEAB, o mesmo tempo, demonstra preocupação com essa situação que se tornou corriqueira no Brasil. As enchentes e os resultados das mesmas não são simplesmente fenômenos naturais que atingem a população e o território aleatoriamente. Sabe-se que a intervenção humana, ou mais precisamente a falta da mesma em termos de prevenção e de políticas públicas ambientais e de habitação, além da corrupção na qual vivemos, é um elemento importante a considerar na ocorrência de enchentes nas cidades, provocando doenças, mobilidade forçada e fatalidades.

    Levantamos nossa voz para pedir urgência no atendimento as vítimas e transparência na administração dos recursos, provindos da solidariedade humano mas também dos cofres públicos. E continuaremos em observação ativa para que situações como essas possam acontecer cada vez com menos frequência até que não aconteça jamais. Seguimos lutando e nos juntamos as vozes de anjos e santos (movimentos sociais, igrejas, pessoas de fé, governos e pessoas de boa vontade) que se fazem presentes e atuantes no cuidado e na insistência ativa para que justiça seja feita e a vida continue sempre (cf. Lc 18:1-8).

    São Bento recorda no prólogo de sua Regra que “se desejamos a paz, vamos buscá-la”, ou seja, movimentar-se e sair ao encontro. Que Deus da vida e Ternura seja sempre com todos e acenda em nossas vidas o desejo insaciável de encontra-lo, especialmente nas vítimas desta tragédia que clamam por comida, água, moradia, justiça, cuidado e políticas que sejam permanentes.

    ++ Francisco de Assis da Silva

    Primaz do Brasil e Diocesano em Santa Maria

     
  • SNIEAB 13:26 on 20/12/2013 Permalink | Responder
    Tags: Bispo Francisco de Assis da Silva, ,   

    Mensagem de Natal do Bispo Primaz 

    Santa Maria, 20 de dezembro de 2013

    “Aquietai-vos e sabei que Eu sou Deus” Sl 46,10

    Irmãos e Irmãs!

    Um dos personagens mais incríveis da História do povo de Deus é José, o pai terreno do bebê que mudou a história e esposo da mais corajosa das mulheres. No Evangelho do quarto domingo de Advento é revelado um traço extraordinário do caráter deste homem a quem não se atribui nenhuma fala nos relatos dos Evangelhos.

    O silêncio e a profundidade da obediência aos propósitos divinos se constituem em marcas essenciais de sua vida.

    Vivemos numa sociedade de muitas falas, de muitas falácias, de muitos discursos e nem sempre esta abundancia verbal representa obediência a Deus.

    O Natal nos exige calar, silenciar e entender o grande evento divino de um Deus cuja fala é o gesto concreto de humildade. Um Deus que assume ser gente como a gente.

    Que nossa atitude neste Natal seja aquela de José: um silêncio de obediência e compreensão da vontade divina para nossas vidas. Que nossas falas – em existindo – sejam a de um louvor que pulula em nosso coração e que se manifeste através de gestos concretos de amor ao mundo. Que sejamos cuidadores amorosos das dores e sofrimentos de nossos irmãos e irmãs em tantas partes do mundo que se atropela em suas próprias vazias palavras!

    Feliz Natal e um Novo Ano cheios de aprendizado e obediência à vontade de Deus.

    ++ Francisco de Assis da Silva

    Primaz do Brasil e Diocesano em Santa Maria

     
  • SNIEAB 8:03 on 06/12/2013 Permalink | Responder
    Tags: Bispo Francisco de Assis da Silva,   

    Nelson Mandela: Nota de Solidariedade do Primaz do Brasil 

    Santa Maria, 06 de dezembro de 2013

    “Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus” . Mateus 5.9

    Aos nossos irmãos e irmãs sul-africanos estendo meus sentimentos pelo passamento de um grande líder. Nelson Mandela foi capaz de reunir duas características raramente conciliáveis: a coragem e a ternura.

    Sua trajetória foi capaz de suportar a repressão de um injusto regime e transitar de forma íntegra da prisão à liberdade e vencer pelo exemplo. Quando a vitória o levou a dirigir o seu povo nunca usou o poder para vingar-se dos seus opressores. O processo de ampla reconciliação nacional revelou a sua profunda leitura espiritual da vida.

    Que seu exemplo sirva para os líderes de nosso mundo. Aos anglicanos da África e ao povo estendo as minhas orações para que o consolo de Deus seja com todos. Descanse em paz Mandiba! Que seu exemplo nos inspire!

    ++ Bispo Francisco de Assis da Silva

    Primaz da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil

     
c
escrever um novo post
j
próximo post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
topo
l
go to login
h
show/hide help
esc
cancelar