Posts Mentioning RSS Toggle Comment Threads | Atalhos de teclado

  • SNIEAB 12:10 on 22/07/2018 Permalink | Responder  

    XXXIII Concílio da Diocese Anglicana do Recife se encerra com avanços na inclusividade e no desenvolvimento da Igreja 

    De 12 a 15 de julho de 2018, delegados e delegadas das diversas comunidades, missões e paróquias da Diocese Anglicana do Recife se reuniram para decidir os rumos da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil na região nordeste do país. 41 pessoas, do laicato e do corpo clerical, reuniram-se no Centro de Vivência Cristã da Catedral Anglicana do Bom Samaritano, no bairro de Boa Viagem, em Recife. Foram compartilhadas experiências entre as comunidades, discutida a situação da diocese, os diversos jeitos de ser Igreja, e maneiras de desenvolver a Igreja em direção aos valores do Reino de Deus. Com 37 votos favoráveis e 3 abstenções, a Diocese Anglicana do Recife aprovou o matrimônio igualitário, permitindo que pessoas do mesmo sexo possam receber o Santo Matrimônio nesta porção reformada da Igreja Católica e Apostólica de Cristo.

    O XXXIII Concílio da Diocese Anglicana do Recife foi aberto por uma Celebração Eucarística no dia 12 de julho, às 20h, quando ocorreu a Confirmação de membros da Catedral e também a instituição ao Ministério Leigo Pastoral do Seminarista Rafael Vilaça.

    No dia 13 de julho, após abertura dos trabalhos conduzida pelo Bispo Diocesano, Dom João Câncio Peixoto, e após estudo bíblico ministrado pelo Rev. Adriano Portela, aconteceu a Feira das Comunidades, instrumento pelo qual as diversas comunidades, missões e paróquias diocesanas compartilham suas experiências e interagem umas com as outras. Também a Secretária de Juventude, Diana Linhares, apresentou seu relatório. À tarde, o Rev. Gustavo Gilson, Deão da Catedral, conduziu um estudo sobre os diversos jeitos de ser Igreja e foram ensaiadas propostas para as comunidades anglicanas, em diálogo com os participantes.

    Na manhã do dia 14 de julho foram realizadas as mudanças nos Cânones Diocesanos e eleitas as composições das secretarias, da Comissão de Cânones (responsável pelos Cânones Diocesanos), da Junta de Capelães (responsável pela avaliação de postulantes e candidatos às Sagradas Ordens), do Tribunal Eclesiástico, da Comissão de Liturgia e Música, e do Conselho Diocesano. A principal mudança afetou o Cânon 19, permitindo o matrimônio igualitário, ou seja, tanto entre pessoas de gêneros diferentes quanto iguais.

    À tarde as discussões foram em torno do tema da Formação Teológica, conduzidas pelo Rev. Eduardo Henrique. Em seguida, ocorreram as reuniões do planejamento diocesano, de maneira participativa e descentralizada, envolvendo todos os participantes. O planejamento girou em torno de quatro temas: 1) Missão, Diálogo e Transformação; 2) Vida Comunitária; 3) Educação e Formação Teológica; e 4) Diversidade. Ao final, dentre outros assuntos, a síntese do relatório de planejamento reafirmou a necessidade da construção de uma Igreja comprometida com as Cinco Marcas da Missão, em direção aos valores do Reino de Deus. Foi também comunicado o resultado da eleição da nova diretoria diocesana da UMEAB.

    O Concílio se encerrou com uma Celebração Eucarística no domingo 15 de julho, às 10h. Nessa celebração foram nomeados Cônegos o Rev. Edson Pimentel e o Rev. Josafá Batista. O título de Cônego ou Cônega é dado àqueles clérigos e clérigas em reconhecimento à sua dedicação ao ministério.

    O próximo concílio ocorrerá na cidade de Salvador, na Bahia, de 2 a 5 de julho de 2020.

     
  • SNIEAB 12:01 on 20/07/2018 Permalink | Responder  

    AnglicanAfro 

    Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos (Mt 5: 6)

    No XXXII Concílio Diocesano da Diocese Anglicana do Recife (DAR), realizado em 2017, fui convidado para uma conversa com Ronaldo Sales, Antônio Amaro Nascimento, Revda. Lilian Conceição e Alexsandro, sobre os negros e as negras na Igreja Episcopal Anglicana do Brasil. Perguntava-se por qual razão não temos um discurso sistemático sobre a afrodescendência dentro da Igreja e planejava-se fazer algo para mudar essa realidade.
    Transcorrido um ano desde então, infelizmente não fomos para a frente com os nossos propósitos; no entanto, a provocação permaneceu em meu coração. Estive no XXXII Sínodo da IEAB (2018), em Brasília, com essa provocação estalando na mente e cheguei a perguntar a alguns sobre o assunto em sua realidade eclesial.
    Três fatos nos últimos tempos me provocaram sobre o assunto. Primeiramente, fui convidado por uma comunidade em Santo Amaro da Purificação, Recôncavo da Bahia, para celebrar mensalmente a Eucaristia, numa igreja construída por um babalorixá. Durante a escravatura, diga-se de passagem, Santo Amaro foi um dos principais pontos de desembarque de negros e negras escravizados na Bahia. Dito isso, pode-se intuir o tanto de elementos afrodescendentes na sociedade santamarense.
    Outro fato que me provocou foram as palavras da Profa. Dra. Elizete da Silva (UEFS), denunciando a conivência da Igreja Anglicana no Brasil com o sistema escravagista, no séc. XIX, diferentemente das orientações emanadas da Igreja da Inglaterra. A Profa. Dra. Elizete defendeu a tese “Cidadãos de outra pátria: anglicanos e batistas na Bahia”, no doutorado em História Social na USP. Para ela, enquanto a Igreja da Inglaterra condenou a escravidão ainda no final da primeira metade do séc. XIX, a Igreja Anglicana no Brasil anuiu ao sistema, inclusive porque seus membros também eram “proprietários” de pessoas negras escravizadas. Elizete, contudo, também sinaliza posturas de condenação da Igreja Anglicana do Brasil ao sistema escravagista, como a atitude do Rev. C. Nicolay, capelão da Saint George Church, em Salvador, que resolveu não ministrar a Ceia do Senhor para os anglicanos donos de escravos, em consonância com a postura da Igreja da Inglaterra.
    O terceiro fato foi um convite feito pelo Conselho de Psicologia / Seção Feira de Santana, para falar sobre negritude, racismo e religião. Obviamente, enquanto anglicano, posso ter o orgulho de dizer que não corroboramos o racismo, sobretudo o religioso, e apoiamos a construção de uma sociedade mais equânime em sua dimensão étnico-racial. No entanto, busquei planos de ação da IEAB, linhas de enfrentamento ao racismo, mas se existirem, não encontrei. Vale a pena dizer que sou um membro recente na IEAB.
    Enquanto homem negro, nordestino, oriundo do Recôncavo baiano, outrora terra dos engenhos de cana-de-açúcar, sinto-me compelido a motivar a Província ao estabelecimento de um plano de enfrentamento ao racismo ad intra e ad extra Igreja. Aproveitemos o ensejo da Década Internacional das pessoas afrodescendentes (2015-2024), declarada pela ONU, e nos engajemos efetivamente em prol do reconhecimento, justiça e desenvolvimento das pessoas afrodescendentes na Igreja e no Brasil.

    Rev.  Adriano Portela dos Santos

     
  • SNIEAB 16:40 on 10/07/2018 Permalink | Responder
    Tags: Catedral do Bom Samaritano, , ,   

    Catedral do Bom Samaritano promove 1ª Capacitação para a Juventude da Diocese Anglicana do Recife 


    Nos dias 7 e 8 de Julho de 2018, aconteceu na Catedral Anglicana do Bom Samaritano a 1ª Capacitação para a Juventude da Diocese Anglicana do Recife. O encontro foi aberto a todas as idades e contou com palestras sobre os mais variados temas. A abertura se deu com História do Anglicanismo e da IEAB, ministrada pelo Revdo. Eduardo.

    Após um almoço comunitário, iniciou-se pela tarde uma palestra e oficina sobre Liturgia Anglicana, feita pelo Bispo emérito Filadelfo Oliveira, onde a juventude teve a oportunidade de aprender sobre cada parte da Liturgia e conhecer melhor cada paramento utilizado nas celebrações. Em seguida, foi apresentada a palestra sobre Missão em uma Perspectiva Anglicana, pela Revda. Lilian Conceição. E para finalizar o dia, uma fala mais intimista sobre o Lugar do Jovem Anglicano na Igreja e no Mundo, feita por Rafael Vilaça e o Ministro Leigo Anderson Soares.



    Após um dia de aprendizagem, escuta e discussão, a noite terminou com um emocionante momento de oração e de louvor. Na manhã do domingo seguinte, o encontro foi encerrado com a Santa Eucaristia, organizada pela Paróquia da Santíssima Trindade, unindo os jovens das comunidades do Recife no louvor, na oração e na comunhão.

    Sem dúvida foi um momento de amadurecimento da juventude e um sinal que a Igreja continua a caminhar. O interesse da juventude da Diocese e de pessoas que não fazem parte da Igreja suscitou a organização de um segundo encontro para aprofundar os temas vistos nestes dois dias.


    “Do Sul ao Norte estamos no caminho, celebrando a vida partilhando o pão. Do mesmo cálice bebemos vinho, somos o teu povo em peregrinação.”

    (Igreja a Gente Vive com Paixão – Xico Esvael)

    Texto e Fotos: Rafael Vilaça

     
  • SNIEAB 10:14 on 06/07/2018 Permalink | Responder
    Tags: , , , , ,   

    A Igreja Episcopal dos Estados Unidos engajada no movimento de Jesus 

    No dia 04 de julho, iniciou a 79ª Convenção Geral da Igreja Episcopal, Bispos e Bispas,  clérigos e pessoas leigas de todas as Dioceses estão sendo acolhidas em Austin – Texas pela Diocese Episcopal do Texas. A Igreja Episcopal Anglicana do Brasil – IEAB está representada pelo Bispo Primaz Naudal Alves Gomes, Bispo Mauricio Andrade, Sandra Andrade e Joanildo Burity. O grupo se uniu aos  visitantes internacionais com a presença de 12 Primazes, 05 Secretários Provinciais, representante do Escritório da Comunhão Anglicana e bispos, clérigos e leigos da Comunhão Anglicana.

    Nosso Primaz, destaca a forma calorosa com que nós e os demais visitantes foram recebidos. Bispo Naudal faz três destaques para este primeiro momento de abertura da Convenção: A impressionante palavra do Bispo Presidente e as reações positivas do plenário sobre as declarações, afirmações e reflexões, referindo-se  a uma Igreja em movimento a serviço das pessoas mais vulneráveis, em defesa dos Direitos e justiça. São caminhos que nós da IEAB nos identificamos. O segundo destaque foi ouvir as experiências de missão compartilhadas pelo GEMN,  demonstrando entusiasmo na missão que é realizada em diferentes países. E, o terceiro destaque foi ouvir a experiência do Seminário de Virginia  que tem uma presença na história da Igreja do Brasil.”


    Para os visitantes internacionais, este foi um dia de apresentações, de conhecer os desafios e as prioridades para esta Convenção. Entre os desafios está a Revisão do Livro de Oração Comum, Casamento, Evangelismo, Reconciliação Racial, Cuidado com a Criação, Israel/Palestina, Responsabilidade Social, Refugiados e Imigrantes, Diocese De Cuba, além de orçamento para o próximo triênio.

    Na sessão de abertura, o Bispo Michael Cury  desafiou a Igreja a  se responsabilizar pela construção do reinado de Jesus. “Cada pessoa precisa ser parte integrante do movimento de Jesus vivendo e expressando amor, liberdade e vida por Jesus”, concluiu o Bispo Curry. A Presidente da Câmara de Deputados, Revda. Gay Clark Jennings em sua saudação  instigou todas as pessoas reunidas nesta Convenção a não se deixarem acomodar em suas posições de privilégio enquanto outras pessoas sofrem, e terminou enfatizando que precisamos acolher as pessoas a todas as pessoas. E o Bispo Andrew Doyle, Bispo Diocesano do Texas que expressou sua alegria em acolher a 79ª Convenção Geral junto com os bispos, clérigos e povo da Diocese de Texas.

    Texto e Fotos: Bispo Maurício Andrade

     
  • SNIEAB 13:59 on 04/07/2018 Permalink | Responder
    Tags: , , , ,   

    Primaz da IEAB na 79ª Convenção Geral da TEC 

    Bispo Primaz Naudal e Bispo Primaz Júlio Murray (Central América)

    Foto: Bispo Maurício Andrade

    O Bispo Primaz da IEAB, Revmo. Naudal Alves Gomes já está na cidade de Austin, no Estado do TEXAS,  para presenciar a 79ª Convenção Geral da Igreja Episcopal (The Episcopal Church – TEC) que acontecerá dos dias 05 ao 13 deste mês. Serão momentos de profundo diálogo e aprendizado além de representar a Província do Brasil, a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil – IEAB.

    Essa é a primeira viagem internacional que o Bispo Primaz Naudal realiza, após sua eleição no 34° Sínodo da IEAB, ocorrido entre os dias 30 de Maio à 3 de Junho, em Brasília/DF.

    Para saber mais sobre a Convenção Geral de 2018 da Igreja Episcopal clique aqui

    Sobre a Igreja Episcopal (TEC) clique aqui

    Para saber sobre a Comunhão Anglicana (Anglican Communion) clique aqui


     
c
escrever um novo post
j
próximo post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
topo
l
go to login
h
show/hide help
esc
cancelar