Posts Mentioning RSS Toggle Comment Threads | Atalhos de teclado

  • SNIEAB 17:45 on 29/06/2017 Permalink | Responder  

    PROVÍNCIA CRIA GRUPO EXECUTIVO PARA LIDERAR A CONFELÍDER 2018 

    No dia 27 de junho, através de um vídeo conferência, estiveram reunidas com o Bispo Primaz Dom Francisco Silva e com o Secretário Geral Reverendo Arthur Cavalcante, a Comissão Nacional de Diaconia (CND), Serviço Anglicano de Diaconia e Desenvolvimento (SADD), Centro de Estudos Anglicanos (CEA) e o Grupo de Apoio ao Primaz (GAP). O motivo de encontro foi cumprir um mandato oriundo da reunião presencial do Conselho Executivo do Sínodo (abril de 2017) para que a Província construísse um Grupo Executivo Nacional para preparar e liderar a CONFELÍDER 2018.

    O principal encontro da Igreja Anglicana ocorrerá entre os dias 30 de maio à 03 de junho de 2018, em Brasília/DF. É  prevista a presença de 114 pessoas (Bispos, Clérigos e Leigos). Também de pessoas convidadas de outras províncias anglicanas, parceiras de organizações internacionais de diaconia/serviço e ecumênicas.

    O Sínodo de 2013 (Rio de Janeiro) apontou a Diocese Anglicana de Brasília (DAB) para sediar esse que é o grande evento da Igreja do Brasil. Será a primeira vez que um Sínodo Geral ocorrerá na chamada Área 3 da Igreja Episcopal que contempla uma grande região geográfica e também missionária: Diocese Anglicana do Recife, Diocese Anglicana de Brasília, Diocese Anglicana da Amazônia, além do Distrito Missionário Anglicano.

    O Bispo Primaz destacou que a CONFELÍDER tradicionalmente tem uma dinâmica própria, necessitando assim de um grupo coordenado com seguintes requisitos, a saber: conhecimento sobre a Igreja e das tensões teológicas, a confiança da Igreja, com um perfil agregador e pedagógico, e uma liderança em sintonia com a Primazia e com a Secretaria Geral.

    Após uma avaliação dos grupos representados ali sobre as dinâmicas das últimas CONFELÍDERES e igualmente da atualização dos trabalhos da Igreja sobre Sexualidades e Famílias, chegou-se a um consenso que o Grupo Executivo será formado por três membros das áreas provinciais: Reverendo Pedro Triana (CEA/Área 2), Reverenda Marinez Bassotto (CND/Área 1) e Dra. Bianca Daebs (GAP/Área 3).

    A Reunião apontou os seguintes passos a serem dados:

    • Retomar com GAP/CND/CEA a ideia de realização do vídeo de sensibilização;
    • Informar aos senhores bispos diocesanos que além deles, o público alvo das CONFELÍDERES diocesanas é a Delegação Diocesana ao Sínodo, Contato diocesano do SADD, Representante do CET diocesano, representantes da UMEAB, juventude, todo o clero diocesano, comissões de incidência pública (diaconia/ação social).
    • Fazer uma previsão das assessorias para as CONFELÍDERES diocesanas (lembrando que essas assessorias estarão a cargo da equipe organizadora – CND, GAP e CEA). Para cada CONFELÍDER no mínimo 2 assessores(as).
    • Para ajudar a direcionar os trabalhos das CONFELÍDERES DIOCESANAS será emitido pelo GAP e Grupo Executivo o Documento Referência que trará subsídios para as discursões e dinâmicas.

    A Secretária Geral solicita que as Dioceses enviem as datas de suas CONFEDERES 2017 para que o Grupo Executivo agende as assessorias de trabalhos e inicie os contatos com os bispos.   As seguintes dioceses já marcaram as suas datas: Diocese Sul Ocidental para os dias 18-19 de agosto e Diocese Meridional para o dia 04 de novembro.

     
  • SNIEAB 12:32 on 22/06/2017 Permalink | Responder  

    Pronunciamento da Câmara Clerical e do Laicato IEAB 

    “O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” (1 Coríntios 13. 4-7).

    Irmãos e Irmãs

    Saudações em Cristo!

    A Câmara Clerical e do Laicato acompanhou de perto os diversos eventos ocorridos na Diocese Anglicana de São Paulo e, como parte de nossa eclesiologia anglicana, uma igreja sinodal e bicameral, tem se feito representar e ouvir em todas instâncias sobre essas questões.

    A Câmara Episcopal encaminhou a criação de uma comissão de reconciliação para tentar solucionar os problemas que tem afetado toda a igreja. Iremos acompanhar os trabalhos desta comissão, rogando a Deus que os guie e os abençoe nesse processo. De nossa parte já indicamos para compor a comissão o Revdo. Rodrigo Espiúca da Diocese Sul Ocidental e a Sra. Mary Joyce da Diocese Anglicana da Amazônia. Ainda não sabemos como a Comissão conduzirá os trabalhos.

    Informamos que tão logo seja instalada, a CCL solicitará essa informação para o acompanhamento desta câmara. Como pessoas cristãs não podemos nos negar a reconciliação, pois, segundo o Apóstolo Paulo, esse ministério Cristo nos deu (2 Co. 5. 19), no entanto, entendemos que esse é um processo que envolve reciprocidade, escuta atenta, humildade, mudança de atitudes, reparação e perdão das pessoas envolvidas.

    Pedimos aos irmãos e irmãs, desde já, que apoiem e coloquem essa comissão em suas orações para que a paz, a justiça e a confiança sejam restabelecidas na DASP e em nossa IEAB.

    Santa Maria, 22 de junho de 2017

    SR. Fernando H. Luiz

    Presidente da Câmara Clerical e do Laicato (CCL) da IEAB

     
  • SNIEAB 10:36 on 21/06/2017 Permalink | Responder  

    Mensagem Pastoral da Câmara Episcopal da IEAB ao seu Povo e ao seu Clero 

    “Irmãos, vocês foram chamados para a liberdade. Mas não usem a liberdade para dar ocasião à vontade da carne; pelo contrário, sirvam uns aos outros mediante o amor. Toda a lei se resume num só mandamento: “Ame o seu próximo como a si mesmo”. Gálatas 5:13,14

    Às amadas irmãs e aos amados irmãos em Jesus Cristo, nosso Senhor: Paz!
    A Câmara Episcopal da IEAB esteve reunida no dia19 de junho para avaliar a situação gerada pela disponibilidade canônica do Revdo Arthur Pereira Cavalcante.
    Ouvimos a palavra do presidente da Câmara Clerical e do Laicato que nos trouxe uma carta a essa Câmara, expondo a situação e o contexto pastoral que envolve neste momento toda a Igreja Provincial

    Imbuídos do desejo de contribuir para uma solução pastoral e que fortaleça nosso senso de pertença e comunhão, tanto em nível diocesano como provincial, construímos uma possibilidade de busca de um processo pastoral de reconciliação, apoiado pelo bispo diocesano da DASP e em acordo com a Câmara.

    Propomos, então, a constituição de uma Comissão Provincial de Reconciliação composta por dois bispos, sendo um da Área II, e duas pessoas do clero e duas do laicato, indicadas pela Câmara Clerical e do Laicato, e as outras duas da Área Provincial II, indicadas pelos bispos.

    A Comissão terá um prazo de 90 dias, podendo ser prorrogado por mais 30 dias, para concluir seus trabalhos.

    Neste sentido será fundamental a anuência do Revdo. Arthur Cavalcante que será contatado pelo Bispo Primaz.

    Enquanto isso, exortamos a Igreja ao exercício da longanimidade e da misericórdia. Que nunca nos falte a consciência do perdão que Deus tornou eficaz em nossas vidas.

    E nos despedimos com a exortação do apóstolo Paulo, em Romanos 13:8 : “Não devam nada a ninguém, a não ser o amor de uns pelos outros, pois aquele que ama seu próximo tem cumprido a lei”

    Porto Alegre, 19 de Junho de 2017

    Dom Francisco de Assis da Silva – Diocese Sul Ocidental – Primaz da IEAB

    Dom Naudal Alves Gomes – Diocese Anglicana de Curitiba

    Dom Filadelfo Oliveira Neto – Diocese Anglicana do Rio de Janeiro

    Dom Maurício Andrade – Diocese Anglicana de Brasília

    Dom Renato Raatz – Diocese Anglicana de Pelotas

    Dom Humberto Maiztegui – Diocese Meridional

    Dom Flávio Irala – Diocese Anglicana de São Paulo

    Dom João Câncio Peixoto – Diocese Anglicana do Recife

    Dom Eduardo Coelho Grillo – Diocese Anglicana do Rio de Janeiro

    Dom Clovis Erly Rodrigues – Emérito

    Dom Orlando Santos de Oliveira – Emérito

     
  • SNIEAB 17:24 on 03/06/2017 Permalink | Responder  

    Mensagem do Primaz para o Dia de Pentecostes 

    Em Deus faremos proezas Sl 60,12

    Esta expressão claramente assumida no Salmo 60, traduz para nós a confiança que precisamos ter em Deus para superarmos os tempos difíceis que enfrentamos como Igreja no Brasil.

    Estamos cercados por uma gama de desafios que às vezes enfraquece a nossa confiança. Nosso povo tem sido confrontado com uma realidade que parece ter retornado das sombras para nos ameaçar de novo. O país vive dias desconfortáveis onde a confiança nas instituições está sendo corroída e a cada dia um novo escândalo toma conta do noticiário, expondo a vergonha e os crimes cometidos contra a dignidade de nosso povo.

    No cenário internacional, não muito diferente do que ocorre aqui, líderes se dão o direito de desconhecer compromissos muito sérios com o cuidado do meio ambiente e com os direitos humanos, em nome de um pretenso progresso que só empurra a humanidade para o seu próprio fim e que se contenta apenas em expandir egoísmo e lucro.

    Voltando ao nosso país e no interior de nossa Igreja temos vivenciado experiências dolorosas de dissensos em torno de questões de poder e de eclesiologia as quais nos subtraem tempo e recursos que deveriam estar sendo usados na missão de Deus e no serviço ao povo.

    Nos sentimos como se estivéssemos naquela sala superior (conforme relato de Atos dos Apóstolos), reunidos, confusos, inseguros, paralisados. Trancados entre quatro paredes enquanto o mundo lá fora pulsa com suas necessidades. Mas Deus não nos quer paralisados! Ele nos quer sacudir e acordar para fazer de nós seus autênticos instrumentos de transformação.

    O vento impetuoso que sacode a sala inteira é a força que nos pode impelir para abandonar nosso medo, nossa preocupação excessiva com nosso bem estar, com o poder, com as estruturas e fazer como Pedro fez: por-se de pé e falar!

    Oro a Deus para que tenhamos essa coragem. Oro a Deus para que nos embriaguemos do Espírito e anunciemos, sem medo, as proezas que Deus realizou, realiza e realizará em nossa Igreja, em nosso país e no mundo inteiro. Para tanto, é essencial sentirmo-nos completamente livres.

    Vem Espírito Santo e renova a Criação, a Igreja e cada um de nós. Afasta de nós o medo e dá-nos a coragem necessária para anunciar as proezas de Deus para toda a humanidade.

    ++Francisco, Santa Maria

    Primaz do Brasil

     
c
escrever um novo post
j
próximo post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
topo
l
go to login
h
show/hide help
esc
cancelar