Mensagem Páscoa do Bispo Primaz

O cerne da mensagem cristã e a força motora do testemunho do movimento de Jesus é a proclamação do Mistério Pascal. Nele se encerra a proclamação mais solene do poder de Deus sobre a morte: “Ele não está aqui” Mt 28:6

Vivemos tempos de medo. Aqui e ali, se multiplicam as ações de ódio e violência política arquitetadas por grupos radicais religiosos e motivados por políticos que exploram os sentimentos de xenofobia, racismo, e fundamentalismos.

Vivemos tempos de crescimento da exclusão de pessoas vulneráveis, vítimas de políticas que reafirmam a lógica de exploração de um capitalismo que só beneficia os mais ricos. Milhões sofrem de fome, enquanto alguns poucos acumulam riquezas de origem duvidosa em paraísos fiscais. Ou então desviam recursos essenciais para as políticas públicas através de ações criminosas. Ou ainda, usam do expediente da evasão de tributos para aumentar os seus ganhos.

Num cenário com essas contornos sofríveis, parece que ecoa e nosso coração, a fala de Jesus no momento mais doloroso de sua vida: Eloi, Eloi, lama sabactani! Sim, nos sentimos desamparados. Olhamos para um lado e para outro e nos sentimos completamente fragilizados.

No entanto, o mesmo Deus que “ressuscitou dos mortos a Jesus Cristo”, nas palavras do corajoso Pedro diante da multidão em Pentecostes, é o mesmo Deus que nos garante que as coisas que são derrubadas, serão levantadas e que os últimos, na escala do poder, precederão os poderosos no Reinado de Cristo.

Que nesta Semana Santa caminhemos lado a lado com Jesus experimentando as dores da injustiça, diante do poder da opressão religiosa e do poder imperial. Sejamos corajosos contra aquelas pessoas que lançam escárnios contra nós porque se acham vencedores. E quando chegar a hora em que o silêncio parece indicar o fim, exultemos pelo poder da ressurreição. Cristo nos antecede neste momento de vitória! E saberemos que a última palavra de Deus é a uma palavra de vida. E vida abundante!!
Nada resiste à luz da manhã que dissipa as trevas. A luz de Cristo brilha em nós e por isto nos tornamos testemunhas de seu Reinado sobre nós e sobre um mundo de paz e justiça para todos os seres. Só o poder da Ressurreição é que nos dá essa alegria e essa coragem.

Ergo meu espírito aos céus para honrar aos irmãos e irmãs que tem sido vítimas do ódio religioso. Das pessoas que tem sido martirizadas por causa de sua fé. Estendo meus pensamentos e orações para nossos irmãos e irmãs coptas que perderam a sua vida recentemente enquanto adoravam o Senhor, na cidade do Cairo. Que Cristo  os acolha na sua glória.

Que na aurora deste Domingo de Páscoa escutemos o Cristo dizendo a nós: Sou Eu; não temais!

Uma abençoada Páscoa a todo o povo de Deus!

Francisco de Assis da Silva

Primaz da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil

Diocesano em Santa Maria