Posts Mentioning RSS Toggle Comment Threads | Atalhos de teclado

  • SNIEAB 10:59 on 01/12/2014 Permalink | Responder
    Tags: AIDS e Igreja Anglicana   

    DIA MUNDIAL DE LUTA CONTRA A AIDS 

    Hoje se celebra o Dia Mundial de Luta contra a AIDS com a realização de campanhas no mundo inteiro para a conscientização das pessoas sobre esta grave epidemia que afeta milhões de pessoas em todos os continentes.
    No Brasil, a AIDS mata por ano cerca de 12 mil pessoas, constituindo-se num grave problema de saúde pública que tem apresentado infelizmente crescimento nos últimos anos, atingido patamares que precisam ser enfrentado com políticas de saúde mais efetivas.
    O desafio precisa ser enfrentado com mais audácia e com mais investimentos no setor público de saúde para atender as pessoas menos favorecidas economicamente e que dependem exclusivamente dele. Outro fator preocupante é uma certa banalização da questão igualmente dentro das Igrejas. Nos anos 80 e 90, o movimento ecumênico foi muito importante para ajudar na desestigmação das pessoas vivendo com AIDS e na aplicação de programas educativos e de prevenção.
    Os segmentos mais conservadores, na medida em que certas práticas preventivas eram anunciadas aplicadas pelos governos, passaram a boicotar as ações de prevenção. Esta prática causou um importante retrocesso, especialmente nas camadas menos informadas da população, fazendo com que os casos de contração da doença continuassem, inclusive, aumentando a incidência da epidemia em grupos considerados de baixo risco.
    Conclamamos as Igrejas a retomarem a preocupação com a educação dos fiéis acerca do tema. Conclamamos o governo a aumentar a qualidade do serviço público de saúde, garantindo assim que as pessoas possam ter prioridade e agilidade no atendimento, assim que for identificada a infecção.
    Não podemos deixar que o tema da prevenção e do tratamento caminhem para a banalização e a desconsideração da gravidade de sua incidência. Este é um tema de saúde pública e todos temos que cobrar a aplicação de um programa multidisciplinar eficaz para que se possa reduzir as vergonhosas estatísticas que temos hoje no Brasil.
    Governo e Sociedade, incluindo-se aí as Igrejas, precisam estar unidos para evitar que a invisibilização do problema cause ainda mais mortes por negligências e preconceitos.

    ++ Francisco

    Bispo Primaz da IEAB

     
  • SNIEAB 10:49 on 01/12/2014 Permalink | Responder
    Tags: Comissão Status da Mulher nas Nações Unidas   

    Jovem Clériga representará a IEAB na Conferência das Nações Unidas sobre o status da Mulher 


    A IEAB terá em 2015 uma representante na Conferência das Nações Unidas sobre o Status da Mulher. Seguindo o caminho de outras representações em anos anteriores, onde tivemos mulheres leigas e clérigas representando nossa Igreja (Christina Winnischofer, Ana Lucia Machado, Sandra Bueno, Revda Inamar Correa, Ilcélia Soares, Sandra Andrade), agora, atendendo solicitação do escritório da Comunhão Anglicana e da Rede Inter-Anglicana de Mulheres, estará representando nossa Província, a Revda Tatiana Ribeiro.

    Para esta Conferência, os Primazes da Comunhão Anglicana foram convidada a indicar mulheres jovens que estejam envolvidas com trabalhos de juventude e superação da discriminação de gênero. A ênfase da Conferência este ano será sobre o protagonismo das mulheres jovens que sofrem muita discriminação  no mundo inteiro, especialmente nos países onde até o acesso aos estudos e ao trabalho são ainda um grande desafio.

    A Conferencia ocorrerá em Nova York e se realizará no mês de março de 2015 e é organizada pela Comissão sobre o Status da Mulher.

    A Comissão sobre o Status da Mulher (“CSW”) é uma comissão funcional do Conselho Económico e Social das Nações Unidas (ECOSOC) . É o órgão de decisão política global de capital exclusivamente dedicada à igualdade de gênero e o avanço das mulheres. Todos os anos, os representantes dos Estados-membros se reúnem na sede das Nações Unidas, em Nova York, para avaliar os progressos em matéria de igualdade de género, identificar os desafios, definir padrões globais e formular políticas concretas para promover a igualdade de gênero e empoderamento das mulheres em todo o mundo.

    A Comissão foi criada pela resolução ECOSOC 11 (II) de 21 de junho de 1946 com o objetivo de preparar recomendações e relatórios ao Conselho sobre a promoção dos direitos das mulheres nos campos políticos, econômicos, civis, sociais e educacionais. A Comissão também faz recomendações ao Conselho sobre os problemas urgentes que requerem atenção imediata no campo dos direitos das mulheres.

    A Comissão se reúne anualmente por um período de 10 dias uteis.

    A Revda Tatiana Ribeiro é atualmente a coordenadora do GT Provincial de Juventude e está preparando, junto com os demais membros do GT, o ENUJAB 2015. Este será, depois de dez anos, um grande encontro nacional que tem por objetivo rearticular a juventude anglicana brasileira para o próximo quinquênio.

    Ela é clériga da Diocese Anglicana de Brasilia e Pároca na Paróquia São Felipe, em Goiânia. Natural de Erechim/RS, a Revda iniciou seus estudos e ministério no âmbito da Diocese Sul Ocidental, ao lado de uma geração de jovens clérigos de nossa Igreja formados pelo SETEK.Foi Conselheira do Conselho Nacional de Juventude – Secretaria Geral da Republica, 2010-2012, pela Rede Ecumênica da Juventude.

    Desejamos à Revda Tatiane uma presença proativa na Conferência e pedimos as orações de toda a Igreja para sua bem sucedida representação de nossa Província.


     
c
escrever um novo post
j
próximo post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
topo
l
go to login
h
show/hide help
esc
cancelar