Impressões sobre a Visita do Arcebispo de Cantuária 

Santa Maria, 08 de setembro de 2014.

Queridos irmãos e irmãs!
Certamente estamos todos nós muito animados pela experiência abençoada vivida nestes últimos dias em São Paulo.  Sua Graça Arcebispo Justin Welby e sua esposa Caroline nos brindaram com uma presença inspiradora de simplicidade e de espiritualidade profunda. Apesar de curta, a visita nos causou profunda alegria. No contato com o povo, o Arcebispo foi de uma espontaneidade magnífica. No contato pessoal, especialmente nos momentos  que estivemos juntos, tanto com nossas esposas como a sós, uma clareza de comunicação e autêntica sensibilidade pastoral. Apesar da extenuante agenda que incluiu um longo vôo de 12 horas e logo em seguida uma agenda cheia de compromissos, em uma estadia de menos de 36 horas, o Arcebispo e Caroline atenderam a todas as pessoas que buscavam estar com eles, conversar e, claro, não faltou a numerosa tietagem!

Nos diálogos que tivemos com ele, um especialmente me chamou a atenção: o compromisso com a unidade da Igreja. É muito forte sua convicção sobre o ministério da reconciliação. Segundo ele, a Igreja precisa viver este ministério não somente para fora, mas também para dentro. Em uma Comunhão Anglicana marcada por tanta diversidade, o mais importante, segundo ele, é o compromisso com a verdade do Evangelho. Não uma verdade de teses, de discursos, mas uma verdade partilhada com amor, em espaços seguros e com humildade.

Outro importante dom que percebi no Arcebispo é o seu compromisso com o diálogo com outras Igrejas e outras religiões. Um diálogo que leve à defesa da justiça e da paz entre os povos. Em sua conversa com os representantes ecumênicos, enfatizou a necessidade de transpor muros. Sua abordagem da sociedade atual é profundamente crítica quando vivemos num mundo de desigualdades econômicas e sociais. Ele tem se manifestado sobre isso em diversos momentos.
Seu compromisso com o fortalecimento dos instrumentos de unidade da Comunhão vai sempre na direção de aperfeiçoar o sentimento de colegialidade. Estas visitas aos Primazes vai exatamente nesta direção: ouvir e coletar impressões. Há muita humildade no reconhecimento de que precisa conhecer melhor a diversidade da comunhão, enraizada em diversas culturas. Este fortalecimento também passa, segundo ele, pela inclusão linguistica, permitindo que documentos oficiais da Comunhão Anglicana sejam traduzidos para outras línguas!
Em seu contato com os bispos presentes, revelou uma naturalidade de quem enxerga os irmãos bispos sem solenidade formal, falando francamente como a iguais. Que Deus continue abençoando a vida e ministério do Arcebispo! Agora é aguardar uma outra visita, mais ampla e que permita um contato maior com nossa Igreja Provincial.
Quero agradecer o empenho e a dedicação sem par do staff da Secretaria Geral, das Missionárias do GT Missão e da The Episcopal Church (TEC) , das lideranças da Paróquia da Santíssima Trindade e da Diocese Anglicana de São Paulo (DASP). Um trabalho que exigiu esforço, sentimento de equipe e um serviço de amor. Ao staff da Secretaria Geral se somou também a colaboração da Revda Marinez Bassoto (Deã da Catedral Nacional), como Capelã do evento. Parabéns a todos e a todas, especialmente ao Revdo. Arthur Cavalcante que coordenou todo esse trabalho. O Primaz e os colegas bispos se sentiram muito bem acolhidos e cada detalhe não escapou ao cuidado dessa enorme equipe!
Que Deus abençoe cada um e cada uma com ricas bençãos e merecido descanso!

++ Francisco de Assis da Silva

Bispo Primaz da IEAB