Diocese Anglicana de São Paulo Realiza Concílios e Elege Novo Bispo Diocesano 

Entre os dias 09 a 10 de agosto, ocorreu o 47º Concílio Ordinário e o Concílio Extraordinário da Diocese Anglicana de São Paulo (DASP), na Casa Pio XI no Alto da Lapa, São Paulo. Os concílios foram presididos pelo Primaz Dom Maurício Andrade, Bispo Pró Têmpore da DASP.

Destacamos as eleições e as nomeações para as principais comissões, dando destaque a escolha de novos membros do Conselho Diocesano e dos seis delegados (as) e respectivos suplentes para o próximo Sínodo da IEAB.

VEJA AS PRINCIPAIS IMAGENS DOS CONCÍLIOS. (Créditos das Fotos: Nina Boe- missionária de YASC- Young Adult Service Corps- The Episcopal Church)

ELEIÇÃO EPISCOPAL


No Concílio Extraordinário foi eleito, no primeiro escrutínio, o Reverendíssimo Flávio Augusto Borges Irala,  atual Deão da Catedral Anglicana de Curitiba, para bispo diocesano da DASP. Contudo, a partir dessa eleição será preciso cumprir uma série de procedimentos canônicos até o Dia da Sagração- um rito especial no qual o bispo eleito recebe as Ordens através dos Bispos Sagrantes. As etapas canônicas a serem cumpridas correspondem a seguir:

1- “[...] o presidente e o secretario do concílio, que elegeu o novo prelado, certificam, em documento por ambos assinados e dirigido ao Primaz, o resultado oficial da eleição”. Cânones Gerais da IEAB 2010

2- o Bispo Primaz anuncia formalmente aos Bispos em atividades  e aos Conselhos Diocesanos (oito dioceses da IEAB). Nesse sentido, a eleição para ser reconhecida deverá ter o assentimento da maioria.

3- o candidato eleito deverá enviar para o Primaz os laudos médicos “[...] em que se declara que o bispo eleito foi examinado e considerado físico e mentalmente apto para exercer as funções para os quais foi escolhido”; Cânones Gerais da IEAB 2010

4- quando todos os requisitos forem cumpridos, o Primaz comunica à Autoridade Eclesiástica da DASP, através de um Certificado onde consta que não há nenhum impedimento para a Sagração.

5- por fim, o bispo eleito terá que comunicar ao Primaz/Autoridade Eclesiástica se  aceita ou não ser Sagrado.

HISTÓRICO DA CRISE


Os concílios contaram com a presença dos Bispos da Área Provincial II , a saber, Dom Naudal Gomes (Curitiba), Dom Filadelfo Oliveira (Rio de Janeiro) e do Bispo Dom Francisco de Assis (Santa Maria) da Área Provincial I, todos envolvidos com o processo de diálogo e da resolução de conflito na DASP.

A crise iniciou-se em setembro de 2012 em decorrência da não aceitação por parte de um grupo da vitória na eleição do Reverendíssimo Deão Flávio Irala para bispo diocesano. O conflito ganhou proporções quando um grupo de clérigos, liderados pela Catedral Anglicana de São Paulo, entraram na Justiça Cívil solicitando o cancelamento do Concílio Extraordinário. Por decisão conjunta do Bispo diocesano Dom Roger Bird e do Bispo Primaz Dom Maurício, em vistas de não alongar o processo e poupar pastoralmente a vida do Povo e do Clero da DASP, entram com um recurso na Justiça pedindo o cancelamento não apenas do Concílio Extraordinário, como também do 47º Concílio Ordinário. Ambos os Concílios tiveram que ser realizados quase 11 meses depois. SAIBA MAIS SOBRE O HISTÓRICO DA CRISE.