INDABA 2 (Brasília): Diálogos Rumo ao Sínodo da IEAB 

Sob a temática geral de UNIDADE e COMUNHÃO, os delegados sinodais da Área III (Diocese Anglicana de Brasília, Diocese Anglicana de Recife, Diocese Anglicana da Amazônia e o Distrito Missionário) estiveram reunidos no último fim de semana na cidade de Brasília, entre os dias 5-7 de julho, para continuar dialogando sobre Missão, Serviço e Comunhão rumo ao XXXII Sínodo da IEAB (14-17 de novembro na cidade do Rio de Janeiro). Esta foi a segunda das três experiências regionais que serão vivenciadas até setembro e que produzirão importantes subsídios para a reunião sinodal.

Como foi comentado no relatório do INDABA 1 da Área regional I, a iniciativa, recomendada pela Câmara dos Bispos e Conselho Executivo, está sendo coordenada pelo Centro de Estudos Anglicanos – CEA e usa uma metodologia que se inspira na cultura africana chamada de INDABA – palavra africana que significa roda de diálogo e que permite que os participantes, em condições de igualdade e liberdade de expressão partilhem seus pontos de vista na busca de consensos para o bem comum. Estiveram presentes os bispos diocesanos e suas respectivas delegações ao Sínodo, dois bispos eméritos, representantes das mulheres e juventudes, assim como lideranças diocesanas. Ao igual que o INDABA 1, a metodologia incluiu vivências devocionais, leitura da Palavra e a experiência do labirinto. Nesta última, os participantes eram estimulados a fazer o caminho da transformação, através da meditação. E da mesma maneira que no INDABA 1, os participantes foram animados a deixar seus comentários e reflexões escritos no labirinto, que “peregrinará” até o próximo INDABA (Curitiba/Área provincial II/ 20-22 de setembro) e continuará seu “peregrinar” até o Sínodo.

Destaque-se também que estavam reunidos no mesmo local os/as colaboradores/ras do Serviço Anglicano de Diaconia e Desenvolvimento (SADD), que se uniram aos participantes nos momentos de espiritualidade ao redor do labirinto e na plenária final.

O Bispo Sebastião escreveu: “No labirinto da vida, -e Igreja é parte de nossa vida- sermos ‘em dois ou três’ será sempre melhor do que ser só”; outro participante escreveu: “Labirinto, Indaba, caminho, diálogo, amizade”; e o Rvdo. Marcos Barros refletiu: “O caminho se faz caminhando”. O Bispo Primaz Dom Maurício Andrade afirmou que “nos reunimos em Brasília, que é o ponto mais central da região, para acolher toda a Área. O Indaba foi uma oportunidade de diálogo, conversa e partilha do nosso caminhar e sonho de missão. [...] No contexto do Indaba, ocorreu também o encontro dos Contatos do SADD, o que enriqueceu nossa convivência”.

No domingo, foi celebrada a solene eucaristia de encerramento, presidida por dom Maurício, Bispo Primaz e Bispo da Diocese Anglicana de Brasília, que acolheu carinhosamente os participantes, e co-celebrada por todos os bispos presentes, sendo o bispo dom Orlando o pregador. Sem dúvida, foi outra rica experiência de diálogo, unidade e comunhão, assim como de desafios para a missão, e cujas conclusões serão sistematizadas e somadas às conclusões de todos os Indabas como contribuição para o Sínodo de novembro. Após a celebração, houve um momento de autógrafo do livro do Revd. Felix Filho: “Dom Helder Câmara: além as ideias”. E, ao final, a Catedral da Ressurreição acolheu a todas as pessoas com um delicioso churrasco.

Trabalharam como facilitadores do processo dom Saulo Barros e o reverendo Dr. Pedro Triana, ambos representando a coordenação do CEA, contanto também com a assessoria do bispo emérito dom Orlando. E mediante a metodologia  VER-JULGAR-AGIR,  todos os participantes – 31 em total – foram estimulados a oferecer suas contribuições nesta caminhada como IEAB até o Sínodo, com o espírito expresso no labirinto por um dos participantes: “Se caminhar é preciso, caminharemos unidos…”.

Saiba mais sobre o Encontro do  INDABA 1

Rvdo. Dr. Pedro Triana

Coordenador de Formação Permanente e da Área sinodal II CEA/IEAB