IEAB no Intercâmbio de Jovens Construtores da Paz em Londres 

Entre os dia 02 a 10 de Julho, a Aliança Anglicana realizará um encontro para trocas de experiências e formação com o tema “Construtores da Paz”, em Londres.

O encontro será destinado aos jovens de diversos países  e dividido em duas etapas. A primeira  em Londres, discutirá como explorar o desafio do conflito como uma barreira para o desenvolvimento e levará em conta as realidades de países e de pessoas em situação de vulnerabilidade. A segunda acontecerá na cidade de Belfast (Irlanda) e terá três principais temas: o papel das mulheres como mantenedoras da paz, a questão das armas pequenas e leves e a necessidade das Igrejas para desenvolver uma plataforma mais eficaz de alerta precoce para os conflitos.

A América Latina e Caribe será representada pelo Brasil com duas representantes, ambas jovens e envolvidas no serviço da Igreja. A primeira é a estudante de serviço social, Ana Caroline Macedo, da comunidade Cidade do Deus, no Rio de Janeiro. Ela é membro em plena comunhão da Paróquia do Cristo Rei/DARJ, onde há algum tempo são oferecidos projetos sociais. A outra é a estudante de jornalismo, Yvi Leíse Rosa Calvani, da Paróquia de São Lucas, em Londrina – Paraná. Yvi é professora da escola dominical e colaboradora na CIN UJAB.

A programação já está pronta e promete ser intensa, com uma visita ao Palácio de Lambeth e ao Arcebispo de Cantuária, oficinas, estudos bíblicos, discussão com líderes comunitários e visita a comunidades que já são construtoras da paz.

As estudantes já estão se preparando para o evento e planejando como dar continuidade ao trabalho nas comunidades latino-americanas.  É muito importante que a Família Anglicana se una em oração e no apoio ao trabalho para diminuir a violência promovendo relações de paz e de equilíbrio entre as pessoas e com a natureza. A situação de violência em nossos contextos latino americanos e caribenho é grave e chama a Igreja a tomar posição e colaborar para um mundo melhor.

Quando Ana Caroline a Yvi voltarem  será necessário organizar um plano de ação para o envolvimento das mesmas nas atividades da Igreja bem como estabelecer um processo para que elas possam colaborar nas ações já existentes, especialmente para fortalecer o nosso Serviço Anglicano de Diaconia e Desenvolvimento.

Paulo Ueti

Facilitador da Anglican Alliance  para América Latina e Caribe