Posts Mentioning RSS Toggle Comment Threads | Atalhos de teclado

  • SNIEAB 16:41 on 13/05/2011 Permalink | Responder
    Tags: ,   

    Convocação Ecumênica Internacional pela Paz 

    Com a presença de cerca de 1000 representantes das igrejas membros e representantes de organismos ecumênicos e da sociedade civil, o Conselho Mundial de Igrejas (CMI) promoverá na cidade de Kingston, Jamaica, a “Convocação Ecumênica Internacional pela Paz”.

    O tema central será “Glória a Deus e Paz na terra”. O objetivo maior será o de testemunhar a Paz de Deus como um dom a uma responsabilidade das Igrejas e do mundo. Este encontro é a culminância da “Década da Superação da Violência”, programa do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), solicitado por sua Assembléia Mundial, realizada em Harare, em 1998 e iniciada em 2001.
    O evento acontece num momento em que o mundo experimenta a mudança de paradigmas políticos e uma onda de violência e conflitos. A convocação quer refletir sobre o papel da Igreja e das religiões como promotores da paz, à luz do que significa seguir a Cristo, o Príncipe da Paz, hoje e no futuro. Será um momento de estímulo às Igrejas e suas teologias para reflexão e promoção da paz e da justiça.

    “Ama a teu próximo como a ti mesmo”, será a luz que guiará a reunião em seus quatro temas gerais: Paz na comunidade; Paz na Cerra; Paz no Mercado (economia) e Paz entre os Povos.
    Representando a IEAB se fará presente o bispo D. Orlando Santos de Oliveira (Meridional), Oficial Ecumênico Provincial e também representando da organização ACT Internacional, na qualidade de seu Vice-Presidente, o Bispo Dom Francisco Assis da Silva (Sul-Ocidental).

    O CMI convoca a todas as igrejas membros a realizarem um momento especial de intercessão pela paz nas celebrações do domingo 22 de maio. Junto com as orações que seja feito um gesto simbólico, seja pelo plantio de uma árvore ou o acendimento de um Círio durante as celebrações. No site provincial estamos enviando uma sugestão de Intercessões do CMI, que já foi enviada cópia aos Bispos Diocesanos.

    Oração pela paz – Domingo, 22 de maio de 2011

    Deus da paz e de novas possibilidades, nosso Criador, Redentor e Santificador: Em tua presença, te pedimos misericórdia, perdão e a oportunidade de um novo começo. Te pedimos que nos ajudes a dar uma chance para a paz em nosso mundo. Queremos dar uma chance para a paz, embora tenhamos fracassado tantas vezes. Nós ajudamos a destruir muitas iniciativas de paz. Em vez de vencer o mal com o bem, nós não fizemos nada quando o bem foi derrotado.

    Perdão, Senhor.

    Dona nobis pacem: Dá-nos paz, é a nossa oração.

    Assim como queremos viver o teu perdão, queremos viver este momento em nome da paz. Renovamos neste momento a decisão de aceitar o chamado a sermos pacificadores e criadores de justiça.

    Damos graças pela Década Para Superar a Violência pois ela nos conscientizou e nos fez desejar a paz. Apesar disso, sabemos que temos muito a fazer se quisermos realmente dar uma chance para a paz.

    Dona nobis pacem: dá-nos paz, é a nossa oração.

    Pelo poder do teu Espírito, que nossos corações e mentes sejam de paz; ajuda-nos a transformar nossas vidas em pontos de largada para a paz. “E que a hora seja agora”. Ajuda-nos a cooperar contigo dando uma chance para a paz e criando um mundo em que a paz venha da profundeza do nosso ser.

    Dá-nos paz, Senhor, nós te pedimos. Dá-nos sabedoria e coragem para tomar iniciativa. Sabedoria para abraçar o que leva à paz e coragem para sermos fiéis e obedientes a ti.

    Dona nobis pacem: dá-nos paz, é a nossa oração.

    Deus da paz e de novas possibilidades, faze de nós instrumentos de tua paz na convocação Internacional Ecumênica para a Paz e em todos os lugares, para que façamos tua vontade e para que, fazendo tua vontade, demos uma chance para a paz. Em nome do Príncipe da Paz, Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador. Amém.

    -

    Revmo. Orlando Santos Oliveira

    Bispo Diocesano – Diocese Meridional

     
  • SNIEAB 14:21 on 12/05/2011 Permalink | Responder
    Tags: civil, estável, gay, homossexual, supremo tribunal federal, união   

    IEAB emite declaração em respeito à decisão do STF sobre uniões homoafetivas 

    Nesses dias de maio o Supremo Tribunal Federal deliberou por unanimidade sobre qual abordagem legal, qual o tratamento jurídico deve ser aferido às uniões homoafetivas no Brasil.

    Trata-se de uma decisão que abomina, rejeita, veda e afasta do ordenamento jurídico brasileiro a desigualação jurídica, a discriminação e o preconceito em razão da forma dos seres humanos expressarem seu afeto em uniões entre pessoas do mesmo sexo que se caracterizam por sua perenidade e conhecimento público.

    A deliberação do Supremo Tribunal interrompeu a perpetuação de situações discriminatórias, preconceituosas ou desigualitárias fundadas nas preferências sexuais das pessoas. Entendeu a Suprema corte que tais tratamentos afrontam o objetivo constitucional de promover o bem de todas as pessoas e colidem com o princípio áureo da dignidade humana esculpido em nossa Carta Magna.

    È significativa a unanimidade da instância máxima do Poder Judiciário pátrio em tema de tantos dissensos e controvérsias. A unanimidade assentou-se no reconhecimento e na proclamação do direito a intimidade e vida privada como direitos civis constitucionais de primeira grandeza por dizerem respeito ao jeito de ser singular de cada pessoa.

    Nesta perspectiva a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, IEAB, emitiu a nota em anexo que vai assinada pelo Bispo Primaz.

    Comprometidos com a Dignidade Humana- Nota do Bispo Primaz da IEAB

    ATUALIZAÇÃO: O Dr. Dermi Azevedo, membro da Comissão de Direitos Humanos da IEAB, também emitiu uma análise do pronunciamento do Bispo Primaz. Clique aqui para vê-la.

    -

    Revmo. Maurício Andrade

    Bispo-Primaz da IEAB

     
  • SNIEAB 11:09 on 07/05/2011 Permalink | Responder
    Tags: , desenvolvimento, ,   

    IEAB articula encontro mundial da Aliança Anglicana no Brasil 

    Tive o privilegio de participar da reunião da Aliança Anglicana, de 11 a 15 de abril em Nairobi, Quênia. O clima estava ótimo, de dia um calorzinho (para nós brasileiros) agradável e as noites frescas para dormir. O clima entre os participantes também estava igualmente ótimo, muito calor humano e conversas bem arejadas sobre os trabalhos que a Igreja Anglicana desenvolve em diferentes partes do mundo. Especialmente tive a oportunidade de escutar as experiências do Haiti, Paquistão e Quênia. Em cada local, em diferentes circunstancias, nossa Igreja tem cumprido a sua missão. Foram relatos muito emocionantes, de verdadeiros testemunhos de fé, de amor a Deus e ao próximo.

    No terceiro dia, visitei uma comunidade que, a partir de estudos bíblicos, se uniu para transformar a sua realidade. Em uma área montanhosa com uma belíssima vista do monte Quênia, os pequenos agricultores conseguiram trazer água para irrigação de suas plantações, diversificarem a sua produção, incluindo a piscicultura, e fazendo chegar até o mercado local.

    Pauta de Trabalho no Quênia

    O tema e o trabalhado da Aliança Anglicana, no encontro da África, apontaram para três pilares: Incidência Pública, Emergências e Desenvolvimento. Num processo muito bem conduzido por Sally Keeble, diretora da Aliança Anglicana, cada representação elegeu um tema que considerava relevante no âmbito regional e global, chegando-se por fim, aos seguintes focos de ação:

    • Empoderamento Econômico com apoio para o micro financiamento, incluindo caminhar em direção a um Banco Anglicano;
    • Paz e Reconciliação aprendendo com as experiências de igrejas em países afetados por conflito, e por fim,
    • Governança.

    Significativamente, o encontro foi concluído com uma liturgia muito tocante, incluindo orações pelos povos do mundo.

    Próximos Passos

    Do Encontro do Quênia, saiu o tema Mudanças Climáticas a ser trabalhado na próxima reunião da Aliança, entre os dias 04 a 07 de outubro de 2011, na cidade de São Paulo.

    A Aliança Anglicana oferece a IEAB, através do Serviço Anglicano de Diaconia e Desenvolvimento (SADD), esta grande oportunidade de troca de experiências com nossos irmãos e irmãs de outras partes do mundo. Igualmente, convida-nos também para olharmos, sem perdermos a dimensão global, os desafios de nossa região, e por fim juntarmos os nossos esforços e vozes para transformação do mundo.

    Contamos com as orações e o comprometimento de todo os anglicanos para levar este trabalho adiante.

    Para saber mais sobre a Aliança Anglicana e o Serviço Anglicano de Diaconia e Desenvolvimento (SADD), visite os seguintes websites: http://sn.ieab.org.br/2011/04/13/ieab-no-encontro-da-anglican-alliance/ e http://www.ieab.org.br/sad/

    -

    Christina Takatsu Winnischofer

    Representante da Diocese Anglicana de São Paulo no SADD

     
  • SNIEAB 3:46 on 04/05/2011 Permalink | Responder
    Tags: casamento real, , , inglaterra, kate, william   

    Casamento Real na Inglaterra: Maior Destaque da IEAB na Mídia Brasileira 

    Na manhã de 29 de abril, os canais de televisão voltaram as suas câmeras para a milenar Abadia de Westminster, na cidade de Londres, por ocasião da cerimônia de casamento entre o Príncipe William e a plebéia Kate Middleton.

    No Brasil a cerimônia real foi transmitida ao vivo, e em duas diferentes redes de tv, contaram com a assessoria de dois Bispos da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB): Dom Filadelfo Oliveira (Diocese Anglicana do Rio de Janeiro/DARJ) e Dom Glauco Soares (Bispo Emérito da Diocese Anglicana de São Paulo/DASP e ex-Primaz da IEAB). Segundo Dom Glauco, “foi uma oportunidade importantíssima, talvez inédita, que projetou o nome da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, em todo o Brasil”. Já o Bispo Filadelfo destacou, o uso dos hinos congregacionais e a participação belíssima dos corais presentes nas cerimônias da Igreja Anglicana. O embaixador e diplomata brasileiro Marcos Azambuja, comentarista convidado por uma rede de televisão, de forma imparcial não poupou elogios ao cerimonial religioso da Anglicana por sua profundidade, beleza, musicalidade, simplicidade e objetividade.

    A Igreja da Inglaterra (The Church of England) é integrante da Comunhão Anglicana, juntamente com outras Igrejas Nacionais, dentre elas a nossa Igreja Episcopal Anglicana do Brasil. Os comentários de nossos bispos brasileiros sobre o rito e a cerimônia transmitidos pelos noticiários, trouxeram importantes esclarecimentos sobre a IEAB, ou seja, um pouco sobre sua teologia, sua pastoral e história para o público em geral.

    Muitos fiéis da IEAB puderam acompanhar toda a cerimônia religiosa, com tradução simultânea para o português, e certamente perceberam muita semelhança com o “Rito Celebração e Bênção Matrimonial”, presente no Livro de Oração Comum (LOC) do Brasil. A cerimônia teve como celebrante o Arcebispo de Cantuária, Sua Graça Rowan William e o sermão ficou com o Reverendíssimo Richard Chartres, Bispo de Londres. O Deão da Abadia de Westminster, Reverendíssimo John Hall, cuidou da condução do Rito Matrimonial.

    No Brasil, a Secretaria Geral da IEAB recebeu informações que outras dioceses e paróquias foram também acionadas para auxiliar e assessorar as diversas mídias sobre a Igreja Anglicana.

    -

    Rev. Arthur Cavalcante

    Secretário Geral da IEAB

     
c
escrever um novo post
j
próximo post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
topo
l
go to login
h
show/hide help
esc
cancelar