Posts Mentioning RSS Toggle Comment Threads | Atalhos de teclado

  • SNIEAB 21:47 on 21/04/2011 Permalink | Responder
    Tags: , ,   

    Carta Pastoral de Páscoa da Câmara dos Bispos 

    Segue Carta Pastoral para todo o povo da IEAB, elaborada pela Câmara dos Bispos.

    Páscoa, início de um novo tempo, um marco na caminhada cristã, época em que no Cristo Ressuscitado renovamos a nossa fé e nossa esperança. Nestas últimas semanas vivenciamos a experiência das palavras do evangelho que nos convida ao arrependimento na certeza do perdão que nos é garantido na morte e ressurreição de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

    Nesta perspectiva, escrevemos está carta ainda sob o impacto dos tristes acontecimentos na Escola Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro. O que aconteceu em Realengo pode até ser considerado um ato imprevisível de uma mente doentia, todavia não podemos desassociá-lo completamente do momento em que vivemos em nossa sociedade, marcada fortemente pela perda dos valores éticos e morais que até recentemente norteavam nossas vidas. Já no seu tempo, o apóstolo Paulo exortava os cristãos: “não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimentais qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” (Romanos 12.2).

    Não adianta criticarmos a situação atual se não buscarmos a nossa própria transformação e a mudança do mundo ao nosso redor. “Canta, cantai, cantemos, saiamos de nosso espanto, de nossa dor e lamento, das nossas perdas e danos… A mesa está preparada e Cristo já nos espera” (Simei Monteiro). A realidade da sociedade atual ou a realidade que vivemos e experimentamos atualmente, nos convidam a vivermos esta Páscoa de maneira mais profunda e intensificar a nossa espiritualidade, de conhecermos melhor o nosso Senhor Jesus Cristo e de estarmos unidos intimamente a Ele.

    Que ao recitarmos no Domingo da Ressurreição: “Verdadeiramente o Senhor ressuscitou”, não o façamos da boca para fora, mas que nasça em nós o desejo ardente de que o Ressuscitado seja realmente o centro de nossa existência e que possamos afirmar, com os olhos iluminados: “Eu te conhecia só de ouvir falar, mas agora os meus olhos te vêem” (Jo 42:5). Só assim poderemos trabalhar para que os reinos deste mundo se convertam no Reino de nosso Senhor Jesus Cristo, sonho acalentado insistentemente em nossa oração Eucarística.

    O aprofundamento do nosso relacionamento com Deus traz inúmeras conseqüências, uma das quais não podemos nos esquecer, pois carrega consigo forte conseqüência para nossa relação com o outro e para com a criação divina, é o que chamamos de simplicidade. Nosso Senhor Jesus Cristo disse aos seus primeiros seguidores: “sejam prudentes como as serpentes e simples como as pombas” (Mt 10:16). Muitos movimentos cristãos, ao longo da história, adotaram a simplicidade como parte fundamental de sua mística.

    A simplicidade deve permear todos os aspectos da nossa vida, a nossa relação com o Ressuscitado e também assim nossas instituições eclesiásticas. Precisamos transformar as estruturas da nossa Igreja de tal maneira que possam ser realmente um instrumento da missão de Deus em nossa terra, servindo ao Evangelho do Amor com amor. Afinal, a Igreja é o povo de Deus que caminha na construção de seu reino.

    Que o milagre desta Páscoa possa tocar nossos corações, animar nossas almas e transformar nossas vidas para que possamos proclamar com persistência, simplicidade e amor as Boas Novas do nosso Senhor Ressurreto e promover a justiça e paz para todo ser humano respeitando a dignidade de todas as pessoas ao nosso redor bem como de toda a Criação de Deus.

    Nas palavras da bênção: “Que o amor de Deus nos una; a alegria de Deus nos inspire; a paz de Deus nos envolva; a coragem de Deus nos sustente; e a Bênção de Deus, Pai, Filho e Espírito Santo, repouse sobre nós nesta Páscoa e para sempre.” Amém.
    Brasília, 20 de abril de 2011.

    Dom Maurício Andrade, Primaz e Brasília, DF
    Dom Orlando Santos de Oliveira, Porto Alegre, RS
    Dom Naudal Alves Gomes, Curitiba, Curitiba, PR
    Dom Sebastião Armando Gameleira Soares, Recife, PE
    Dom Filadelfo de Oliveira Neto, Rio de Janeiro, RJ
    Dom Saulo Maurício Barros, Belém, PA
    Dom Renato da Cruz Raatz, Pelotas, RS
    Dom Roger Bird, São Paulo, SP
    Dom Francisco de Assis da Silva, Santa Maria, RS
    Dom Clóvis Erly Rodrigues, Emérito Recife, PE
    Dom Almir dos Santos, Emérito Brasília, DF
    Dom Glauco soares de Lima, Emérito de São Paulo, SP

    -

    Rev. Arthur Cavalcante

    Secretário Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 18:46 on 21/04/2011 Permalink | Responder
    Tags: , , ,   

    Mensagem de Páscoa do Secretário Geral da IEAB 

    Caros irmãos e irmãs,

    Aproxima-se a Páscoa de Nosso Senhor Jesus Cristo. Aproxima-se o tempo de recomeços! Aproxima-se o tempo de apostas! Aproxima-se o tempo de Ressurreição. Mesmo que atravessamos momentos difíceis precisamos acreditar em novos tempos. Jesus Cristo está conosco e nos convida a não ter medo. Vamos transmitir com júbilo a mensagem da Ressurreição ao nosso Povo.

    Com alegria que apresentamos a todos e todas, o Lema e o versículo bíblico 2011 que irá inspirar os trabalhos. Tudo foi fruto da contribuição de representantes de nossas Dioceses e Distrito Missionário. Coube a Secretaria Geral facilitar a comunicação entre as instâncias provinciais e buscar um texto que refletisse o desejo comum. Assim apresentamos:

    TEXTO BÍBLICO: “E não se conformem com o sistema deste mundo, mas deixem-se transformar radicalmente em seus sentimentos e mentalidade, para que experimentem qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”.

    Romanos 12.2 (Adaptação Coletiva do Texto Bíblico)

    LEMA: Fortalecendo nossa Espiritualidade e Missão a Serviço da Transformação da Vida!

    Em nome da Secretaria Geral queremos desejar uma Páscoa repleta da presença do Cristo Vivo em cada núcleo que representa a IEAB.

    Aleluia! Cristo Ressuscitou!

    -

    Rev. Arthur Cavalcante

    Secretário Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 21:35 on 20/04/2011 Permalink | Responder
    Tags: bilateral, , , ,   

    Reunião da Comissão Bilateral com a Igreja Episcopal dos Estados Unidos 

    A Comissão Bilateral se reuniu em Porto Alegre entre 4 e 8 de abril para refletir sobre as relações entre as duas Igrejas (The Episcopal Church e Igreja Episcopal Anglicana do Brasil) e como poderiam ajudar na missão mútua. As reuniões foram altamente produtivas e desenvolvidas num clima de fraternidade. Todos os dias as seções foram iniciadas com uma celebração da Santa Eucaristia.

    Os participantes da TEC foram:

    Bispo Marc Andrus da diocese da Califórnia
    Rev. Cônego Michael Barlowe
    Revda. Marianne Ell (filha do primeiro bispo da DASP, Bispo Elliot Sorge)
    Revda. Glenda McQueen.

    E da IEAB:

    Bispo Roger Bird da DASP (substituindo Dom Jubal Neves devido sua enfermidade)
    Rev. Francisco Cezar Alves
    Rev. Jerry Andrei dos Santos
    Sra. Sandra Andrade (coordenadora da SADD)

    Também participou Bispo Francisco de Assis que esteve nas reuniões de 2006 e 2008 e Rev. Arthur Cavalcante – Secretário Geral da IEAB.

    O grupo identificou quatro áreas de cooperação entre as Igrejas, a saber:

    1. Companheirismo entre as Igrejas
    2. Educação teológica
    3. Criação de um fundo missionário para IEAB
    4. Justiça social e climática

    E determinou varias metas as serem cumpridas, algumas até o final de 2011, e outras antes da Convenção Geral da TEC em 2012.

    Em uma das reuniões contamos com presença do Bispo Orlando Santos, Diocese Meridional. O Comitê aproveitou para apresentar aos representantes americanos a Catedral Nacional da IEAB, Seminário Teológico Dom Egmont Machado Krischke (SETEK) e as principais instalações da Província.

    -

    Revmo. Roger Bird

    Bispo Diocesano – Diocese Anglicana de São Paulo

     
  • SNIEAB 13:49 on 17/04/2011 Permalink | Responder
    Tags: , ,   

    Inauguração do Escritório da Secretaria Geral da IEAB 

    Na noite de 14 de abril, no templo da Paróquia da Santíssima Trindade/Diocese Anglicana de São Paulo, ocorreu o Ofício Vespertino para pedir as bênçãos de Deus e para marcar a inauguração oficial do Escritório da Secretaria Geral da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB).

    Estiveram presentes o Bispo Primaz Dom Maurício Andrade e o Bispo Diocesano Dom Roger Bird que igualmente conduziram o solene culto. Destaco as seguintes representações que marcaram o encontro:

    IEAB- Bispo Dom Glauco Soares (ex-Primaz entre os anos de 1994-2003), Reverendíssima Magda Pereira (Deã da Catedral Anglicana de Brasília), Reverendo Mitsuo Noyama e Reverendo Sebastião do Prado (Paróquia da Santíssima Trindade), Reverendo Leandro Campos (Secretário da DASP), Sr. Marco Chamadoira (1º Guardião da Paróquia da Trindade), Srª Anthea Paterson (Membro do Conselho Diocesano Diocese de São Paulo), Srª. Sandra Andrade (Coordenadora do Serviço Anglicano de Diaconia e Desenvolvimento- SADD) e uma representação diocesana e paroquial da União de Mulheres Episcopais Anglicana do Brasil (UMEAB).

    Movimento Ecumênico- Reverendo Luiz Alberto (Secretário Executivo do CONIC), Padre Gregório Teodoro (Representante do MOFIC e da Igreja Antioquina), Sr. Renato Bauermann (Tesoureiro Nacional da Igreja Evangélica Luterana do Brasil- IELB), Daniel Souza (Facilitador Regional da Rede de Juventude Ecumênica-REJU), Srª Mara Luz (Coordenadora da Christian Aid- Brasil), Sr. Dimas Galvão (Representante da Coordenadoria Ecumênica de Serviço- CESE), Sr. Anivaldo Padilha e Srª Ester Lisboa (Representantes de KOINONIA), Reverendo Roberto Cavalcante (Igreja Presbiteriana Unida), Reverendo Mario Rost (Gerente de Desenvolvimento Institucional da Sociedade Bíblica do Brasil), Presbítero Darli Alves (Secretário Regional do CLAI para o Brasil) e Padre Bernard Hervy (Ação dos Cristãos contra Tortura no Brasil-ACAT e do Movimento dos Trabalhadores Cristãos-MTC). Assim, estiveram presentes no ato litúrgico, uma boa representação da Paróquia da Santíssima Trindade e de outros convidados que totalizou mais de 65 pessoas.

    Também chamou à atenção sobre as seguintes mensagens enviadas diretamente ao Bispo Primaz e ao Secretário Geral:

    “… estarei em espírito e em oração, por vosso trabalho, tão importante e significativo para nossa amada IEAB”- Dom Naudal Gomes, Bispo da Diocese Anglicana de Curitiba

    “… Fico feliz pelo fato de mais uma Secretaria Geral de uma Igreja Ecumênica chegar a São Paulo, um dos locais que tem sido ‘centro de acontecimentos ecumênicos’” Srª Vera Roberto, da Pastoral da Negritude CLAI/BRASIL.

    “… Junto com a Diocese oro a Deus para que tudo dê certo. Parabéns a vocês pela coragem e pela generosidade! Sinto que a decisão é acertada e mira ao futuro da Igreja” Dom Sebastião Armando, Bispo da Diocese Anglicana do Recife.

    “… Desejamos as ricas bênçãos do Pai Eterno neste ato e nas vidas de nosso Secretário Geral e seu staff” Dom Filadélfo Oliveira, Bispo da Diocese Anglicana do Rio de Janeiro.

    “… Sem dúvida, a mudança trará grandes desafios tanto para a IEAB como para a DASP, a Paróquia da Trindade e ao próprio Rev. Arthur… e que a nova experiência sirva às novas demandas de serviço e testemunho da IEAB” Reverendo Dr. Pedro Triana, Diocese Anglicana de São Paulo.

    O Bispo Andrade em sua homilia destacou, na reflexão do texto sobre João 10:19-42, a importância de distinguirmos a voz de Jesus Cristo diante dos desafios da vida da Igreja. Ele igualmente animou ao Povo e Clero que continuem a honrar com coragem e confiança a missão confiada a IEAB.

    Foram entoados tradicionais cânticos do Hinário Episcopal e músicas do movimento ecumênico. O Ofício foi encerrado com a música SAMPA (Caetano Veloso) interpretada pelos músicos Xico Esvael e Marisa Gurgel.

    Logo após ao término do culto, todas as pessoas presentes foram convidadas para conhecer o Gabinete do Secretário Geral e o Escritório da IEAB onde funcionará a Sala da Assistente e a Livraria Anglicana. Muitos puderam conhecer a Galeria dos Primazes e os painéis das Conferências de Lambeth.

    Um coquetel foi oferecido aos convidados e convidadas, em parceira com a UMEAB Diocesana, Paróquia da Santíssima Trindade e Secretaria Geral.

    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS

    -

    Rev. Arthur Cavalcante

    Secretário Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 8:12 on 14/04/2011 Permalink | Responder
    Tags: clima, , , ,   

    IEAB emite declaração sobre justiça climática 

    Pronunciamento sobre Justiça Climática emitido em decorrência da Reunião Episcopal-Anglicana sobre a Justiça Climática, ocorrida em San Pedro, na República Dominicana entre os dias 07 a 10 de dezembro de 2010.

    Leia o documento na íntegra, com tradução de Thiago Correia de Andrade.

    Somos um grupo de Anglicanos da América Latina, Caribe e Estados Unidos que entendem a urgência de enfrentar a injustiça climática no mundo em que vivemos. Os participantes são das Dioceses da Califórnia, Equador Central, Colômbia, Connecticut, Cuba, Cuernavaca, Curitiba, República Dominicana, Guatemala, Haiti, New Hampshire, Nova Iorque, Nova Olímpia, e Panamá, da Província Anglicana do Brasil; Província Anglicana da América Central, a Igreja Episcopal (TEC), a Escola de Teologia de Berkeley, Yale Divinity School (YDS), o Centro de Teologia da República Dominicana (CET), a Comissão de Educação Teológica na América Latina e Caribe (CETALC), o Centro Internacional de Estudos Teológicos Anglicana (CIAET) e o Conselho Latino-Americano de Igrejas (CLAI).

    Nós nos encontramos na República Dominicana, no Centro de Retiro Bispo Kellogg, em San Pedro de Macoris de 07-10 dezembro de 2010, mesmo período em que ocorria a Convenção-Quadro do Clima da ONU Mudança COP 16, em Cancun.

    No contexto de companheirismo, com adoração, oração e reflexão bíblica as questões relacionadas às mudanças climáticas foram abordadas a partir de nossos contextos variados. Ouvimos testemunhos poderosos para a injustiça climática e as respostas criativas das dioceses, comunidades e indivíduos. Dentro do grupo, tivemos pessoas que eram defensoras da justiça climática durante muitas décadas, acadêmicos que dedicaram anos de estudo e esforço para essas questões,  líderes da Igreja, bispos, sacerdotes e leigos, que vêem a destruição em suas comunidades, e jovens, alguns seminaristas, que buscam moldar suas vidas de maneira que promovam a justiça climática.

    A mudança climática afeta todo o planeta. Todos os sistemas da cultura humana: a educação economia, política – todas estão intrinsecamente relacionadas à mudança climática. Representantes de várias dioceses têm relatado a subida das águas, deslocando comunidades inteiras e populações insulares, o desmatamento em grande escala, a dizimação dos povos indígenas, e degradação dos rios através do escoamento de pesticidas tóxicos e dejetos humanos. Procuramos encontrar as verdades sobre as causas dessas devastações: perdemos o senso de conexão com o mundo, e nos tornamos dominantes, ao invés de “bons jardineiros,” os países mais desenvolvidos se entregaram ao pecado do consumismo. Esse pecado, como o pecado sempre o faz, tem obscurecido e distorcido todas as nossas relações: entre as pessoas, com a Terra, e com o nosso Deus criador.

    Em alguns lugares, nós reconhecemos que a dimensão e a profundidade da destruição não pode mais ser revertida. Essa irreversibilidade aguarda todo o planeta, em um prazo muito mais curto do que imaginávamos até poucos anos atrás. Estamos consumindo a uma taxa tão frenética que estamos roubando as futuras gerações da Terra. É essencial e urgente agir agora.

    Entre nós, estavam os representantes da Diocese do Haiti. Eles levantaram suas vozes no testemunho dramático aos abusos mais graves da Terra e da dignidade humana. Os nossos irmãos do Haiti falaram com uma voz profética, denunciando uma história e um presente em desacordo com o ensinamento de Deus. Haitianos, já profundamente vulneráveis por causa dos abusos de longa data, agora também sofrem os resultados da mudança do clima caótico.

    Embora cada caso de injustiça climática que ouvimos durante a nossa reunião é terrível em si mesmo, e juntos apresentam uma realidade quase esmagadora, nós, como cristãos somos o  povo da esperança. Nossa esperança está em Deus,  ”cuja memória é eterna”, que não esquece das alianças feitas com a Terra, e nossa esperança está na nossa capacidade de amar, plantados em nosso próprio ser, à imagem de Deus entre nós. Além disso, temos esperança em um Deus que não só vai para além da Terra, até mesmo o universo, mas também está intimamente com a gente e toda a criação. Como resultado, nós estamos profundamente interconectados. Esta esperança, nós reconhecemos, coloca uma grande responsabilidade sobre nós.

    Como Anglicanos recebemos a esperança que brota do amor de Deus por meio da aliança batismal. Esta aliança moldou nossas vidas a reconhecer Cristo em cada pessoa, e a trabalhar incansavelmente pela justiça e pela paz na criação. Estamos fortalecidos pela nossa vida na Igreja a assumir riscos em todo o mundo para a causa da justiça. Assim como nós agimos como profetas para denunciar a injustiça, agimos como reconciliadores a anunciar a possibilidade de esperança e amor. ”Portanto, somos embaixadores de Cristo, pois Deus esta fazendo o seu apelo através de nós, nós vos exortamos a que, em nome de Cristo, se reconcilie com Deus” (2 Coríntios 5:20).

    Nós nos encontramos no tempo do Advento, quando aguardamos a vinda de Cristo. Nós sentimos a tensão da proximidade de Deus e a natureza de um mundo quebrado. Nós confiamos que pela graça de Deus e os nossos esforços inspirado pelo Espírito de Deus, a seguinte profecia se tornará realidade: “Então o anjo me mostrou o rio da água da vida, claro como cristal, que sai do trono de Deus e do Cordeiro no meio da rua da cidade. Em ambos os lados do rio está à árvore da vida com os seus doze tipos de frutas, produzindo os seus frutos a cada mês, e as folhas da árvore são para a cura das nações. Nada maldito serão encontrados mais lá … O que dá testemunho destas coisas diz: Certamente venho em breve. “Amém”. Vem, Senhor Jesus! “(Apocalipse 22:1-3, 20)

    Neste encontro temos manifestado a nossa esperança do Advento, através de cinco compromissos concretos entre nós, para a Igreja, para a Terra e seus povos, e com Deus:

    * Desenvolver um mecanismo (ou seja, o dízimo de carbono ou um fundo de energia) para promover reduções reais de emissões de carbono pelas populações abastadas e para prestar assistência de forma identificada por comunidades vulneráveis
    * Incorporar a questão da justiça climática e os temas relacionados, em programas educacionais, em todos os níveis etários e locais, dentro e fora da Igreja
    * Apoiar iniciativas em curso e campanhas que visem: a redução real de emissões por parte dos países superdesenvolvidos, defesa e apoio às floresta e aos povos indígenas e à soberania alimentar
    * Recrutar e capacitar um núcleo de missionários do sul global para ir aos Estados Unidos, em um ministério de acompanhamento e conscientização sobre os efeitos das alterações climáticas
    * Manter nossos relacionamentos uns com os outros através de uma rede ativa pela justiça climática na Comunhão Anglicana.

    Esses compromissos estão ambos em processo e fazem parte de um processo, e percebemos que só atingirão a sua plena expressão se o nosso grupo, e outros que se juntarem a nós, trabalhar e caminhar juntos. Saímos com um profundo sentimento de gratidão por esse tempo juntos e com o desejo ardente e dedicação para seguir este caminho que Deus está construindo para nós.

    Assinaram,

    Revmo. Rev. Marc Andrus Handley, bispo da Diocese Episcopal da Califórnia, EUA;
    Revma. Rev. Grisleda Delgado Del Carpio, bispa da Igreja Episcopal de Cuba;
    Revmo. Rev. Naudal Gomes, Bispo da Diocese Episcopal Anglicana de Curitiba, Brasil;
    Revmo. Rev. Armando Guerra, Bispo da Churh Episcopal da Guatemala, Bispo Presidente da Igreja Anglicana da Região da América Central, presidente da CETALC;
    Revmo. Rev. Julio C. Holguín, bispo da Diocese Episcopal da República Dominicana;
    Revmo. Rev. Julio Murray, bispo da Igreja Episcopal do Panamá, o presidente do CLAI;
    Revmo. Rev. Luis Fernando Ruiz, bispo da Diocese Episcopal do Equador Central;
    Sr. José Abreu, Centro de Teologia da República Dominicana;
    Rev. Alexandre Soner, Diocese Episcopal do Haiti;
    Dr. Andrus Sheila, Diocese Episcopal da Califórnia;
    Sr. David Barr, Yale Divinity School;
    Sr. Pedro Ivo Batista, Igreja Episcopal Anglicana do Brasil;
    Sr. Steve Blackmer, Diocese de New Hampshire, Escola de Teologia de Yale;
    Reverendo Cônego Brooks Ashton, decano da Catedral da Epifania, Santo Domingo;
    Sr. Scott Claassen, Yale Divinity School;
    Sr. Leonel Polanco de la Cruz, Centro de Teologia da República Dominicana;
    Reverendo Luiz Carlos Gabas, Diocese Episcopal Anglicana de Curitiba;
    Sr. Luis García, Centro de Teologia da República Dominicana;
    Sra. Barbara Gomez, Diocese Episcopal da República Dominicana;
    Sr. Lorenzo Gómez, Centro de Teologia da República Dominicana;
    Rev. P. Josué “Griff” Griffin, Missionário para Justiça Ambiental da Diocese Episcopal da Califórnia;
    Sra. Helmiere Freddie, Seattle, Washington;
    Dr. Willis Jenkins, Margaret A. Farley Professor Assistente de Ética Social na Escola de Teologia de Yale, Diocese Episcopal de Connecticut;
    Rev. Stephanie Johnson, Diocese Episcopal de New York, Escola de Teologia de Yale;
    Sra. Pauline Kulstad, Diocese Episcopal da República Dominicana;
    Sr. Ken Lathrop, Diocese de Cuernavaca, Igreja Anglicana do México;
    Rev. Alvaro López Yepes, Conference Center Bispo Kellogg, San Pedro de Macoris;
    Rev. Glenda McQueen, Igreja Episcopal Officer Parceria Global para a América Latina e no Caribe;
    Rev. Chris Morck, Diocese Episcopal do Equador Central, CLAI Coordenador do Programa Ambiental;
    Reverendo Cônego Potter Ricardo, Diocese Episcopal da República Dominicana;
    Sra. Angela Maria Pulido, Conference Center Bispo Kellogg, San Pedro de Macoris;
    Sra. Carmen Regina Gomes Duarte, Diocese Episcopal Anglicana de Curitiba;
    Sra. Ridlon Melissa, Diocese Episcopal da Califórnia;
    Rev. Diego Fernando Sabogal, Diocese Episcopal da Colômbia;
    Sr. Saint Juste Vanel, Centro de Teologia da República Dominicana;
    Sra. Salisbury Katie, Escola de Teologia de Yale;
    Sr. Schut Mike, oficial da Igreja Episcopal dos Negócios econômicos / ambientais, Diocese Episcopal de Olímpia;
    Sr. Michael Tedrick, Diocese Episcopal da Califórnia, Missionário servindo na Diocese Episcopal Anglicana de Curitiba;
    Rev. P. Angel Vallenilla R., Diocese Episcopal da República Dominicana;
    Sr. Wagner Vergara, Diocese Episcopal Anglicana de Curitiba.

    -

    Rev. Arthur Cavalcante

    Secretário Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 21:09 on 13/04/2011 Permalink | Responder
    Tags: , , ,   

    IEAB no Encontro da Anglican Alliance 

    A Sra. Cristina Takatsu Winnischofer está em Nairobi representando o SADD (Serviço Anglicano de Diaconia e Desenvolvimento) e o Brasil nesse importante encontro da Anglican Alliance (Aliança Anglicana). A Anglican Alliance é uma organização da Comunhão Anglicana que visa articular e desenvolver atividades de serviço de desenvolvimento e diaconia. A proposta inicial de surgimento de uma entidade surgiu na Conferência de Lambeth 2008.

    No início de outubro de 2011, haverá outra consulta semelhante a que está acontecendo na África para atender participantes da América Latina, na cidade de São Paulo. O nosso Serviço Anglicano de Diaconia e Desenvolvimento estará ajudando a coordenar o encontro juntamente com a Secretaria Geral da IEAB.

    Segue tradução da matéria original, traduzida por Thiago Andrade da Diocese Anglicana de Brasília

    Delegados de vários países africanos e de todas as regiões do mundo abriram a primeira consulta da Aliança Anglicana em Nairobi na última segunda-feira, dia 11 de abril.

    Co-anfitriões da consulta de 5 dias, o Conselho Anglicano de Províncias da África (CAPA) divulgou um diagrama para a organização da Igreja e as suas estratégias para o desenvolvimento, focando especialmente o fortalecimento econômico e educacional da população e os atingidos pelo vírus do HIV/AIDS.

    Representando o Sudeste Asiático, Elijah Fung, da Catedral São João, em Hong Kong, comentou sobre seu trabalho na região e suas ações com portadores de HIV/AIDS, focando em serviços com os trabalhadores e imigrantes. O reverendo Alejandro Manxoni da Promocion Humana, a agência anglicana de desenvolvimento do Uruguai, defendeu a necessidade de se criar uma coordenação regional, para atender aos desafios de cada região, especialmente aqueles direcionados à exploração do meio ambiente e o crescimento das desigualdades apesar do crescimento econômico.

    Seu colega de região, Cole Frantz, do Haiti, descreveu alguns dos desastres naturais que atingiram o Haiti, culminando no terremoto. Ele fará uma apresentação sobre a recuperação do país após o terremoto em plenária, na sexta-feira. George Kiriau, das Ilhas Salomão, disse que na sua região do Pacífico o desafio das pequenas ilhas, acima de tudo, é combater a mudança climática e prevenir a submersão das ilhas devido ao aumento do nível do mar. A Aliança fornece ajuda para este combate e desafio, resultante da desenfreada mudança climática.

    Apresentando o trabalho de duas agências anglicanas de desenvolvimento estão Alison Taylor, da AngliCORD, da Austrália, e Adele Finney, do Fundo de Desenvolvimento dos Primazes, no Canadá.

    Será apresentado, também, durante a consulta de Nairobi, uma ferramenta de mapeamento criada pela Aliança Anglicana. Esse mapeamento, associados aos websites que deverão entrar no ar ainda este ano, tornará possível que cada diocese em toda a Comunhão possa estudar estudos de casos de serviços de desenvolvimento e diaconia no mundo.

    Cada diocese poderá ter uma galeria de fotos no site da Aliança, e detalhes do seu trabalho de desenvolvimento, diaconia e incidência pública poderão ser incluídos no banco de dados. Isso possibilitará a troca de experiências. Isso também tornará possível demonstrar a enorme quantidade de trabalhos de diaconia sendo desenvolvidos por anglicanos ao redor do mundo.

    O site e a ferramenta de mapeamento foram desenvolvidos em parceria com uma empresa Britânica e Polaca. Foi feito para que mesmo pessoas com acesso limitado à internet possam consultar. Os delegados puderam navegar e dar suas opiniões e recomendações para a formulação final do mapeamento e do site.

    O novo logo da Aliança Anglicana também foi lançado na consulta.

    -

    Rev. Arthur Cavalcante

    Secretário Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 20:44 on 12/04/2011 Permalink | Responder
    Tags: inauguração, ,   

    Convite para a inauguração do novo escritório da Secretaria Geral 

    A IEAB convida a todos para participar da inauguração oficial do escritório da Secretaria Geral que será no dia 14 de abril de 2011, com a presença do Bispo Primaz nas dependências da Paróquia da SS Trindade, Praça Olavo Bilac, no 63. Bairro de Santa Cecília. São Paulo/SP.

    -

    Rev. Arthur Cavalcante

    Secretário Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 19:34 on 12/04/2011 Permalink | Responder
    Tags: , ,   

    Renovação Litúrgica e Propostas para a Semana Santa 

    Acaba de ser lançado no ar, o site do Custódio do Livro de Oração Comum para servir a IEAB com liturgias para uso do seu culto público. A proposta do site foi pensada e realizada pelo atual custódio, Reverendo Dessórdi Peres, doutorando da Universidade de Berkeley, na Califórnia.

    O Bispo Primaz Dom Maurício Andrade, Presidente da Comissão de Liturgia, apoia a divulgação das propostas litúrgicas que procuram responder às necessidades pastorais e promovem o crescimento espiritual e teológico do Clero e Povo da IEAB. Destacamos, especialmente nesse final de Tempo da Quaresma, os recursos litúrgicos para a Semana Santa.

    O Custódio do Livro e a Comissão Nacional de Liturgia solicitam que sejam enviados comentários, críticas e sugestões sobre como tem sido nas comunidades a recepção das propostas litúrgicas através dos seguintes emails:

    Reverendo Dessórdi Peres- custodiodoloc@ieab.org.br (Custódio do Livro)
    Bispo Maurício Andrade- mandrade@ieab.org.br (Presidente da Comissão de Liturgia)
    Reverendo Arthur Cavalcante- acavalcante@ieab.org.br (Secretário Geral)

    O site pode ser acessado em: http://custodiodoloc.ieab.org.br

    -

    Rev. Arthur Cavalcante

    Secretário Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 11:13 on 09/04/2011 Permalink | Responder
    Tags: , , , ,   

    Quarto e quinto dias da visita da Sociedade da Rosa dos Ventos 

    Acompanhe a continuação da visita do grupo da Sociedade da Rosa dos Ventos à Diocese Anglicana da Amazônia (DAA) em http://rosadosventos.ieab.org.br. Ontem, o grupo dividiu-se em dois, e até agora foram visitadas importantes inciativas da DAA em Belém, Gurupá e Santa Izabel do Pará.

    -

    Luiz Coelho

    Membro do GT-Comunicação da IEAB

     
  • SNIEAB 10:35 on 08/04/2011 Permalink | Responder
    Tags: , , ,   

    Uma mensagem de solidariedade: Tragédia na Escola Tasso da Silveira 

    Brasília, 07 de abril de 2011.

    “Disse Jesus, Eu sou a ressurreição e a vida.” São João 11,25.

    Com muita tristeza, temos sido testemunhas de um dia de tragédia na cidade do Rio de Janeiro, no contexto escolar da Escola Tasso Silveira, em Realengo.

    É tempo de revermos nosso sistema de segurança e, muito especialmente, na segurança das escolas públicas.
    Era um belo dia, e que parecia um dia normal, mais um dia de escola para tantos jovens na Escola Tasso Silveira, no Rio de Janeiro.

    Nessa tragédia, pessoas de longe e de perto lamentam e se solidarizam com os pais das 12 crianças assassinadas. Nós da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil lamentamos e rogamos a Deus que console os familiares, enxugue suas lágrimas e renove a esperança na ressurreição.

    O momento é de dor, dor para os pais de Larissa, Bianca, Géssica, Karine, Marissa, Samira, Ana Carolina, Luiza Paula, Laryssa, Milena, Rafael.

    Nossa oração hoje é que “Deus em toda sua bondade e misericórdia atenda cada um dos familiares em sua tristeza, abrace–os com teu amor, para que sejam fortalecidos pela tua graça, tenham confiança em tua misericórdia e enfrentem, com coragem, os dias futuros”.

    Com nosso pesar.

    -

    Revmo. Mauricio Andrade

    Bispo-Primaz da IEAB

     
c
escrever um novo post
j
próximo post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
topo
l
go to login
h
show/hide help
esc
cancelar