Fortes tempestades continuam a causar danos e desastres em partes do Brasil 

O Sudeste começa a se recuperar com muita dificuldade da pior catástrofe da história brasileira, que atingiu especialmente as cidades da Região Serrana do Rio de Janeiro. A Diocese Anglicana do Rio de Janeiro (DARJ) reporta que mais de vinte mil pessoas foram desalojadas, e que a quantidade de mortos subiu para mais de oitocentas pessoas. Mais de quinhentas ainda estão desaparecidas.

O novo foco das chuvas tem sido o Sul do Brasil, e em especial o estado de Santa Catarina, onde mais de vinte mil pessoas já foram retiradas de suas casas devido às enchentes. Até agora, houve cinco mortes e mais de cento e cinquenta feridos.

Desde o início da crise, mensagens de suporte têm sido enviadas por diversos bispos e arcebispos da Comunhão Anglicana. O Arcebispo de Cantuária foi um dos primeiros a contatar o Primaz da IEAB, Revmo. Maurício Andrade, e o Bispo do Rio de Janeiro, Revmo. Filadelfo Oliveira. No dia 14 de janeiro, a Sra. Sally Keeble, diretora da Anglican Alliance, travou contato pelos canais oficiais da IEAB para oferecer toda sorte de auxílio para lidar com a crise. Alguns dias depois, o Bispo Neil Alexander, da Diocese de Atlanta (com quem a DARJ possui relação de companheirismo), abriu uma valiosíssima conta para doações online, que pode ser acessada aqui.

Outras mensagens de suporte vieram nos dias seguintes. O Revmo. Roger Herft, Arcebispo de Perth, na Austrália, contatou o Bispo Maurício para assegurar que os brasileiros estavam em suas orações. Ele observou que a Austrália também está sobrevivendo a desastres similares, “com enchentes que afetam a costa leste e, recentemente, fogos florestais bastante graves no oeste do país”. A Bispa-Presidente da Igreja Episcopal, Revma. Katharine Jefferts Schori, também enviou mensagem no dia 20 de janeiro. Ela ofereceu orações pelas vítimas afetadas e pelo seu reassentamento, e lembrou da necessidade de “reverência por esta terra frágil, que é nosso lar”. O Bispo Filadelfo confirmou que, após requisição, a agência Episcopal Relief and Development confirmou a doação de US$ 5.000,00 para o apoio das vítimas no Rio de Janeiro.

O Presidente do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), Rev. Olav Fykse Tveit, também redigiu carta às igrejas brasileiras, ressaltando o trabalho de organismos ecumênicos, como a ACT Alliance e relembrando o povo do Brasil do suporte em oração e doações que as igrejas do CMI têm provido em tais casos.

A IEAB agradece a todos que têm se dedicado em orações e doações aos necessitados. Ainda há muito trabalho a ser feito, dada a vastidão da destruição causada pelas chuvas. Se ainda estiver ao seu alcance fazer-nos uma doação, a conta para doações diretamente à DARJ é a seguinte:

Banco Bradesco
Agência 3176-3
Conta-corrente 433594-5

Também é possível fazer doações de roupas, objetos e alimentos não-perecíveis no endereço do Escritório Diocesano:

Rua Fonseca Guimarães 12, Santa Teresa
Rio de Janeiro RJ 20240-260 Brasil
21 2220-2148

-

Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

Bispo Eleito da Diocese Sul-Ocidental