Instituto Anglicano inaugura nova creche 

O Instituto Anglicano da Catedral Anglicana de São Paulo (São Paulo capital) inaugurou no último dia 04 de julho a quarta Creche Anglicana. O projeto total conta com uma área de 10.500 m², cedida pela Prefeitura da Cidade de São Paulo, ao lado da Favela de Paraisópolis, no bairro do Morumbi.

A cerimônia presidida pelo Deão da Catedral de São Paulo, Revmo. Aldo Quintão, contou com a presença de autoridades civis e religiosas além de benfeitores do Instituto Anglicano e membros da Catedral. Dentre esses, o bispo diocesano, Dom Roger D. Bird e o bispo primaz emérito, Dom Glauco Soares. Entre os convidados também marcaram presença as madrinhas das creches, as atrizes Regina e Gabriela Duarte, também a jornalista Mariana Godoy, o Cônsul-Geral britânico John Doddrell e o juiz Fausto De Sanctis. O cartunista Maurício de Souza cedeu os direitos de uso dos personagens da Turma da Mônica pelo Instituto Anglicano.

O Revmo. Aldo Quintão ressaltou a importância das creches anglicanas na vida dessas crianças atendidas nas quatro unidades em bairros da periferia de São Paulo. Paraisópolis é a segunda maior favela de São Paulo, numa área de 800 mil metros quadrados, com cerca de 80 mil habitantes que vivem nas 17.700 casas de alvenaria. A faixa etária de 60% da população local é inferior a 26 anos de idade. As mães necessitam de centros de educação infantis – creches – para deixar seus filhos enquanto estão no trabalho. De acordo com as estatísticas, 78% da população tem emprego fixo na região do Morumbi.

A previsão de atendimento inicial da nova Creche Anglicana é para 260 crianças com idade de zero a cinco anos. Para isso a creche conta com berçários, lactários e fraldários além de salas apropriadas para cada faixa etária.

Outro ponto positivo do projeto será a direção da nova creche, que ficará a cargo dos frades franciscanos anglicanos a convite do Deão da Catedral. A IEAB atualmente conta com dois frades da Sociedade de São Francisco, uma comunidade religiosa internacional que dá testemunho do carisma franciscano na Comunhão Anglicana. Há atualmente comunidades conventuais da Primeira Ordem em diversos países, como Austrália, Brasil, Nova Zelândia, Papua Nova Guiné, Ilhas Salomão, Sri Lanka, Inglaterra, Coreia do Sul e Estados Unidos.

O projeto total está previsto para o atendimento de 1.000 crianças em 8.500 m² de área construída, com berçário para 250 crianças, central de amamentação, biblioteca, briquedoteca, mini-zoo, horta, playground, centro cultural e desportivo, auditório, capela e acomodações para os frades. O projeto ainda prevê o uso de energia solar e reutilização da água. Todo o projeto de construção bem como o funcionamento de todas as creches é auditorado pela Price Water House Coopers.

-

Luiz Coelho

Membro do GT-Comunicação da IEAB