De Mulher pra Mulher: mensagem ecumênica para o 08 de Março 

Declaração das Mulheres Ecumênicas 2010

Nós, representantes das Igrejas-membro do CONIC (Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil), reunidas nos dias 27 e 28 de fevereiro de 2010, em São Paulo, desafiadas pelo tema da Campanha da Fraternidade Ecumênica 2010, ECONOMIA e VIDA, e pelo lema “Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro” (Mateus 6.24), refletimos sobre nossas ações no cotidiano e a busca de novas atitudes a fim de transformar o modelo atual das relações humanas. Sendo assim, propomos:

1. Valorizar e estimular o potencial e a importância da liderança das mulheres nas igrejas e na sociedade;
2. Capacitar pessoas na sociedade e nas igrejas a se libertarem do racismo, do sexismo, do classismo e a abandonarem as práticas discriminatórias;
3. Tornar conhecidas as perspectivas e ações das mulheres em esforços de luta pela justiça, paz e integridade da criação;
4. Capacitar as mulheres a se oporem às estruturas opressoras que existem no nosso país;
5. Educar as pessoas à construção de novas relações de gênero nas igrejas;
6. Integrar teólogas na Comissão Ecumênica Teológica do CONIC;
7. Incentivar e promover ações conjuntas na superação da violência contra as mulheres;
8. Viabilizar recursos, nos orçamentos das igrejas-membro, em prol de trabalhos relacionados à questão de gênero;

Com alegria participamos da construção deste novo momento da Ação Ecumênica de Mulheres. Reconhecemos nossas conquistas desde a Década Ecumênica de Solidariedade das Igrejas para as Mulheres (1988), e reafirmamos nosso compromisso ecumênico na busca da igualdade de gênero.

Confia a Deus as tuas obras, e os teus desígnios serão estabelecidos.
(Provérbios 16.3)

-

Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

Secretário Geral da IEAB