Posts Mentioning RSS Toggle Comment Threads | Atalhos de teclado

  • SNIEAB 15:10 on 30/06/2009 Permalink  

    Jaci Correia Maraschin: sacerdote, poeta e teólogo. 

    A IEAB amanheceu hoje mais empobrecida pelo passamento de um dos seus mais ilustres filhos.
    Maraschin, ou Jaci – como alguns o chamavam – fez história nesta parte da Igreja de Deus. Desde a campanha gaúcha, onde nasceu na cidade de Bagé, Maraschin trilhou o caminho do mundo. Desde cedo revelou sua habilidade para a poesia e a música.

     
    Foi um destacado líder da juventude em sua paróquia natal, a Matriz do Crucificado. Durante anos foi diretor responsável da revista Flâmula, um periódico mensal da juventude da IEAB, sendo um dos seus mais dedicados líderes. Em 1951 ingressou no Seminário e em 1953 foi ordenado diácono na Igreja da Ascensão, em Porto Alegre. Sua primeira comunidade como reverendo foi a de coadjutor na Paróquia da Redenção em São Gabriel onde realizou um belo trabalho de renovação espiritual e litúrgica. Após sua ordenação presbiteral, no ano seguinte, foi para os Estados Unidos para fazer pós-graduação no Seminário Geral de Nova York. A convivência com a Igreja dos Estados Unidos transformou Maraschin num dos mais ardentes defensores de uma espiritualidade comprometida com a reflexão profunda, com a relação entre fé e cultura e com a dimensão católica da espiritualidade anglicana.

    Ao regressar ao Brasil, em 1956, recebeu a incumbência de coordenar a Educação Cristã. Desenvolveu um amplo trabalho de atualização da educação religiosa na Igreja, buscando construir um processo de formação que levasse em conta a diversidade e riquesa cultural brasileira. A ênfase numa espiritualidade não divorciada da realidade e na compreensão de que a Paróquia devia ser um amplo laboratório de uma fé comprometida. Paralelamente a esse trabalho, Marachin mantinha as funções de Secretário Executivo da Juventude e diretor da revista Flâmula.

     
    Em 1959 tornou-se professor do Seminário Teológico em Porto Alegre. Em 1964 viajou a Estrasburgo para fazer o doutorado em Ciências da Religião, onde obteve a mais alta recomendação acadêmica – Magna Cum Laude – com sua tese acerca de Fraderick Deninson Maurice. Foi o primeiro episcopal brasileiro a receber tal distinção acadêmica na Europa. De volta ao Brasil, continuou sua docência no Seminário Teológico e passou a representar a Igreja do Brasil em fóruns nacionais e internacionais de âmbito denominacional e ecumênico. Foi um dos fundadores da ASTE – Associação de Seminários Teológicos Evangélicos, tornando-se mais tarde seu Secretário Executivo por muito anos.
     
    Em 1976 foi eleito para compor a Comissão de Fé e Ordem do Conselho Mundial de Igrejas onde atuou ao lado de renomados teólogos do mundo inteiro. Foi escolhido pelo Arcebispo de Cantuária para compor a Comissão Internacional Anglicana de Teologia, criada em 1981 na qual participou da produção de vários documentos de orientação teológica para a Comunhão Anglicana. Foi escolhido para representar o Brasil no Conselho Consultivo Anglicano em 1990 e assessorou este mesmo Conselho na produção de diretrizes para as Provincias da Comunhão. Foi designado pelo Arcebispo de Cantuária para compor a Comissão Internacional Anglicano-Católico Romana na qual ajudou a construir o famoso documento Dom da Autoridade, assinado pelas duas Igrejas.
     
    Toda a Igreja é testemunha de sua rica rica contribuição à liturgia e à música. Afeito à Arte e amante do clássico ao moderno, Maraschin tem sua marca em muitas da músicas cantadas hoje no dia a dia de nossas paróquias. E não somente na IEAB. Sua contribuição atravessou fronteiras denominacionais e são hoje um patrimônio ecumênico. Ultimamente, por designação do bispo Primaz, estava coordenando o processo de revisão do Hinário da IEAB e de sua Liturgia.

    O legado que nosso irmão deixa é imensurável. Praticamente a liderança toda da IEAB hoje recebeu sua influência teológica. Seu compormisso com uma Igreja inclusiva e aberta á razão e à intuição influenciou gerações. No dizer de um dos bispos de nossa Igreja, Maraschin reuniu harmonicamente as marcas de sacerdote, poeta e teólogo. No dizer de uma de suas filhas, Ana Isabela, ele chega a ser um ícone, uma imagem que não sai da mente. Mas o que diria o próprio Maraschin sobre si mesmo? Um amante da liberdade. Segundo ele, "a vida só é vida enquanto dura a liberdade"!

    Viva a liberdade Maraschin. E viva-a intensamente agora que estás na presença de Deus. Que andes nos rastros do sagrado, como tu mesmo dissestes:"Liberdade é andar nos rastros do sagrado sem se preocupar com intencionalidades ou explicações"

    Para além de tudo isso e com muito amor, ele foi um esposo e um pai exemplar e deixa saudades a Ana Dulce, sua esposa e às filhas Ana Isabela e Rosa Maria. A elas, o nosso agradecimento por ter partilhado esse irmão com a Igreja, mesmo as vezes à custa de ausências familiares. Aliás, as mulheres anglicanas do Brasil sempre tiveram nele um ardoroso defensor da ordenação feminina e do protagonismo de todas as mulheres ainda nos tempos em que esse debate atraia posições apaixonadas.

     
    A título de sugestão e em memória de nosso irmão, pedimos às Paróquias e Missões da IEAB que utilizem em seus ofícios no próximo domingo uma música das muitas que ele compôs para a nossa elevação espiritual.

    -

    Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB 

     
  • SNIEAB 19:18 on 20/06/2009 Permalink  

    IEAB participa do encontro da Pastoral Evangélica da Juventude do CLAI-Brasil 

    A Pastoral Evangélica da Juventude é um dos Programas do CLAI que tem por objetivo apoiar as Igrejas na formação de líderes comprometidos com o Reino de Deus e sua justiça, bem como com sua identidade eclesiástica. Fomentar a participação da juventude em atividades de experiência espiritual, no trabalho diaconal, testemunho político-social, missionário e ecumênico.

    Chegando a um momento de transição, a Coordenação desta Pastoral juntamente com o Secretário Regional do CLAI-Brasil, Presbítero Darli Alves, convocaram as lideranças da juventude das igrejas membros do CLAI-Brasil para participarem da primeira reunião na caminhada desta nova estruturação da Pastoral da Juventude do CLAI-Brasil.

     

    juventude clai

     

    Assim, entre os dias 11 e 15 de junho encontraram-se no Instituto Pio XI, em São Paulo , jovens representantes de algumas Igrejas e organismos parceiros do CLAI-Brasil com o objetivo de:

    - Conhecer a proposta da Pastoral da Juventude;

    - Agregare-se nesta caminhada;

    - Formar um grupo de trabalho que possa ser a voz das igrejas e seus desafios nas temáticas direta ou indiretamente ligadas a juventude (equipe regional de Juventude CLAI – Região Brasil);

    - Iniciar um processo de formação de líderes jovens que auxiliem os processos em suas igrejas locais;

    - Compreender e vivenciar o conceito de ecumenismo;

    - Discutir e propor temas e demandas para o próximo plano Trienal (2010–2012)

    Como tema central deste encontro os jovens refletiram de diferentes formas sobre “Cultura de Paz e Políticas Públicas de Segurança”.

    O encontro contou com as presenças do Revdo da Igreja Metodista, Sérgio Marcus que palestrou sobre o tema “Cultura de Paz e Sociedade” ; de Jorge Atílio que conversou com os participantes sobre “Bíblia e Violência / Bíblia e Paz” e a jovem Diana Fernandes, Presidente da Confederação Metodista de Jovens, que falou sobre “Cultura de Paz no mundo”, onde partilhou com todos as experiências que tem vivido como moderadora da ECHOS – Comissão de Juventude no Movimento Ecumênico junto ao Conselho Mundial de Igrejas.

    Além dos intensos trabalhos em grupos e dos frutíferos debates, durante este encontro os jovens puderam conhecer e tirar suas dúvidas em relação às igrejas que lá estiveram representadas por suas lideranças jovens, fortalecendo cada vez mais laços ecumênicos e a vontade de caminharem unidos.

    O encontro encerrou com o planejamento das metas para o Plano Trienal da Pastoral da Juventude do CLAI-Brasil que continuará sendo refletido durante as próximas reuniões da equipe de coordenação.

    A IEAB tem como representantes da juventude junto ao CLAI-Brasil a Revda Tatiana Ribeiro, da Diocese de Brasília, e a Sem. Tatiane Vidal dos Reis, da Diocese Meridional, que participou deste encontro.

    (matéria enviada pela Sem. Tatiane Reis)

    -

    Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB

     

     
  • SNIEAB 18:30 on 10/06/2009 Permalink  

    CESE elege nova Diretoria 

    A Coordenadoria Ecumênica de Serviço – CESE realizou em suas dependências nos dias 04 e 05 últimos mais uma Assembléia Geral. Uma maciça presença ecumênica e um animado clima de partilha envolveu a todos. Dentre os destaques da Assembléia, tivemos a apresentação do Relatório Institucional apontando avanços na incidência pública da entidade e o reconhecimento da necessidade da autosustentabilidade da instituição, dada a conuntura internacional.

    As Igrejas e organismos presentes foram convidadas a compartilhar seus avanços e desafios no campo dos direitos humanos. Foi importante ouvir como as agendas estão interligadas. Isso significa que mais e mais se torna evidente a necessidade de um fortalecimento das articulações e diálogos que permitam ações conjuntas de Igrejas e Organismos na temática dos direitos humanos.

    partilha dos participantes

    Como parte da programação temática desenvolvida na Assembléia, escutamos diversos aportes de representantes de organismos e de movimentos sociais a preocupação com a crescente criminalização dos movimentos como estratégia das elites na desqualificação dos mesmos. Dentre os presentes destacamos a CPT, o MST e a Associação dos Remanescentes do Quilombo São Francisco do Paraguaçu

    Ouvimos com o coração movido o testemunho de quilombolas da Bahia sobre suas dificuldades em fazer valer seus direitos e a constante pressão e ameaças feitas por latifundiários. Ouvimos também as inquietações do MST com relação às ações articuladas por segmentos conservadores e ligados ao agronegócio no sentido de desqualificar o movimento diante da opinião pública. O papel da mídia tem sido o de criar uma animosidade contra os movimentos através de imagens e relatos que caracterizam os Sem Terra como um grupo que age com violência e à margem da lei.E nesse caminho está até mesmo instâncias do Judiciário e do próprio Ministério Público.

    sg fala na assembléia

     A IEAB teve uma presença maciça na Assembléia, através do bispo Primaz, do Secretário Geral, de três delegados (Bispo Sebastião, Mary Joyce e Marco Villwock) e ainda com a presença do Secretário Executivo do CONIC. O Primaz, D. Mauricio Andrade foi convidado a fazer parte da Comissão Eleitoral da Assembléia, com o papel de auscultar as Igrejas sobre a futura Diretoria.

    Após um tranquilo processo eleitoral, a nova Diretoria (foto) da CESE fiocu assim composta:

    nova diretoria da CESE

     

     Presidente – Eleni Rodrigues Mender Rangel (IPIB); Vice Presidente – Cibele Kuss (IECLB); Primeira Tesoureira – Mary Joyce White Rocha (IEAB); Segundo Tesoureiro – Guilherme Lieven (IECLB); Primeiro Secretário – D. André de Witte (ICAR) e Segunda Secretária – Girlaine Gomes Santos da Silva (IPUB).

    D. Jubal Neves encerrou assim dois mandatos na presidencia da entidade e recebeu da nova diretoria os agradecimentos por ter conduzido de forma dedicada a entidade. Outro anglicano que encerrou dois mandatos foi o Sr. Carlos José Machado como membro do Conselho Fiscal.

    Nosso irmão Marco Villwock, membro do GT Finanças da Provincia, foi eleito nesta Assembléia para compor o novo Conselho Fiscal da CESE.

    A IEAB deseja à nova Diretoria e ao Conselho Fiscal uma gestão corajosa e eficaz no caminho da defesa da Vida e da dignidade humana em nosso País.

    Mais notícias sobre a Assembléia da CESE acesse: http://www.cese.org.br/

    -

    Rev. Cõnego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 14:56 on 01/06/2009 Permalink  

    IEAB: 119 anos e dois presentes! 

    Nestes 119 anos de vida, a IEAB tem sido uma expressiva presença como Igreja no Brasil. Tem se expandido por todas as regiões de nosso país continente e tem merecido o respeito de outras famílias cristãs que conosco partilham o sonho da Unidade Cristã.

    Aproveitamos a ocasião para saudar todos os episcopais anglicanos do Brasil e lançamos dois novos bancos de dados. Um é o do Serviço Anglicano de Desenvolvimento (SAD) e o outro é o PMD (Projeto Memória Digital).

    No video abaixo, nosso Secretário Geral esclarece o que cada um deles representa.

    Get the Flash Player to see the wordTube Media Player.

    Feliz Aniversário para a nossa IEAB!

    -

    Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB

     
c
escrever um novo post
j
próximo post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
topo
l
go to login
h
show/hide help
esc
cancelar