Conselho Executivo reúne-se na cidade do Rio de Janeiro

O Conselho Executivo do Sínodo enfrentou uma intensa agenda que ocupou dois dias de reunião na cidade do Rio de Janeiro. A reunião foi realizada nas dependências de Koinonia – organismo ecumênico do qual fazem parte algumas das lideranças da IEAB, com ampla atuação no campo do diálogo inter-religioso. A entidade, a exemplo do que já acontecera antes quando da oficina de Diaconia, ofereceu gentilmente o seu espaço para que os membros do Conselho tivessem todo o recolhimento possível para as importantes deliberações.

 

cexec na catedral

Além do relatório de gestão do Secretário Geral, o CEXEC discutiu a difícil conjuntura financeira por que passa a IEAB, reflexo dos desafios vividos também nas instâncias diocesanas e da crise financeira internacional que precisa ser enfrentada preventivamente com muita determinação.

Baseado nas recomendações apresentadas pelo Secretário Geral e elaboradas em discussão com o GT Finanças, o Conselho adequou o quadro de receitas originárias e apontou orientações para o enfrentamento dos grandes desafios. Na mesma direção, deliberou pela criação de um Fundo Provincial de Missão como parte da estratégia de criar as condições para enfrentar-se com mais racionalidade situações de emergência financeira.

Outra importante decisão foi a definição do local para o próximo Sínodo. Três dioceses estavam se oferecendo para sediar a próxima reunião sinodal. A partir dos custos orçamentários apresentados pela diocese de São Paulo, decidiciu-se que o Sínodo será realizado na cidade de São Paulo, em julho de 2009.

O Conselho ouviu cerca de 15 relatórios de comissões, merecendo destaques os relatórios do Serviço Anglicano de Diaconia e da Bilateral entre a IEAB e a Igreja Episcopal dos Estados Unidos. No primeiro se destacou a realização das oficinas de capacitação de agentes diaconais e o fortalecimento da parceria com o ERD. No segundo, o destaque ficou por conta da renovação das representações das duas Igrejas e pela definição de estratégias para aumentar a visibilidade do Brasil dentro da Igreja americana.

Outro destaque foi o relatório da subcomissão de liturgia, nomeada para fazer uma revisão dos oficios especiais que serão distribuidos para experiência nas dioceses. Um relatório de 50 páginas e o trabalho brilhante da subcomissão mereceu amplos elogios do Conselho.

O bispo diocesano D. Filadelfo e a Deã Inamar Correa acolheram os membros do Conselho e realizou uma celebração especial na Catedral de São Paulo, com uma eucaristia que contou com a presença de lideranças diocesanas. Um momento de congraçamento seguiu-se à celebração, revelando assim a calorosa acolhida dos irmãos da Diocese do Rio de janeiro que sediou pela primeira vez uma reunião do Conselho Executivo do Sínodo.
-

Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

Secretário Geral da IEAB