Posts Mentioning RSS Toggle Comment Threads | Atalhos de teclado

  • SNIEAB 14:59 on 31/08/2008 Permalink  

    DARJ instala seu novo diocesano 

    Em meio a uma bela celebração na sexta-feira, 29, na Paróquia de São Lucas, sob a Presidência de D. Maurício de Andrade e com a participação de mais cinco bispos, foi instalado o novo bispo da Diocese do Rio de Janeiro, D. Filadelfo Oliveira.

    O novo bispo diocesano recebeu o báculo das mãos de D. Celso Franco Oliveira que expressou diante da congregação sua profunda ação de graças pelo muito que aprendeu no seu episcopado com o clero e o povo da diocese.

     

    bispos trocam báculo

    A pregação, conduzida por D. Orlando Santos de Oliveira, enfatizou a necessidade de se buscar constantemente realizar o desejo de Cristo para toda a Igreja: a unidade plena ! Lembrou a trajetória do novo bispo diocesano do Rio de Janeiro desde os difíceis momentos vividos na Diocese do Recife durante toda a crise dos anos 2003 a 2005. Destacou a humildade e a capacidade de agregação que o bispo Filadelfo tem demonstrado em seu ministério e que esses valores serão um dom que será vivenciado agora em suas novas funções.

    A celebração emocionou a todos pela bela música e pela participação de um coral de jovens e adolescentes, evidenciando assim a preocupação com a formação musical e com a rica potencialidade de dons na vida da diocese. 

    Em suas palavras de agradecimento, D. Filadelfo conclamou o clero e o laicato a estarem unidos porque somente dessa forma é que os desafios poderão ser enfrentados. Ao lado de sua esposa, Dulcy, o bispo afirmou que está profundamente consciente de sua grande responsabilidade e conclamou a Igreja diocesana a interceder sempre pelo seu ministério que, acrescentou, não é dele sozinho, mas de todo o povo de Deus.

    Uma homenagem foi prestada pela UMEAB diocesana ao bispo D. Celso e esposa, Luciene, bem como ao novo bispo e sua esposa, Dulcy. 

    Além do Bispo Primaz, D. Maurício, a Provincia se fez representar pelo Secretário Geral, Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva, e pelo Coordenador do CEA – Centro de Estudos Anglicanos, Rev. Carlos Calvani.

    -

    Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 4:45 on 26/08/2008 Permalink  

    Rodada de entrevistas pós-Lambeth 

    Embora a Conferência de Lambeth tenha chegado ao seu fim, a mesma gerou abundante material de estudo, o qual está sendo gradativamente disponibilizado ao público anglicano ao redor do mundo.

    A cobertura jornalística da IEAB também possui vídeos de entrevistas com alguns de nossos bispos, nos quais eles dão suas impressões sobre a conferência.  Confira a seguir a mensagem dos bispos de Pelotas, Curitiba e Recife.

    -

    Luiz Coelho

    Membro do Grupo de Trabalho de Comunicação da IEAB

     
  • SNIEAB 18:45 on 22/08/2008 Permalink  

    Serviço de Apoio à Ação Diaconal realiza oficina no Sul 

    Está se realizando em Porto Alegre, na sede provincial, a primeira oficina do Serviço de Apoio à Ação Diaconal – SAD, na região Sul. Com a presença de dois representantes de cada uma das três dioceses do Rio Grande do Sul, a oficina começou com celebração eucarística na qual os participantes foram desafiados e conjugar raízes com asas. O Rev. Ives Vergara, representante da Diocese Meridional, na reflexão durante a celebração de abertura, destacou o testemunho da mãe de Martin Luther King quando perguntada a respeito do que fizera para ter um filho tão comprometido com a justiça. Ela sem titubear respondeu que ensinara ele a ter raízes e asas. Assim, todos nós somos desafiados a termos nossas raízes na comunidade, na realidade mas ao mesmo tempo precisamos ousar e voar.

    A oficina se estenderá até o próximo domingo e seu programa inclui preenchimento do banco de dados de iniciativas sociais, partilha de experiências diocesanas e lógica de PMA. A espiritualidade do evento está sendo conduzida pela Revda. Magda Pereira. A assessoria bíblico-teológica será feita pelo Secretário Geral, o Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva. A assessoria metodológica e de dados está a cargo de Mara Luz e de Marc Storms, A ccordenação da oficina está sob a responsabilidade da Comissão de Diaconia Social da IEAB, liderada por Sandra Andrade.

     

    oficina de Diaconia

     

    Esta oficina é parte do processo metodológico definido desde a Consulta de Ação Diaconal realizada em Brasilia, no ano passado, e que resultou na parceria entre ERD – Episcopal Relief Development e a IEAB. Essa parceria pretende criar em um ano e meio um Serviço de Apoio à Ação Diaconal que apoie iniciativas de ação social em várias partes do Brasil. Esse apoio se dará no campo metodológico e na capacitação de agentes de ação diaconal em todas as dioceses.

    Além dessa etapa de Porto Alegre, haverão oficinas nas outras duas regiões eclesiásticas. Uma será em setembro no Rio de Janeiro – que atenderá a região central (DAC-DASP-DARJ) – e a outra será em novembro, em Brasília – que atenderá a região norte (DAB-DAR-DAA).

    -

    Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 10:27 on 18/08/2008 Permalink  

    Distrito Missionário realiza Assembléia 

    Com a presença do bispo visitador D. Almir dos Santos, do Secretário Geral da IEAB e do Coordenador do CEA, realizou-se entre os dias 15 a 17 a Assembléia Distrital do nosso Distrito Missionário.

    A comunidade hospedeira do evento foi a Paróquia da Anunciação, em Campo Verde, MT, com uma vibrante participação das delegações vindas de Ariquemes e Porto Velho.

     

    povo e clero do distrito

     

    Como parte do processo de aprimoramento da identidade anglicana e da consciência de Missão, o CEA, através do seu coordenador Rev. Carlos Calvani, ofereceu aos participantes da Assembléia uma metodologia participativa e despertou um vivo interesse, não somente nos delegados como nas lideranças leigas da Paróquia da Anunciação.

    Os pontos altos da assembléia foram a aprovação do estatuto do Distrito – que passa a se chamar Distrito Missionário Anglicano – e o recebimento canônico da Missão Organizada Phileon. Cada uma das comunidades apresentou seus relatórios e todos ficaram felizes porque é indiscutível o crescimento da maturidade e da rica diversidade eclesial mesmo em meio às grandes distâncias e limites financeiros.

    Inspirado pela recente Conferência de Lambeth, D. Almir leu uma carta pastoral ao Distrito onde renova sua confiança de que estaparte da IEAB continuará renovando seu claro compromisso com a Vida. Na pregação da celebração de encerramento, realizada ontem, na presença de cerca de 40 pessoas, o Secretário Geral, Rev. Cônego Francisco, conclamou as comunidades a observarem três importantes requisitos para o cumprimento da missão: paixão, planejamento e paciência.

    A bela celebração foi enriquecida pelo recebimento de uma pessoa na Comunhão da Igreja e pela instituição de um Ministro Leigo. As crianças e adolescentes do grupo ecumênico da cidade ofereceram uma bela perfomance de sinos. 

     

    celebração de encerramento

    Enfim, uma grande festa que renovou a todos e sinalizou o caminho do crescimento e da presença relevante da IEAB naquela vasta e desafiante região.

    -

    Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 13:03 on 04/08/2008 Permalink  

    Lambeth 2008: diálogo deve continuar 

    A Catedral de Cantuária pareceu pequena para a celebração eucarística de encerramento da XXIV Conferência de Lambeth, realizada entre 16 de julho e 03 de agosto, no campus da Universidade de Kent.

    Após o encerramento da sessão plenária na grande tenda, o Arcebispo de Cantuária (foto) concedeu uma entrevista coletiva à imprensa, expressando sua alegria de que os propósitos da Conferência haviam sido alcançados.

    Arcebispo se dirige à plenária

    Segundo ele, os bispos que atenderam ao chamado de se reunir e refletir sobre seu papel e sua missão alcançaram um largo consenso em torno de muitos temas. Os temas de justiça e compromisso com uma sociedade sustentável e solidária mobilizaram os bispos e esposas reunidos na cidade de Cantuária. Em relação aos temas em que não se pode apontar um consenso mais visível, como os relacionados à questão da sexualidade humana, os bispos manifestaram o desejo de continuar juntos, buscando compreender sua complexidade e se comprometeram a continuar um sincero processo de escuta.

    “Nós não resolvemos todos os nossos problemas, mas as peças estão sobre a mesa”, disse o Arcebispo na coletiva. Um documento de 42 páginas, denominado Reflexões sobre Lambeth 2008, foi o resultado dos múltiplos processos de diálogo ocorridos na Conferência. Estudos bíblicos, grupos de reflexão – chamados indaba – plenárias  e muita conversa franca e honesta levaram à confecção desse que é um documento para a Comunhão Anglicana e para o mundo de maneira geral.

    litania pelos mártires melanésios

    O encerramento da Conferência na Catedral foi um momento histórico de reafirmação da unidade. Talvez o mais emocionante momento tenha sido, após a Eucaristia, a colocação no altar da capela destinada aos mártires da Igreja dos nomes dos sete missionários melanésios que deram suas vidasem meio aos conflitos étnicos naquele país em 2003. Um grupo de irmãos das ordens religiosas daquele país cantaram em unissono a litania dos santos e márites, ecoando por uma Catedral reverentemente silenciosa diante desse testemunho.

    povo se confraterniza na Catedral

    Nossos bispos voltam agora para casa. Temos a esperança de que a experiência de Lambeth possa contribuir para que seus ministérios nas suas dioceses sejam a afirmação do diálogo, da busca constante da vontade de Deus e a capacitação do povo para o testemunho cristão em nossa Província.

    Eis um álbum de fotos do cotidiano dos representantes da IEAB na Conferência de Lambeth:

    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS

    O álbum de fotos ofical da Conferência é o seguinte:

    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist

    -

    Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 5:21 on 03/08/2008 Permalink  

    Lambeth 2008: um acordo para o diálogo 

    Ontem a Conferência experimentou seu penúltimo dia. Bispos e esposas estão agora naquilo que chamaríamos de costurar uma grande colcha de tantos retalhos e cores diferentes como é próprio da Comunhão. Todo o trabalho dos estudos bíblicos, dos grupos indaba, das plenárias, precisa agora ser pintado numa moldura que será a inspiração de toda a Igreja para a próxima década.

    a caminho da celebração

    As mulheres apresentaram na plenária final de amanhã um belo trabalho de construção coletiva. Disseram claramente aos bispos, seus parceiros de caminhada, e à Igreja como um todo que elas querem e merecem fazer a diferença. Que elas querem a unidade da Igreja. Com certeza, cada esposa e esposo que participou destas três semanas de intensa agenda, não será mais a mesma. Elas construíram laços fortes e teceram sonhos juntas.

    Os bispos estão enviando uma mensagem ao mundo de que, apesar das diferenças, foram capazes de construir as bases para uma caminhada de diálogo. Foram inúmeros os consensos. Seja em torno da responsabilidade com a justiça e a integridade da Criação, seja na compreensão do ministério deles como líderes de uma Igreja diversa, foram capazes de construir uma fala de 37 páginas, sob o lema Reflexões sobre Lambeth 2008.

    Alguns dissensos não foram resolvidos. E continuarão a não ter uma solução simples, mas exigirá diálogo e disposição para estar no caminho. Esta é a Conferência da ausência de resoluções. Ninguém sairá do campus da Universidade de Kent afirmando que ganhou qualquer argumento. Que derrotou por votos a esta ou aquela resolução.

    A palavra final da Conferência é somente uma: precisamos continuar buscando a vontade de Deus. Alguns, é verdade, talvez desejassem outra solução mais definida, por exemplo, a respeito da sexualidade humana. Mas uma decisão dessa ordem, final, definitiva e irrevogável não seria um benefício para a Igreja como um todo.

    plenária em lambeth

    Até porque a própria Conferência não tem um caráter legislativo. Os bispos não exercem sua autoridade à revelia das outras ordens da Igreja. A tradição anglicana aponta que um bispo exerce sua autoridade conciliarmente, onde a Igreja toda se faz representar.

    Uma fala sobremodo importante das esposas, através de uma entrevista dada pela Sra. Sandra Andrade ao Episcopal Life, resume bem o espirito da Conferência. Ao se referir sobre a importância dos estudos bíblicos durante a mesma, ela disse: “alí nós pudemos ouvir o que as outras pessoas estavam dizendo”.

    Isso, em outras palavras também foi dito pelo nosso Primaz, quando ressaltou que o retiro liderado pelo Arcebispo Rowan Williams foi um chamado a se ouvir uns aos outros.

    Hoje a Conferência encerra a sua fase presencial. Mas ela continuará a ser presente em cada diocese e em cada Provincia da Comunhão.

    Eis um álbum de fotos do cotidiano dos representantes da IEAB na Conferência de Lambeth:

    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS

    O álbum de fotos ofical da Conferência é o seguinte:

    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist

    -

    Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 10:48 on 01/08/2008 Permalink  

    Lambeth 2008 e a Sexualidade Humana: ainda não há consenso 

    O dia de ontem iniciou com uma celebração eucarística presidida pela Provincia do Burundi, seguindo a prática de cada Provincia ser responsável por um momento celebrativo. Assim, com os olhos da imprensa e de todo o mundo voltados para eles e elas, os bispos e esposas dedicaram seu dia a refletir sobre o divisivo tema da sexualidade humana.

    arcebispos na foto oficial

    Consenso não houve, é verdade, mas alguns passos significativos foram dados, de acordo com o porta-voz da Conferência, Arcebispo Philip Aspinal. Pelo menos o tom das discussões avançou muito em termos de respeito e sincera escuta do outro.

    A expectativa de que seria revisitada a resolução 1.10 da Conferência passada não teve fundamento. A questão da sexualidade humana não é algo que possa ser definida sua percepção por uma simples definição. A Igreja deve continuar a discutir o assunto num permanente processo de escuta. Onde não há consenso o melhor caminho é continuar a conversa.

    Aqui e ali, durante o dia, muitas falas um tanto desejosas de uma definição ou regulação mais definitiva foi ouvida. O campus da Universidade de Kent estava cheio de seguranças e policiais, temendo talvez manifestações mais exaltadas de grupos mais conservadores ou liberais. Mas não houve nenhum episódio de confronto. Foi só uma questão de prevenção da parte da organização da Conferência.

    press conference 31/07

    O bispo Collin Johson (foto) da diocese de Toronto reconheceu que foi muito produtiva a discussão, a despeito de não se ter chegado à um consenso, mas que houve o reconhecimento dos diferentes contextos nos quais os bispos enfrentam essa questão. O Cônego Philip Groves, facilitador do processo chamado Listening Process afirmou que o mais importante do dia foi os bispos terem encontrado um espaço onde com confiança pudessem ouvir diferentes opiniões sem que isso afetasse suas relações pessoais ou levasse a reações de desrespeito, como aconteceu em 1998.

    Para tanto, um vídeo com uma palavra do Arcebispo no incio das atividades do dia chamou a atenção para a necessidade de uma discussão objetiva, sincera e que leve em consideração que muita coisa ainda há por se fazer para alcançar um consenso.

    Nossos bispos testemunharam a importância do diálogo e elogiaram a metodologia adotada.

    Eis um álbum de fotos do cotidiano dos representantes da IEAB na Conferência de Lambeth:

    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS
    MSS

    O álbum de fotos ofical da Conferência é o seguinte:

    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist


    XML File doesn't exist

    -

    Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB

     
c
escrever um novo post
j
próximo post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
topo
l
go to login
h
show/hide help
esc
cancelar