Mulheres entregam documento à ministra Nilceia, na ONU

Nova Iorque – Ao final do primeiro dia de reuniões da Comissão da ONU sobre o status da mulher, em Nova Iorque, a anglicana Christina Takatsu Winnischofer e a metodista Rosangela Oliveira  entregaram à ministra Nilceia, da Secretaria Especial da Mulher,  propostas de mudança de linguagem que deverão ser levadas em conta na elaboração do documento final da Comissão Internacional sobre o Status da Mulher. 

O documento é parte do projeto de financiamento das ações, pelos governos dos varios paises integrados aos esforços da comissão da ONU, no caso o Brasil, para igualdade de gêneros e empoderamento da mulher. A redação final sera feita pela Comissão sobre o Status da Mulher, com suportes apresentados pela Comunhão anglicana, Igreja Presbiteriana, Igreja Metodista, Federal Luterana Mundial e organizações como Conselho Mundial de Igrejas, Federação Mundial de Estudantes, Associação Mundial de Mulheres Jovens Cristas, entre outras.

O documento entregue ontem pelas brasileiras `a ministra Nilceia esta baseado no texto chamado “Recomendações de Beijing”, que definiu, em reuniao da ONU realizada nessa cidade da China,em 1995, as prioridades a serem trabalhadas em beneficio das mulheres: combater a violencia, a pobreza e a falta de educação. 

-

Zenaide Barbosa

Membro do Grupo de Trabalho de Comunicação da IEAB