Posts Mentioning RSS Toggle Comment Threads | Atalhos de teclado

  • SNIEAB 22:45 on 03/03/2008 Permalink  

    Gloria Steinem fala às mulheres ecumênicas 

    Nova Iorque  – Em reuniao co-patrocinada pela Igreja Episcopal dos Estados Unidos – que faz parte da Comunhão Anglicana – mulheres ecumênicas de vários paises ouviram ontem a conhecida lider feminista Gloria Steinem afirmar seu apoio às lutas das mulheres do mundo todo que estão reunidas nesta cidade. Elas participam da 52ª  Reunião da Comissão para o Status da Mulher, da ONU.

    O objetivo dessa reuniao foi apoiar o V Conferencia Mundial de Mulheres, que devera se realizar em 2012, na Europa. Muitas mulheres estão lutando por esse encontro, ja que o ultimo ocorreu em 1995, em Beijing, na China. Outras sao contrarias ao encontro, entendendo que ainda nao foram  alcançadas as metas traçadas pelo encontro de Beijing e que uma nova conferencia poderia enterrar de vez essas metas.

    O encontro de Beijing, dizem as que defendem uma nova conferencia, resultou na intensificação das relações da ONU com as ONGs e na participação de varios governos na plataforma de luta das mulheres. Para essas mulheres, tais beneficios podem ser ampliados com uma nova conferencia, sem ser preciso que as metas ainda nao alcançadas sejam esquecidas.

    Na reuniao ecumenica muitas mulheres que estiveram em Beijing deram seu depoimento. A delegada das Filipinas, a anglicana Patricia Lucuanan, ressaltou que nao apenas o evento em Beijing foi importante, mas todo os trabalho de preparação do encontro, que se tornou um tempo de aprendizado para as mulheres envolvidas nele. “O encontro de Beijing motivou uma geração de mulheres”, disse ela.

    Gloria Steinem, cuja participação na luta pela igualdade feminina, nas décadas de 70 a 90, foi inestimável, ressaltou a importancia de as mulheres se reunirem sempre e apelou à ONU que apoie um proximo encontro.

    -

    Zenaide Barbosa

    Membro do Grupo de Trabalho de Comunicação da IEAB

     
  • SNIEAB 22:10 on 03/03/2008 Permalink  

    Mulheres entregam documento à ministra Nilceia, na ONU 

    Nova Iorque – Ao final do primeiro dia de reuniões da Comissão da ONU sobre o status da mulher, em Nova Iorque, a anglicana Christina Takatsu Winnischofer e a metodista Rosangela Oliveira  entregaram à ministra Nilceia, da Secretaria Especial da Mulher,  propostas de mudança de linguagem que deverão ser levadas em conta na elaboração do documento final da Comissão Internacional sobre o Status da Mulher. 

    O documento é parte do projeto de financiamento das ações, pelos governos dos varios paises integrados aos esforços da comissão da ONU, no caso o Brasil, para igualdade de gêneros e empoderamento da mulher. A redação final sera feita pela Comissão sobre o Status da Mulher, com suportes apresentados pela Comunhão anglicana, Igreja Presbiteriana, Igreja Metodista, Federal Luterana Mundial e organizações como Conselho Mundial de Igrejas, Federação Mundial de Estudantes, Associação Mundial de Mulheres Jovens Cristas, entre outras.

    O documento entregue ontem pelas brasileiras `a ministra Nilceia esta baseado no texto chamado “Recomendações de Beijing”, que definiu, em reuniao da ONU realizada nessa cidade da China,em 1995, as prioridades a serem trabalhadas em beneficio das mulheres: combater a violencia, a pobreza e a falta de educação. 

    -

    Zenaide Barbosa

    Membro do Grupo de Trabalho de Comunicação da IEAB

     
c
escrever um novo post
j
próximo post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
topo
l
go to login
h
show/hide help
esc
cancelar