Posts Mentioning RSS Toggle Comment Threads | Atalhos de teclado

  • SNIEAB 10:59 on 26/03/2008 Permalink  

    Deão da Catedral de Southwark visita IEAB 

    O Deão da Catedral de Southwark, Rev. Colin Slee, chega nesta quarta-feira ao Brasil para participar como palestrante na reunião da Câmara dos Bispos, a ser realizada na cidade de Curitiba, na próxima semana.

    Muito conhecido da maioria dos bispos brasileiros, com os quais tem longo histórico de amizade e companheirismo, Collin Slee está vindo ao Brasil pela primeira vez. Ele falará na reunião da Câmara dos Bispos sobre as perspectivas de Lambeth 2008 e suas implicações na conjuntura da Comunhão Anglicana.

    O convite foi feito por nosso Primaz, D. Mauricio Andrade e prontamente aceito pelo Deão. Como parte de seu roteiro pelo Brasil, no qual se faz acompanhar por um de seus assessores na Catedral e bem conhecido entre nós, Rev. Joabe Cavalcanti, o Deão visitará as dioceses de Brasilia, Sul-Ocidental, São Paulo, Curitiba e Rio de Janeiro.

    deão colin slee

    Em Brasilia o Deão participará hoje a noite de um culto especial de acolhida na Catedral da Ressurreição dentro do espírito da primeira semana da Páscoa.

    Na Diocese Sul-Ocidental, onde chega na sexta-feira à tarde, o Deão visitará a Catedral e projetos sociasi da diocese tanto na área de Santa Maria como na área de Santana do Livramento. Também será o pregador nas ordenações presbiterais a serem realizadas no próximo domingo, na Paróquia do Nazareno. 

    Em cada uma dessas dioceses, o Deão Collin espera aprofundar ainda mais o seu conhecimento de nossa realidade e terá oportunidade de encontrar-se e celebrar com o clero e laicato.

    Estaremos acompanhando e informando as agendas do Deão em suas outras visitas diocesanas.

    Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 11:35 on 18/03/2008 Permalink  

    Secretário Geral visita a Diocese Anglicana de Pelotas 

    Cumprindo intensa agenda de visitas e reuniões, o Rev. Cônego Francisco de Assis visitou a Diocese Anglicana de pelotas entre os dias 07 e 12 de março. Durante os dias em que esteve na diocese, o Secretário Geral visitou em média duas a três comunidades por dia.  Ouviu as lideranças leigas e clericais de cada comunidade e pode vislumbrar um pouco da história e dos desafios de cada uma. 

    SG e clero diocesano

    Na reunião com o clero da diocese, o Secretário partilhou os passos que estão sendo dados na preparação do Encontro Provincial de Gestores Diocesanos, a ser realizado em agosto próximo bem como as oficinas de capacitação de agentes diaconais no segundo semestre. Falou igualmente sobre a retomada da execução do projeto de equipamento das dioceses em termos de computadores e impressoras, conforme apoiado por Trinity Wall Street e que não tinha sido concretizado anteriormente.

    O Secretário ficou muito impressionado com a organização dos projetos sociais na diocese, especialmente pelo elevado grau de visibilidade e de parceria dos mesmos com o poder público tanto em Pelotas quanto em Canguçu. Os projetos Renascer (Canguçu), a associação da Glória, a Educação Continuada de Mulheres (Trindade), o Projeto AMAR das Irmãs Farias e a Pastoral da Gestante (Catedral) são algumas das demonstrações de como a Diocese está engajada na Diaconia. A todos esses o Secretário visitou e ouviu sobre os seus avanços.

    Na dimensão celebrativa, o Secretário partilhou da mesa eucarística por diversas vezes em missões, paróquias e na Catedral. Um dos pontos que merecem destaque na diocese é o ministério da Música. Impressionante a quantidade de pessoas de todas as idades que estão envolvidas neste rico ministério. E como isso tem sido enriquecedor para a vivência litúrgica nas comunidades.

    Um dos pontos observados pelo Secretário como merecedores de uma ação e planejamento mais sistemático na diocese é a questão da Juventude. A realização de um retiro envolvendo mais de 80 jovens no Carnaval pode significar um novo alento para a pastoral diocesana. A música parece ser hoje um dos fatores de atração de jovens para as comunidades, mas precisa estar articulado com uma pastoral de educação cristã para a sua consolidação.

    Nos depoimentos e conversas com as lideranças das comunidades também se percebeu a necessidade de uma retomada do processo de escolas dominicais para os pequenos. Em muitas comunidades essa pastoral está enfrentando sérias dificuldades e isso tem preocupado as famílias da Igreja.

    Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB 

     
  • SNIEAB 11:04 on 17/03/2008 Permalink  

    DARJ elege seu coadjutor 

    Em um Concílio Extraordinário marcado por muita tranquilidade, comunhão e desconstração, a Diocese Anglicana do Rio de Janeiro elegeu seu novo bispo coadjutor. A reunião conciliar foi realizada no sábado, 15 de março, véspera do Domingo de Ramos.

    Bispo Filadelfo fala ao Concílio

    Em um único escrutínio foi eleito D. Filadelfo Oliveira que atualmente é bispo sufragâneo da Diocese Anglicana do Recife. Casado com Dulcy e com três filhos: Carolina, Camila e Filipe, D. Filadelfo foi eleito Bispo Sufragâneo da Diocese do Recife onde desempenhou importante papel nos difíceis momentos vividos por aquela diocese desde a crise inicada em 2003 até a escolha do novo bispo diocesano, D. Sebastião Armando, no XXX Sínodo da IEAB.

    A Diocese Anglicana do Rio de Janeiro será o novo ambiente de atuação pastoral de D. Filadelfo. Após os procedimentos canônicos, o novo coadjutor eleito deverá substituir a D. Celso na função de bispo diocesano, a partir do próximo mês de julho.

    Atualmente, além de sufragâneo da Diocese Anglicana do Recife, D. Filadelfo é um dos vice-Presidentes do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs e tem desempenhado importante papel na articulação ecumênica  brasileira.

    Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB 

     
  • SNIEAB 12:27 on 14/03/2008 Permalink  

    CONIC inicia preparação da Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2010 

    O Rev. Claudio Linhares e a Revda. Lúcia Sirtoli, representaram a IEAB na primeira reunião da comissão organizadora da Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2010. A comissão esteve reunida no dia seis de março em Brasília, na sede do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil, CONIC, para sua primeira reunião. 

    A Comissão é responsável por qualquer decisão a ser tomada relativamente à CF 2010, como já aconteceu nas CF 2000 e CF 2005. A Comissão é composta pelo Secretário Executivo do CONIC, pelo Secretário Executivo Adjunto do CONIC, e mais dois membros titulares nomeados por cada Igreja-membro, quais sejam: Igreja Católica Apostólica Romana, Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, Igreja Siriana Ortodoxa de Antioquia, Igreja Presbiteriana Unida do Brasil e Igreja Cristã Reformada.

     membros da Comissão com Secretário Executivo

    Nesta primeira reunião, Rev. Luiz Alberto Barbosa destacou que “após a realização de duas campanhas da fraternidade ecumênicas, podemos dizer que o CONIC e as Igrejas-membro já possuem alguma experiência na condução deste processo. O trabalho para chegarmos ao texto-base da campanha e todos os subsídios é árduo e exigirá muita dedicação por parte de todos os envolvidos na preparação da Campanha, assim como um amplo diálogo ecumênico entre as Igrejas.” Em carta dirigida ao CONIC a CNBB lembra que “além de assinalar o centenário do Congresso de Edimburgo (1910), considerado o início histórico do movimento ecumênico contemporâneo, a CF Ecumênica de 2010 será ocasião de nosso testemunho comum, enquanto cristãos brasileiros.”

    Nesta primeira reunião os membros da comissão foram informados de todo o histórico das Campanhas da Fraternidade, que se iniciou em 1962, como uma ação da Igreja Católica em favor dos excluídos. A Campanha sempre ocorre no período da Quaresma, iniciando-se na Quarta-feira de Cinzas. Após estas informações a comissão passou a analisar seu cronograma e regimento interno. O lema e o tema da próxima Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2010 serão definido reunião da comissão nos dias 16 e 17 de maio.

    -

    Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB 

     
  • SNIEAB 20:49 on 06/03/2008 Permalink  

    Mulher anglicana quer mais participação na igreja 

    A uruguaia Patricia Menendez foi quem apresentou e a australiana Meagan Morrison dirigiu o workshop da Rede Internacional de Mulheres Anglicanas (IAWN na sua sigla em ingles), ontem, no edificio do Church Center das Nações Unidas.

    A Rede, que tem como missao “Ser uma voz profetica e com determinação para todas as mulheres da Grande Comunhão Anglicana no mundo inteiro” pretende que todas as anglicanas possam trabalhar em cooperação, tanto nacional como internacionalmente, com o objetivo de fortalecer os ministerios da mulher no mundo de Deus e assegurar que as mulheres tenham influência e igual participação em toda a Comunhão Anglicana.

    A Rede foi fundada em novembro de 1996 quando mulheres de 14 das então 32 provincias da Comunhão se reuniram em Londres, com o objetivo de possibilitar que os assuntos femininos fossem ouvidos nos conselhos da Igreja, especialmente no Conselho Consultivo Anglicano. “Este objetivo tem sido alcançado na medida em que as provincias têm mulheres comprometidas com a rede”, enfatizaram as dirigentes do workshop.

    Na sua penultima reunião, em março de 2006, com a participação de 38 províncias (durante a 50ª Sessao da Comissão Jurídica e Social da Mulher nas Nações Unidas), o Grupo Gestor elegeu as grandes metas da IAWN):

    1 – Viver a missao da Comunhão Anglicana como esta expressa nas Cinco Marcas da Missao: Proclamar as Boas Novas do Reino; ensinar, batizar e educar os novos crentes; responder à necessidade humana através de um serviço amoroso; procurar transformar as estruturas injustas das sociedade; lutar para salvaguardar a integridade da criação e manter e renovar a vida na terra.
    2 – Apresentar ao Conselho Consultivo Anglicano as expectativas das mulheres e os assuntos que mais as afetam;
    3 – Trabalhar com a Comissão Anglicana de Observação na ONU e implementar iniciativas que visem ao cumprimento da Plataforma de Beijing e os Objetivos do Milenio (lutar contra a violencia contra a mulher, a pobreza e o analfabetismo);
    4 – Estabelecer companheirismo com outras redes do Conselho Consultivo Anglicano;
    5 – Captar recursos adequados para a Rede Internacional de Mulheres Anglicanas.

    Também encontra-se disponível, no website da Trinity Church Wall Street, um vídeo, gravado no último sábado, contendo uma pequena mensagem de cada uma das mulheres anglicanas que participaram desse evento.  Tal vídeo pode ser visto aqui.  Um clipe contendo a mensagem de Cristina Winnischofer e da Revda. Inamar de Souza, enviadas brasileiras, vem a seguir.

    -

    Zenaide Barbosa

    Membro do Grupo de Trabalho de Comunicação da IEAB

     
  • SNIEAB 18:32 on 06/03/2008 Permalink  

    Regiões Eclesiásticas realizam encontros 

    As regiões eclesiásticas do Sul e do centro realizaram reuniões pela primeira vez na semana passada. Em São Paulo, no dia 22, estiveram reunidos os bispos das dioceses de Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro. Realizada no escritório diocesano da DASP, com uma calorosa acolhida de D. Roger Bird, contou ainda com as presenças do bispo Glauco Soares, o qual abriu a reunião com momento devocional. 

    Após uma rápida revisão do processo de criação das regiões eclesiásticas no último Sínodo, feita pelo Secretário Geral, os bispos realizaram uma rica partilha de experiências pastorais de suas respectivas dioceses.

    Perceberam, entre outras coisas, a necessidade de trabalharem mais coletivamente no contexto desta parte do Brasil que é essencialmente urbana. Vistas recíprocas, participação recíproca em Concílios, compartilhamento de projetos pastorais, podem se constituir em importantes instrumentos de aproximação dessas dioceses que têm tanto em comum.

    reunião região centro

    D. Celso aproveitou para confirmar a realização do Concílio Extraordinário a ser realizado em 15 de Março para escolha de um bispo coadjutor. D. Roger convidou os colegas a participarem do evento de implantação do VIA – Vivendo a identidade anglicana, que acontecerá no mês de abril em São Paulo com a vinda de grupo da Diocese de Brasília que está gentilmente compartilhando o método para a diocese de São Paulo.

    Por sua vez, em 27 de fevereiro o correu a reunião do reginal Sul que reúne as dioceses Meridional, Sul Ocidental e Pelotas. Estiveram presentes os bispos das dioceses acompanhados de delegação clerical e leiga. Em razão dos laços históricos com a Diocese do Uruguai e por deferência especial da Câmara dos Bispos, estiveram presentes representantes uruguaios como companheiros em missão na fronteira. 

    reunião regional sul

    Além da vivência devocional, os representantes deliberaram sobre cooperação regional nas áreas de administração, espiritualidade, formação teológica, juventude e laicato. O grupo apoiou a idéia de se criar um espaço noportal da IEAB para a divulgação das iniciativas na região. A próxima reunião está programada para o segundo semestre tendo a Diocese Anglicana de pelotas como anfitriã.

    Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB

     

     
  • SNIEAB 3:55 on 05/03/2008 Permalink  

    Mulheres tentam influir em documento final da ONU 

    Delegados de mais de uma centena de paises, inúmeras organizações nao governamentais (ONGs) e várias outras instituições, inclusive religiosas, participam, em Nova Iorque, da 52a Conferencia das Nações Unidas para o Status da Mulher. A Igreja Anglicana tem um departamento exclusivo de observação do que acontece na ONU com relação ao desenvolvimento da mulher e igualdade de gêneros, O Anglican United Nations Office – AUNO -  cuja diretora é Hellen Grace Wangusa, de Uganda.  O AUNO teve participação ativa na Confêrencia, patrocinando eventos e organizando celebrações ecumênicas. 

    A delegação brasileira, chefiada pela ministra Nilcea Freire, que discursou no plenário e ficou aqui somente dois dias, é composta por 12 pessoas. Coube à delegada Viviane Baldino, do Ministerio das Relações Exteriores, falar sobre o capitulo destinado ao trabalho feminino no orçamento do governo brasileiro, o chamado Plano Plurianual. É ela quem ensina que toda organização que tem enfoque na igualdade de gêneros acompanha a reuniao e participa do documento final. A versão em Inglês do documento deverá ser liberada na sexta-feira, quando do encerramento da 52ª Confêrencia. As traduções para as diversas línguas so serão entregues dias depois, pela Internet.

    Um mundo de salas, salinhas e salões, além dos grandes espaços destinados às plenárias, compõem a sede das Nações Unidas. Esses locais estao constantemente ocupados por pequenos grupos ou delegações com objetivos comuns que querem discutir seus assuntos e preparar relatórios com a esperança de que sejam levados em consideração quando das decisões finais. Grupos de mulheres brasileiras, latino-americanas, asiáticas, africanas e indianas, japonesas, chinesas, tem suas reuniões especiais. Ate paquistanesas estão aqui à procura de liberdade e igualdade.

    Essas reuniões especificas, que acontecem também nos restaurantes e cafeterias da ONU, sao vistas o dia todo. Palestras e discursos no plenário agora só acontecem pela manha, até as 10 horas, quando as portas são fechadas para reuniões secretas, com poucos participantes e nas quais se elabora o destino do mundo… feminino.

    -

    Zenaide Barbosa

    Membro do Grupo de Trabalho de Comunicação da IEAB

     
  • SNIEAB 3:53 on 04/03/2008 Permalink  

    Anglicanas levarão à ONU relatório de reivindicações 

    Terminou ontem, com celebração e almoço na sede da Igreja Episcopal dos Estados Unidos, (ECUSA) em Nova Iorque,  o encontro internacional da Comissão para Empoderamento das Mulheres Anglicanas. Mais de cem mulheres de varios paises reuniram-se seguidamente, desde o dia 23 de fevereiro, para discutir técnicas e metas para o trabalho em prol da mulher nas suas paroquias, dioceses e provincias e também junto aos seus governos. O encontro ocorreu paralelo à 52ª Conferencia da ONU para o Status da Mulher, que prossegue ate a próxima sexta-feira. As anglicanas continuam participando das reuniões, agora levando seus relatórios e vozes para influir no resultado final da Conferência. 

    As reuniões das anglicanas estavam acontecendo no mezzanino da sede da ECUSA (número 815 da 2nd Ave.), mas no sábado elas realizaram quase um tour por três dos mais belos templos novaiorquinos: pela manha, conversaram sobre igualdade de generos na St. James Church, na Madison Ave, onde foram recebidas com uma mesa de cafe e bolos e ao final da reuniao participaram de almoço oferecido pelas mulheres da paroquia; à tarde, o evento foi na Trinity Wall Street Church e à noite a Diocese de Nova Iorque ofereceu jantar de gala na St. Bartholomew’ s Church, com a presença do bispo Mark Sisk, que abraçou uma a uma as participantes e pacientemente posou para inúmeras fotografias.

    Muitas delegadas à reuniao anglicana ainda estão trabalhando, a exemplo da Revda. Inamar Souza, (DARJ) delegada do Brasil. Suas comissões tem a tarefa de preparar relatórios finais que levarão à ONU as reivindicações da Igreja.

    -

    Zenaide Barbosa

    Membro do Grupo de Trabalho de Comunicação da IEAB

     
  • SNIEAB 22:45 on 03/03/2008 Permalink  

    Gloria Steinem fala às mulheres ecumênicas 

    Nova Iorque  – Em reuniao co-patrocinada pela Igreja Episcopal dos Estados Unidos – que faz parte da Comunhão Anglicana – mulheres ecumênicas de vários paises ouviram ontem a conhecida lider feminista Gloria Steinem afirmar seu apoio às lutas das mulheres do mundo todo que estão reunidas nesta cidade. Elas participam da 52ª  Reunião da Comissão para o Status da Mulher, da ONU.

    O objetivo dessa reuniao foi apoiar o V Conferencia Mundial de Mulheres, que devera se realizar em 2012, na Europa. Muitas mulheres estão lutando por esse encontro, ja que o ultimo ocorreu em 1995, em Beijing, na China. Outras sao contrarias ao encontro, entendendo que ainda nao foram  alcançadas as metas traçadas pelo encontro de Beijing e que uma nova conferencia poderia enterrar de vez essas metas.

    O encontro de Beijing, dizem as que defendem uma nova conferencia, resultou na intensificação das relações da ONU com as ONGs e na participação de varios governos na plataforma de luta das mulheres. Para essas mulheres, tais beneficios podem ser ampliados com uma nova conferencia, sem ser preciso que as metas ainda nao alcançadas sejam esquecidas.

    Na reuniao ecumenica muitas mulheres que estiveram em Beijing deram seu depoimento. A delegada das Filipinas, a anglicana Patricia Lucuanan, ressaltou que nao apenas o evento em Beijing foi importante, mas todo os trabalho de preparação do encontro, que se tornou um tempo de aprendizado para as mulheres envolvidas nele. “O encontro de Beijing motivou uma geração de mulheres”, disse ela.

    Gloria Steinem, cuja participação na luta pela igualdade feminina, nas décadas de 70 a 90, foi inestimável, ressaltou a importancia de as mulheres se reunirem sempre e apelou à ONU que apoie um proximo encontro.

    -

    Zenaide Barbosa

    Membro do Grupo de Trabalho de Comunicação da IEAB

     
  • SNIEAB 22:10 on 03/03/2008 Permalink  

    Mulheres entregam documento à ministra Nilceia, na ONU 

    Nova Iorque – Ao final do primeiro dia de reuniões da Comissão da ONU sobre o status da mulher, em Nova Iorque, a anglicana Christina Takatsu Winnischofer e a metodista Rosangela Oliveira  entregaram à ministra Nilceia, da Secretaria Especial da Mulher,  propostas de mudança de linguagem que deverão ser levadas em conta na elaboração do documento final da Comissão Internacional sobre o Status da Mulher. 

    O documento é parte do projeto de financiamento das ações, pelos governos dos varios paises integrados aos esforços da comissão da ONU, no caso o Brasil, para igualdade de gêneros e empoderamento da mulher. A redação final sera feita pela Comissão sobre o Status da Mulher, com suportes apresentados pela Comunhão anglicana, Igreja Presbiteriana, Igreja Metodista, Federal Luterana Mundial e organizações como Conselho Mundial de Igrejas, Federação Mundial de Estudantes, Associação Mundial de Mulheres Jovens Cristas, entre outras.

    O documento entregue ontem pelas brasileiras `a ministra Nilceia esta baseado no texto chamado “Recomendações de Beijing”, que definiu, em reuniao da ONU realizada nessa cidade da China,em 1995, as prioridades a serem trabalhadas em beneficio das mulheres: combater a violencia, a pobreza e a falta de educação. 

    -

    Zenaide Barbosa

    Membro do Grupo de Trabalho de Comunicação da IEAB

     
c
escrever um novo post
j
próximo post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
topo
l
go to login
h
show/hide help
esc
cancelar