Católicos e Anglicanos celebram Diálogo 

Os 25 anos de criação da Comissão Nacional Anglicano-Católico-Romana – Conac – foram celebrados ontem, em São Paulo, na Paróquia anglicana da Santíssima Trindade. Sob a presidência do Primaz Maurício Andrade, da IEAB e do cardeal Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo, o encontro reuniu centenas de religiosos e leigos das duas igrejas. 

Organizado pelo padre José Bizon, da Casa de Reconciliação-Conac e pelo rev. Arthur Cavalcanti, pároco da Santíssima Trindade, o Oficio de Vésperas incluiu orações na versão ecumênica – o Credo e o Pai Nosso, tradicionais hinos anglicanos e cânticos à Virgem Maria. O pregador foi dom José Alberto Moura, arcebispo de Montes Claros (MG) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e para o Diálogo Inter-religioso da CNBB.

 Religiosos anglicanos e católicos, assim como o representante da Igreja Sirian Ortodoxa, tiveram participação na solenidade, que prestou homenagem à memória do bispo anglicano dom Sumiu Takatsu e do católico dom Décio Pereira. Fotografias dos dois foram solenemente depositadas aos pés do altar.

O padre Paulo Homero Grozzi traçou um breve histórico do diálogo católico-anglicano, descrevendo a reunião de 8 de maio de 1981, que marcou o início das atividades do Conac. Em nível internacional, o diálogo já acontece há 40 anos.

O padre Grozzi disse que a Fé, a Esperança e o Amor são os sentimentos comuns às duas igrejas que embasam os passos em direção da total comunhão.

“Vejam que belo, como é tão bom! Vejam como é bonito ter o povo reunido para fazer da terra novo mundo redimido”. O hino de Pablo Sosa baseado no Salmo 132 ecoou forte na igreja lotada e deu maior significado ao cerne daquela celebração: a união de todos os cristãos em torno de um só Senhor.

Momento de muita beleza foi quando os bispos acenderam velas no círio Pascal e as compartilharam com a comunidade. Na penumbra, o que se via eram inúmeras luzinhas brilhando à medida que o povo caminhava para a porta do templo.

O Primaz Maurício Andrade e o arcebispo Odilo Scherer haviam antes ministrado juntos(foto) a bênção de despedida e o envio: “Assim brilhe a nossa luz para que outros louvem o nosso Pai que está nos céus”.

Foto: bênção conjunta (Zenaide Barbosa)

Zenaide Barbosa

Membro do Grupo de Trabalho de Comunicação da IEAB