Mensagem de Páscoa do Primaz

A partir de um artigo de Stephen Kaniitz, publicado recentemente, D. Maurício inicia sua reflexão lembrando que o sentimento de serviço na cultura brasileira está profundamente comprometido pelos quase 400 anos de escravidão, vez que o Brasil foi um dos últimos paises a livrar-se da mancha escravocrata. 

Lembra o Primaz que a Quaresma é um tempo no qual os cristãos e cristãs são desafiados a assumir o radical compromisso de serviço que Jesus assumiu integralmente até as últimas conseqüências.

Fugir do egoísmo é o custo básico do discipulado. E esse discipulado, exercido com integridade gera muitos dos sinais do reino de Deus. Gera transformação, esperança, compromisso com a justiça, amor e serviço ao próximo.

Quando no Domingo de Ramos gritamos “Hosana”, já não há chances de um recuo. É preciso seguir em frente, até o fim. Mas se assumimos o seguimento de Jesus, chegaremos à manhã vitoriosa da ressurreição.

Todas estas implicações, se realmente assumidas em humildade, transformam a nossa vida naquilo que Deus deseja para todos os seus filhos: plenitude.

Leia o texto completo da mensagem de D. Mauricio.

-

Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

Secretário Geral da IEAB