Anglicanas se Reúnem nas Nações Unidas

Começou nesta segunda-feira a 51º Reunião da Comissão das Nações Unidas sobre o Status da Mulher (UNCSW), na sede da organização, em Nova Iorque, cujo o tema é A eliminação de todas as formas de discriminação e violência contra a menina.

A função desta Comissão é preparar relatórios e recomendações ao Conselho de Promoção dos Direitos da Mulher no campo político, econômico, social e educacional. Ela também aponta ao Conselho quais são as matérias mais urgentes no campo dos direitos da mulher. O objetivo da Comissão é o de promover a implementação do princípio de que os homens e as mulheres devem ter os mesmos direitos.

E, anualmente, sob os cuidados da Observadora Anglicana na ONU e do Departamento do Ministério Feminino da Igreja Episcopal dos Estados Unidos, anglicanas de todas as partes da Comunhão têm sido presença constante nesta Comissão.

As delegadas brasileiras do Conselho Consultivo Anglicano para o evento, são a Sra. Christina Takatsu Winnischofer e Srta. Ana Lucia Machado, que estão desde o dia 23 de fevereiro p.p no local, participando de eventos que precediam a Conferência.

Do que elas vivenciaram até o momento, elas ressaltaram:

- A participação no painel, promovido pela Paróquia da Trindade, que contou com a presença da Bispa Presidente, Katherine Schiori, representantes da UNICEF, imprensa, que permitiu aos ouvintes traçar um retrato de mulher e da menina em diversos contextos. Jovens meninas, a partir de suas próprias experiências, fizeram perguntas às painelistas. No site da Paróquia da Trindade (vide no final da matéria) é possível ver trechos desse painel e acompanhar diariamente os eventos da Conferência da ONU.

- A palestra de Jean S. Bolen, autora do livro Uma mensagem urgente da mãe: reúnam as mulheres, salvem o mundo, a qual afirmou que existe uma sincronicidade que nos possibilita transformar o mundo, quando nos dedicamos a salvar aquilo que amamos.

- O momento de partilha, de relatos, sobre as realidades locais, os desafios e os avanços no campo da eliminação de toda a forma de discriminação e violência contra a mulher, especialmente as meninas. Ficou evidente a importância do papel da Igreja para que haja transformação.

É importante ressaltar que paralelamente à Conferência acontecem eventos paralelos, como workshops, estudos bíblicos, visitas às comunidades anglicanas, entre outros.

A Conferência segue até o dia 09 de março. Ao final, as delegadas anglicanas produzirão uma Declaração dirigida à Comunhão Anglicana.

Veja e saiba mais sobre a presença anglicana na ONU em:

http://www.ecusa.anglican.org/uncsw.htm

http://www.trinitywallstreet.org

-

Claudio Oliveira

Departamento de Comunicação da IEAB