Posts Mentioning RSS Toggle Comment Threads | Atalhos de teclado

  • SNIEAB 1:14 on 22/12/2006 Permalink | Responder
    Tags: , , ,   

    Adorar É Doar-se 

    Assim como Maria, assustada com a mensagem do anjo, diante de tão grande responsabilidade, somos desafiados a dizer: faça-se em nós conforme a tua palavra! Intuitivamente ela sabia que a tarefa era grande demais para uma adolescente da periferia da periferia. Mas a sua fé dizia quase que sussurrando: vá em frente porque o que você vai precisar para cumprir a sua parte, Ele mesmo lhe dará.

    Neste tempo de Advento e Natal, somos desafiados a responder com fé ao chamado que Deus faz para cada um de nós. É o chamado para tornar o seu reino cada vez mais visível no mundo. Mas muitos de nós, ao contrário de Maria, apresentamos tantas desculpas, revelando às vezes uma falsa humildade e um enorme medo. Mas lá no mais intimo de nosso ser, revelamos na verdade nosso mais puro egoismo.

    Nesses quase cinco meses à frente da Secretaria Geral, descobri com muita alegria pessoas dispostas a adorar a Deus efetivamente, doando-se e oferecendo-se para o serviço d’Ele através de sua Igreja. São pessoas que amam a Deus e que não medem esforços para demonstrar esse amor. Doam seu tempo, doam seus sonhos, doam seus dons, doam seus recursos materiais e o fazem de forma apaixonada e alegre.

    Muitas vezes costumamos dizer que o problema da Igreja é financeiro. Isso não verdade. O problema da Igreja é a falta de doação autêntica dos filhos e filhas de Deus. E isso é resultado da qualidade de nossa adoração. Se observarmos bem, a palavra adorar tem uma composição simbólica em que “doar” está implicita dentro dela e constitui seu maior simbólico: aDOrAR.

    A perfeita adoração de Maria constituiu-se numa completa doação a Deus de sua vida e de seu corpo para fazer nele a morada do tão esperado Salvador. Através dela foi possível Deus doar-se perfeitamente ao mundo, realizando a promessa de redenção da humanidade.

    Que nesse tempo de Advento possamos nos doar por completo a Deus, afim de que nosso coração seja a manjedoura que acolha o menino Salvador. Lembremo-nos de que o nascimento de Jesus ocorreu em circunstâncias bastante particulares porque “não havia lugares” disponíveis. As pessoas não tinham espaço para acolher aquela que estava para dar a luz. As pessoas estavam muito preocupadas com suas necessidades e problemas. Não conseguiram partilhar sequer um espaço.

    Que Deus desperte em nós o sentimento de Maria e nos faça adoradores em espírito e em verdade. E que essa adoração seja completa, com a doação de nossa vida e de tudo o que temos e que somos! Se assim procedemos, os sinais do Reino de Deus serão cada vez mais evidentes!

    -

    Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 1:16 on 19/12/2006 Permalink | Responder
    Tags: , , , ,   

    É Tempo de Advento, É Tempo de Natal 

    “Eu já escuto os teus sinais” – Alceu Valença

    Porque em ti está a fonte da vida;
    Na tua luz é que vemos a luz.
    Continua a tua misericórdia aos que te conhecem,
    E a tua justiça aos que têm o coração puro
    – Salmo 36,9 e10.

    A palavra Advento nos coloca em clima de expectativa: vem por aí um novo tempo, cuja marca principal é a alegria. A palavra indica o aproximar-se, a chegada… Quatro semanas de preparação para o Natal. Semanas para ouvirmos a voz dos profetas: Isaías; João Batista… Dos anjos que anunciam; a mulher pobre da insignificante Nazaré, que se coloca nos caminhos de serviço dos esquecidos e desprezados: Izabel e Zacarias da época. Exemplo que se faz convite para nós hoje. É tempo de aplainar estradas para a vinda do Messias.

    É tempo de ouvir a voz do próprio Jesus, que anuncia que o Espírito de Deus o confirma no anúncio da proximidade do Reino de Deus e da necessidade de construir as condições para que o Reino aconteça.

    O Advento nos convida a celebrar realidade e esperança; o que temos e o que queremos. Pelo Advento somos convidados a mergulhar na dinâmica da salvação que vem de Deus: Jesus, o sacramento maior do Pai assume condição de gente entre os esquecidos; faz-se criança na contramão da lógica do mundo, recebe acolhida entre os pobres, simbolicamente representados pelos pastores, que, acordados pelo brilho da estrela, reconhecem que é um novo tempo de Deus, um tempo de inclusão.

    O Evangelho de Lucas situa grande parte da atividade de Jesus ao longo de um caminho que vai da Galiléia (Lc 9,51) até sua elevação ao céu em Betânia na periferia de Jerusalém (24,51-52). Será este caminho que percorreremos durante o ano C, do calendário eclesiástico. Ao refazer o caminho de Jesus através da Leitura do Evangelho de Lucas, caminharemos com Ele como o fizeram seus discípulos. Será um caminho de aprendizado. Um caminho que mostra na prática o que significa a apresentação de Jesus na Sinagoga de Nazaré e dos seguidores de Jesus na Igreja hoje:

    “O Espírito do Senhor está sobre mim,
    porque ele me consagrou com a unção,
    para anunciar a Boa Notícia aos pobres,
    enviou-me para proclamar a libertação aos presos
    e aos cegos a recuperação da vista:
    para libertar os oprimidos,
    e para proclamar um ano de graça do Senhor” – (Lc 4,18-18)

    O Advento nos coloca em sintonia com Deus como Senhor do tempo: “Aquele que é, que era e que vem”(Ap 1, 4-8), revelando uma presença contínua. O caráter missionário do Advento manifesta-se na Igreja pelo anúncio do Reino, e a sua acolhida pelo coração de toda a humanidade até a manifestação gloriosa de Cristo.

    O Advento é também espiritualidade que ressalta a alegria pela vida que se renova; pela fé cristã que não está alicerçada sobre incertezas: A esperança da Igreja é a esperança de Israel já realizada em Cristo, mas que só se consumará definitivamente na volta do Senhor. Por isso o brado da Igreja característico nesse tempo é: Vem Senhor Jesus!

    O tempo do Advento é tempo de esperança porque Cristo é a nossa esperança (1Tm 1,1); esperança na renovação de todas as coisas, na libertação das nossas misérias, pecados, fraquezas, na vida eterna, esperança que nos forma na paciência diante das dificuldades e tribulações da vida, diante das perseguições.

    O Advento também é tempo de conversão. A preparação dos caminhos para viver um novo tempo requer que se tenha atitudes corajosas para mudar, conforme é sugerido: “E João percorria toda a região do rio Jordão, pregando um batismo de conversão para o perdão dos pecados, preparem o caminho do Senhor, endireitem suas estradas. Todo vale será aterrado, toda montanha e colina serão aplainadas; as estradas curvas ficarão retas, e os caminhos esburacados serão nivelados. E todo homem verá a salvação de Deus” – (Lc 3,3-6).

    Recordo as palavras do poeta: “de tudo ficam três coisas. A certeza de que estamos começando; a certeza de que é preciso continuar, e a certeza de que podemos ser interrompidos antes de terminar. Façamos da interrupção um caminho novo; da queda um passo de dança; do medo uma espada, do sonho uma ponte e da procura um encontro” – Fernando Pessoa.

    Estamos vivendo momentos de (re)começos. Recomeço de uma nova legislatura, seja Estadual ou Nacional; novos Governos Estaduais, mesmo que alguns tenham sido reeleitos, e novo mandato presidencial. De fato, os sinais que escutamos não são muito diferente do tempo anterior, mas precisamos continuar e reafirmar a busca da garantia da cidadania.

    Nesse tempo de inclusão, de solidariedade, de luz, o sonho se concretiza na alegria do Povo Krao-Kanela, que, desde 1926, vivia um verdadeiro êxodo marcado pelo sofrimento e injustiça. Após muita luta e esforço de várias pessoas que partilharam sua energia e empenho, vimos, no último dia 08 de dezembro, publicado no Diário Oficial da União, a devolução das terras aos Krao-Kanela, que celebram nesse ano o Advento da inclusão.

    Que o tempo do Natal seja um momento de (re)aproximação de Deus em nosso caminhar com o Cristo, menino que traz Esperança, coragem e amor. Assim desejo que a Esperança nos inspire para além do otimismo; a Coragem nos sustente apesar do medo e o Amor nos una com nossas diferenças. E cantemos juntos um cântico novo (Salmo 96,1-2).

    Que a receita predominante nessa nossa festa seja a de: tomar um grupo de irmãos ligados pela mesma fé, unidos numa única esperança. Juntar Cristo a eles. Deixar fermentar até nascerem o homem e a mulher novos. Servir evagelicalmente a quem tem fome e sede de justiça.

    Deus, que é para nós como Pai e Mãe, por sua misericórdia nos faça membros do seu Reino; Filho, vindo a nós em poder, revele entre nós a promessa de sua glória; Deus o Espírito, faça-nos firmes na fé, alegres na esperança e constantes no amor.

    Todas as bênçãos para você e sua família nesse Tempo de Luz.

    Do Vosso Primaz,

    ++Maurício

    1. Rev. Lauri José Wollmann, contribuiu com subsídios bíblicos.

    2. Receita de Natal, Frei Betto, publicado na Folha de São Paulo, Dezembro de 2006.

    -

    Revmo. Maurício Andrade

    Bispo Primaz da IEAB

     
  • SNIEAB 1:20 on 14/12/2006 Permalink | Responder
    Tags: ,   

    Presidente da Câmara de Clérigos e Leigos da IEAB é Eleito Secretário Executivo do CONIC 

    A Diretoria do CONIC (Conselho Nacional de Igrejas Cristãs), reunida em Brasília no dia 13 de dezembro, elegeu o Rev. Luiz Alberto Barbosa Secretário Executivo, em substituição ao Pastor Western Clay, da Igreja Metodista, que resignou em agosto passado por força da decisão do Concílio Geral de sua Igreja. O penúltimo a ocupar esse cargo, atuando por 14 anos, foi o Pastor Ervino Schimdt, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil (IECLB).

    O Rev. Luiz Alberto iniciou sua caminhada na Igreja Anglicana na Paróquia São Felipe, em Goiânia, onde atuou como membro da junta paroquial e como Ministro Leigo. Foi ordenado Diácono no dia 8 de dezembro de 2001, por Dom Almir dos Santos e ordenado Presbítero no dia 29 de maio de 2004, por Dom Maurício Andrade. Atuou como Ministro Encarregado na Missão da Reconciliação, em Anápolis-GO, e é atualmente o Capelão da Capelania de Língua Inglesa, em Brasília-DF. É Secretário Diocesano desde março de 2002. E, no último Sínodo, foi eleito Presidente da Câmara de Clérigos e Leigos da IEAB. Tomará posse neste novo cargo no dia 1º de fevereiro de 2007.

    -

    Sandra Andrade

    Diocese Anglicana de Brasília

     
  • SNIEAB 1:22 on 11/12/2006 Permalink | Responder
    Tags:   

    Catedral do Mediador instala Secretário-Geral como Cônego 

    No dia 10 de dezembro p.p, o Rev. Francisco de Assis da Silva, Secretário-Geral da IEAB, foi instalado como Cônego Honorário da Catedral do Mediador, em Santa Maria.

    Em sua mensagem, o Bispo Diocesano, Dom Jubal Pereira Neves, lembrou aos presentes a importância desse ministério e destacou que esta honraria, assim como todos os ministérios na Igreja, constituem um compromisso cada vez maior com o serviço ao povo de Deus. E concluiu seu sermão, contando uma fábula moderna na qual se coloca para cada cristão ou cristã o desafio de transformar o ambiente em que se encontram, imprimindo-lhe o seu sabor com os dons que possuem.

    A celebração foi seguida pelo recebimento de novos membros na Catedral, mediante o Rito da Confirmação e do Recebimento em Comunhão.

    Em sua fala de agradecimento, o novo Cônego ressaltou a importância do ministério da Catedral do Mediador em sua vida, e reafirmando que o ministério de uma Catedral ou comunidade não se restringe unicamente aos limites de sua jurisdição, mas que alcança toda a Igreja.

    Os cônegos honorários são clérigos que residem ou não no perímetro da Catedral, com assento e voto nas reuniões do Cabido, que deverão exercer atividades específicas na Catedral, a pedido do Deão, devendo dedicar pelo menos uma semana por ano à comunidade, servindo em seu meio.

    A eleição do Secretário-Geral para o Cabido, ocorreu na última reunião da Junta Paroquial, em 24 de novembro p.p, o qual foi indicado, conjuntamente, pelo Revmo. Deão Fábio Vasconcelos e pelo Bispo Diocesano.

    -

    Rev. Cônego Francisco de Assis da Silva

    Secretário Geral da IEAB

     
c
escrever um novo post
j
próximo post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
topo
l
go to login
h
show/hide help
esc
cancelar