IEAB comemora 50 anos de ministério de Dom Glauco

Primaz por dez produtivos anos. Um primado marcado pela visibilidade de nossa IEAB no exterior e perante o mundo ecumênico. Um estilo pastoral e ao mesmo tempo profundo teologicamente, comprometido com o diálogo entre a Fé e Razão. Estas características são algumas das muitas marcas que D. Glauco Soares de Lima imprimiu através do seu ministério em diversas partes da Igreja no Brasil.

Ao comemorar seus 50 anos de ministério ordenado, D. Glauco recebe os cumprimentos e as homenagens merecidas de toda a Igreja. Homenagens essas extensivas a Jane, sua esposa, companheira desse profícuo ministério.

Damos graças a Deus por sua vida e temos certeza que muito tem a fazer para o amadurecimento do testemunho de nossa Província.

Breve Biografia – Glauco Soares de Lima nasceu em 28 de janeiro de 1934, na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, filho de Geny Soares de Lima e de Garry Martins de Lima.

Em 1954, iniciou os seus estudos em Teologia no Seminário Teológico, em Porto Alegre, e de Filosofia, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Foi ordenado diácono em 30 de novembro de 1956, na Paróquia da Ascensão, Porto Alegre, pelo Revmo. Bispo Egmont Machado Krischke. Em 1958, na Paróquia do Natal, Dom Pedrito, foi ordenado presbítero pelo Revmo. Bispo Plínio Lauer Simões. O episcopado veio no ano de 1989, quando foi ordenado e sagrado, no dia 1o de julho, na Catedral de São Paulo, sucedendo Dom Sumio Takatsu.

É formado em Filosofia, Teologia e Ciências Jurídicas, tendo sido agraciado com o titulo de Honoris Causa, pela Escola Episcopal de Teologia, da Universidade de Harvard, Estados Unidos, em 1991.

Casou-se com Helen Jane de Souza Garcia, em 27 de fevereiro de 1957, na Catedral da Santíssima Trindade, Porto Alegre, com quem teve 4 filhos: Eduardo, Gisele, Gláucia e Flávia.

Exerceu o seu ministério em diversas comunidades das Dioceses Meridional, Sul-Ocidental, Anglicana do Rio de Janeiro e de São Paulo, além de ter exercido importantes funções na IEAB, tais como a coordenação do Programa Nacional das Dioceses Companheiras (1965), lecionado como professor no Seminário Nacional de São Paulo (1967) e, durante 10 anos, foi o primaz da Igreja (1994-2003).

Por ser o Ecumenismo uma característica presente no seu ministério, integrou comissões e funções em diversos organismos ecumênicos, como o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC) e a Associação dos Seminários Teológicos (ASTE).

-

Rev. Francisco de Assis da Silva

Secretário Geral da IEAB