Posts Mentioning RSS Toggle Comment Threads | Atalhos de teclado

  • SNIEAB 20:06 on 26/06/2005 Permalink | Responder
    Tags: ,   

    Amor à Missão 

    “Divulgar as ações missionárias da Igreja e motivar maior participação dos membros nesse processo de desenvolvimento e crescimento da IEAB”. Esse é o objetivo principal do informativo especial Amor à Missão, elaborado pelos departamentos de Missão e Educação Cristã, que marca a campanha deste ano do Mês da Missão

    Além disso, está sendo proposta uma coleta especial, no mês de Julho, para que as comunidades da nossa Igreja contribuam para o incremento do Fundo Nacional de Missão, que busca fomentar a expansão missionária de nossa Província.

    Cópias do informativo já estão sendo distribuídas às dioceses e distritos pelo correio, porém, para quem desejar, ele já está disponível no site da IEAB.

    -

    Christina Takatsu Winnischofer

    Secretária Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 20:09 on 17/06/2005 Permalink | Responder
    Tags: , ,   

    Robinson Cavalcanti é Deposto da IEAB 

    PROCESSO CANÔNICO Nº 001/2005 DO BISPO EDWARD ROBINSON DE BARROS CAVALCANTI

    O BISPO PRIMAZ DA IGREJA EPISCOPAL ANGLICANA DO BRASIL, na presença da Câmara dos Bispos reunida extraordinariamente na cidade de Porto Alegre, no dia 10 de junho do ano de dois mil e cinco, Anno Domini, na forma dos Cânones Gerais da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, vem dizer o seguinte:

    DOS FATOS

    Tendo em vista a denúncia apresentada, dentro das normas canônicas, pelo Procurador Eclesiástico, e por decisão do Tribunal Superior Eclesiástico a ele encaminhada tribunal, após verificação da procedência da denuncia e do parecer do Tribunal Superior Eclesiástico contra o Bispo Edward Robinson de Barros Cavalcanti, considerando os seguintes fatos:

    1. O acusado transgrediu os Cânones Gerais da Igreja, conforme o estipulado no Capítulo IV, Cânon 1, Artigo 1º, parágrafos 1º , letras “f” e “i”. Na letra “f” o cânon fala do “não cumprimento dos votos de ordenação”. A letra “i” fala sobre a “violação deliberada da Constituição, dos Cânones Gerais da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil e dos cânones da Diocese Anglicana do Recife, a qual está canonicamente vinculado”.

    2. O acusado, de forma deliberada, fez declarações unilaterais de suspensão do relacionamento da Diocese Anglicana do Recife com a Província do Brasil, proclamando a Diocese Anglicana de Recife como uma Diocese autônoma da Comunhão Anglicana, sem mais vínculos com a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil conforme carta de sua autoria, datada de 25 de janeiro de 2005.

    3. O bispo acusado também fez alteração do selo original da Diocese Anglicana do Recife, de onde retirou a referência à Igreja Episcopal Anglicana do Brasil.

    4. Ainda transgredindo os Cânones da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, neste mesmo parágrafo e alíneas, o acusado tomou atitudes de indisciplina grave por não só não acatar convocações provinciais, como publicamente usar linguagem ofensiva contra o Bispo Primaz e a Câmara dos Bispos, conforme pode se verificar em seus sucessivos e vários pronunciamentos.

    5. O acusado, além disso, participou em Confirmações na diocese de Ohio, da Igreja Episcopal dos Estados Unidos da América (ECUSA), nos Estados Unidos, sem o conhecimento do bispo diocesano local, bem como do Bispo Primaz e da Câmara dos Bispos da igreja brasileira, em março de 2004, o que implica em quebra ostensiva da colegialidade dos bispos em nossa Província.

    6. O acusado, apesar da inibição do exercício de sua jurisdição, realizou um Concílio Diocesano, apesar da proibição do Bispo Primaz, em dezembro de 2004.

    7. Além disso, o acusado moveu uma ação junto a Tribunais da Justiça Civil contra a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil para preservar seus direitos como titular da Diocese Anglicana do Recife, sem que a Província do Brasil tivesse tomado qualquer iniciativa para retirar-lhe tais direitos. Tal ação foi julgada improcedente em 1ª e 2ª instâncias nos Tribunais da Justiça Civil, conforme sentença lavrada em 1ª e 2ª instâncias, em 15 de abril de 2005.

    8. Atendendo ao que reza o parágrafo 2º, do Artigo 3º, do Cânon 1, Capítulo IV dos Cânones Gerais da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, que diz que “no caso de transgressão disciplinar de um Bispo, o Bispo Primaz deve agir pastoralmente, podendo ouvir a Câmara dos Bispos”, o Bispo Primaz procurou diálogo não só por via epistolar, como por via pessoal, conforme Ata da Câmara dos Bispos, e os seguintes registros: De 26 a 28 de agosto de 2004, o Bispo visitou o Seminário Teológico Provincial de Recife (SAET) e aproveitando a sua viagem agendou, previamente, e realizou uma entrevista pastoral com Dom Robinson, no seu Escritório Diocesano. Em novembro de 2004, Dom Robinson foi convocado para o retiro dos bispos, em Santa Maria, RS, de 20 a 23, e para as reuniões do Conselho Executivo do Sínodo da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (26 a 27), mas não compareceu, estas datas já estavam previamente marcadas desde de março de 2004. Ele declinou de sua presença em carta enviada ao Primaz datada de 10 de novembro de 2004. Em 17 de novembro de 2004, o bispo Primaz convoca uma reunião para 17 de dezembro de 2004, na cidade de Recife, com Dom Robinson e seus assessores diretos, para diálogo com o Primaz, com o Bispo Sufragâneo e o Bispo Supervisor Interino. Não compareceram, nem o acusado, nem seus assessores. Em 19 de novembro Dom Robinson, respondeu a carta convocatória, aceitando a reunião sob condições que foram acolhidas pelo Primaz. Em 9 de dezembro de 2004, o bispo Primaz envia nova correspondência para confirmar a reunião marcada para 17 de dezembro, apesar dos fatos ocorridos da suspensão do Concílio Diocesano e a desobediência a esta suspensão, bem como das decisões tomadas no concílio realizado e proibido, de carta de Dom Robinson ao Arcebispo de Cantuária e aos Primazes solicitando o desligamento da diocese Anglicana do Recife da Província brasileira. Tal reunião não aconteceu devido ao não comparecimento de Dom Robinson e seus representantes. Em 17 de janeiro de 2005, o Primaz enviou carta a Dom Robinson e a todos o clero da Diocese Anglicana do Recife para um encontro de diálogo em Recife, no dia 2 de fevereiro de 2005, visando possível reconciliação. Os clérigos que se mantiveram com o Bispo Diocesano, bem como Dom Robinson, não compareceram e enviaram carta ao Primaz com alegações sobre o não comparecimento.

    9. Em 26 de maio de 2005, o Arcediago Rev. Miguel Uchoa Cavalcanti, representando conforme sua expressão “toda a Diocese Anglicana do Recife”, conseqüentemente o seu Bispo Diocesano, Dom Robinson, profere palestra na reunião de um entidade da Inglaterra chamada “Anglican Mainstream”, onde profere acusações e ofensas a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, ao Bispo Primaz, afirmando não aceitar “a supervisão do Bispo Primaz tendo em vista que o mesmo age ilegalmente e aprova prática não bíblicas e contra o ensino da Comunhão Anglicana”.

    DO EXPOSTO

    Tendo em vista os fatos articulados acima, e que o Tribunal Superior Eclesiástico, por unanimidade de seus membros, reconhece a culpabilidade do Bispo Dom Edward Robinson de Barros Cavalcanti, o Bispo Primaz decreta, na forma do Capítulo IV, Cânon 4, Artigo 1º, alínea D, dos Cânones Gerais da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, a sua deposição do exercício do ministério ordenado desta Igreja. Em decorrência do que cessam todos os seus vínculos canônicos, sacramentais, pastorais e litúrgicos, bem assim com seus direitos, prerrogativas e deveres do ministério ordenado da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil.

    Dado e passado sob nosso selo e assinatura, na cidade de Porto Alegre, no dia 10 de junho de 2005, Anno Domini.

    D. Orlando Santos de Oliveira
    Bispo Primaz

    -

    Christina Takatsu Winnischofer

    Secretária Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 23:54 on 13/06/2005 Permalink | Responder
    Tags: , ,   

    Capital Gaúcha Adota Assembléia do CMI 

    O prefeito de Porto Alegre, José Fogaça, formou comitê gestor e nomeou, na quarta-feira, 1. de junho, dois representantes do município para dialogarem com os organizadores da IX Assembléia do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), marcada para o período de 14 a 23 de fevereiro de 2006, na capital gaúcha.

    A criação do comitê gestor é resultado do encontro que os organizadores locais tiveram com Fogaça, no dia 20 de maio, quando lhe apresentaram a proposta da Assembléia e a estrutura do CMI.

    Na segunda parte da reunião com o executivo municipal foram identificados pontos básicos de parceria. Destacou-se a disponibilização de uma linha especial da empresa pública de ônibus, a Carris, para transporte dos participantes até a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, local da Assembléia, e da utilização dos ônibus como meios de divulgação do evento.

    Além disso, mencionou-se a possibilidade da prefeitura colocar à disposição da Assembléia espaço para a realização de apresentações culturais e estrutura turística, incluindo amplo material informativo sobre aspectos sociais, econômicos e atrativos da cidade.

    A previsão é que mais de 3 mil participantes, entre delegados de igrejas, convidados e jornalistas, venham a Porto Alegre para a IX Assembléia, que terá por tema “Deus, em tua graça, transforma o mundo”. O evento terá espaço para momentos celebrativos e estudos bíblicos, e abordará os principais problemas que afligem os povos, como a violência, a justiça econômica e o pluralismo religioso.

    Oficinas, seminários, depoimentos, exposições e apresentações culturais também farão parte da programação, constituindo o chamado Mutirão. As igrejas deverão encaminhar suas propostas via internet para o endereço da secretaria executiva local cmi2006@ipametodista.edu.br. O prazo de inscrição para os seminários vai até 1º de julho e para as exposições até 1º de setembro.

    O evento contará com o apoio integral do município de Porto Alegre. O grupo de trabalho constituído no último dia 1º de junho conta com a participação de todas as secretarias, e órgãos municipais envolvidos com a infra-estrutura da cidade estarão representadas no grupo: Gestão e Acompanhamento Estratégico, Saúde, Meio Ambiente, Cultura, Direitos Humanos e Segurança Urbana, gabinete de Comunicação Social, gabinete de Turismo, Departamento Municipal de Limpeza Urbana e Coordenadoria da Defesa Civil.

    Participaram dos encontros com o executivo municipal o secretário executivo do comitê organizador local da Assembléia, pastor Rui Bernhard; o arcebispo católico dom Dadeus Grings; a secretária geral e o bispo primaz da Igreja Episcopal Anglicana, Christina Takatsu Winnischofer e dom Orlando Santos de Oliveira; o pastor presidente da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, Walter Altmann; o pastor metodista Paulo Francisco Chaves; mais os assessores Valdir Lima, da Igreja Católica, Carlos Gilberto Bock, da igreja luterana, e os integrantes do comitê organizador local, Ângela Bertazo e Tito Lívio Goron.

    Fonte: Grupo de Comunicação da IX Assembléia do CMI

    -

    Christina Takatsu Winnischofer

    Secretária Geral da IEAB

     
  • SNIEAB 20:11 on 13/06/2005 Permalink | Responder
    Tags: , ,   

    ENUJAB 2005 

    “Na dança da vida…quem somos? como atuamos? o que queremos”? é o lema do Encontro Nacional da União da Juventude Anglicana do Brasil (ENUJAB), que acontecerá de 28 a 31 de julho de 2005, em Curitiba.

    O tema geral do ENUJAB, que tem como objetivos celebrar e fortalecer a comunhão entre a juventude anglicana do Brasil, é “Identidade Anglicana”.

    São esperados mais de 100 jovens, entre 16 a 28 anos, sendo 10 representantes de cada Diocese e Distrito Missionário.

    A taxa de inscrição é R$ 30,00 para não-residentes em Curitiba e R$ 50,00 para os residentes nesta. Despesa de transporte é de inteira responsabilidade das Diocese e Distritos, ou do próprio interessado.

    Fonte: Secretaria da CIN-UJAB – Ilustração: Reprodução do cartaz do ENUJAB 2005

    -

    Christina Takatsu Winnischofer

    Secretária Geral da IEAB

     
c
escrever um novo post
j
próximo post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
topo
l
go to login
h
show/hide help
esc
cancelar