Atualizações recentes RSS Toggle Comment Threads | Atalhos de teclado

  • SNIEAB 18:54 on 21/08/2014 Permalink | Responder  

    CARTA DOS (AS) REPRESENTANTES ECUMÊNICOS(AS) DA IGREJA EPISCOPAL AOS ORGANISMOS, REDES E MOVIMENTOS ECUMÊNICOS DO BRASIL

    Mariápolis, São Paulo – 20 de Agosto de 2014


    Às irmãs e irmãos que participam de

    Organismos, Redes e Movimentos Ecumênicos,

    Reunidas enquanto pessoas que representam a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil em organismos ecumênicos, redes e movimentos, sejam estes com representação oficial ou com participação pessoal, e no marco de novas comissões criadas no último Sínodo – a saber, a Comissão de Relações Ecumênicas e Comissão de Incidência Pública (Direitos Humanos, Diaconia Social e Política, Enfrentamento ao Racismo e toda forma de Discriminação) – aprofundamos o nosso diálogo sobre o sentido da presença ecumênica e inter-religiosa de nossa igreja no contexto da realidade brasileira, latino-americana e mundial e ante a conjuntura eclesial e missionária que se apresenta para nós hoje.

    Elaboramos, também, uma Carta Aberta à Sociedade Brasileira, onde reafirmamos nossos compromissos com grandes e urgentes questões que tencionam nossa realidade, sem prejuízo de outras ali não mencionadas com as quais estamos comprometidas(os) ou buscamos nos comprometer.

    Além disso, queremos aprofundar nosso intercâmbio na visualização e estímulo à participação em iniciativas ecumênicas com todas as organizações, redes e movimentos, por meio de nossas comissões provinciais, em especial as de Relações Ecumênicas, Incidência Pública e Diaconia.

    Continuaremos colaborando efetivamente na construção de uma casa comum realmente justa e sustentável para todas as pessoas.

    Dom Francisco de Assis da Silva- Bispo Primaz da IEAB/Diretoria do CONIC/ACT ALLIANCE

    Dom Humberto Maiztegui- Referente da Comissão de Ecumenismo da IEAB

    Dom Maurício Andrade- The Anglican Lutheran International Coordinating Committee (ALICC)/ KOINONIA

    Dom Flavio Irala- Comissão Ecumenismo/ Comissão Diálogo Anglicano Católico Romano (CONAC)/MOFIC-SP

    Dom Naudal Gomes- Referente da Comissão de Incidência Pública IEAB

    Reverendo Arthur P. Cavalcante- Secretário Geral da IEAB/CESEP

    Reverendíssima Deã Marinez Bassoto- CONIC-RS/ Comitê estadual da Diversidade Religiosa- RS

    Reverendíssima Deã Magda Guedes- CLAI BRASIL

    Reverendo Jerry Andrei- Membro do Grupo de Trabalho Missão IEAB/ Gestando o Diálogo Inter-Religioso e o Ecumenismo (GDIREC/ RS)

    Reverendo Daniel Cabral- Conselho Estadual de Diálogo Interreligioso-RJ/ CONIC/RJ

    Reverenda Carmen Kawano- Membro da Comissão de Ecumenismo IEAB/Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016/MOFIC-SP

    Reverendo Marcos Barros- Conselho Amazônico de Igrejas Cristãs (CAIC)/Membro do Conselho Executivo do Sínodo da IEAB

    Reverenda Elineide Ferreira- Distrito Missionário Anglicano

    Sra. Sandra Andrade- Coordenadora do Serviço Anglicano de Diaconia e Desenvolvimento (SADD)/Diretoria da CESE/ANGLICAN ALLIANCE

    Sra. Ester Lisboa- KOINONIA

    Prof. Daniel Sousa- FEACT/KOINONIA

    Sr. Xico Esvael- CLAI CONTINENTAL/CESEP

    Sr. Izaias Torquato- Membro da Comissão de Ecumenismo IEAB

     
  • SNIEAB 18:46 on 21/08/2014 Permalink | Responder  

    CARTA ABERTA DOS(AS) REPRESENTANTES ECUMÊNICOS(AS) DA IGREJA EPISCOPAL ANGLICANA DO BRASIL A SOCIEDADE BRASILEIRA

    Mariápolis, São Paulo – 21 de Agosto de 2014.

    Reunidas enquanto pessoas que representam a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil em organismos ecumênicos, redes e movimentos, sejam estes com representação oficial ou com participação pessoal, e no marco de novas comissões criadas no último Sínodo – a saber, a Comissão de Relações Ecumênicas e Comissão de Incidência Pública (Direitos Humanos, Diaconia Social e Política, Enfrentamento ao Racismo e toda forma de Discriminação) – aprofundamos o nosso diálogo sobre o sentido da presença ecumênica e inter-religiosa de nossa igreja no contexto da realidade brasileira, latino-americana e mundial e ante a conjuntura eclesial e missionária que se apresenta para nós hoje.

    Assim, consideramos que, como Igreja, temos a obrigação de nos pronunciar sobre temas relevantes da nossa sociedade, e que por chamado de Deus, devemos testemunhar e nos comprometer com a defesa dos direitos humanos e da integridade da criação. Reafirmamos o compromisso nas ações como Igreja e junto aos movimentos sociais que buscam a incidência política e a garantia de direitos em questões como:

    - Enfrentamento à Violência de gênero contra as mulheres.

    - Defesa dos direitos sexuais e reprodutivos da mulher.

    - Inclusão e plena cidadania das pessoas LGBT, com a superação da homofobia, lesbofobia e transfobia.

    - Defesa da dignidade, ancestralidade e autodeterminação dos Povos tradicionais.

    - Defesa do Estado Laico, incluindo as suas implicações para a compreensão e execução do Ensino Religioso e para a colaboração com as iniciativas populares para reformas políticas, econômicas e sociais.

    - Fim da intolerância religiosa.

    - Crítica a projetos de desenvolvimento orientados pela injustiça socioeconômica e pelo uso desmedido do meio ambiente.

    - Combate ao extermínio da juventude negra;

    Deste modo, em parceria com todas as pessoas, entidades, e movimentos que compartilham desta esperança, e em diálogo com quem pensa de maneira distinta das nossas perspectivas, continuamos no caminho.

    Em Cristo,

    Dom Francisco de Assis da Silva- Bispo Primaz da IEAB/Diretoria do CONIC/ACT ALLIANCE

    Dom Humberto Maiztegui- Referente da Comissão de Ecumenismo da IEAB

    Dom Maurício Andrade- The Anglican Lutheran International Coordinating Committee (ALICC)/ KOINONIA

    Dom Flavio Irala- Comissão Ecumenismo/ Comissão Diálogo Anglicano Católico Romano (CONAC)/MOFIC-SP

    Dom Naudal Gomes- Referente da Comissão de Incidência Pública IEAB

    Reverendo Arthur P. Cavalcante- Secretário Geral da IEAB/CESEP

    Reverendíssima Deã Marinez Bassoto- CONIC-RS/ Comitê estadual da Diversidade Religiosa- RS

    Reverendíssima Deã Magda Guedes- CLAI BRASIL

    Reverendo Jerry Andrei- Membro do Grupo de Trabalho Missão IEAB/ Gestando o Diálogo Inter-Religioso e o Ecumenismo (GDIREC/ RS)

    Reverendo Daniel Cabral- Conselho Estadual de Diálogo Interreligioso-RJ/ CONIC/RJ

    Reverenda Carmen Kawano- Membro da Comissão de Ecumenismo IEAB/Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016/MOFIC-SP

    Reverendo Marcos Barros- Conselho Amazônico de Igrejas Cristãs (CAIC)/Membro do Conselho Executivo do Sínodo da IEAB

    Reverenda Elineide Ferreira- Distrito Missionário Anglicano

    Sra. Sandra Andrade- Coordenadora do Serviço Anglicano de Diaconia e Desenvolvimento (SADD)/Diretoria da CESE/ANGLICAN ALLIANCE

    Sra. Ester Lisboa- KOINONIA

    Prof. Daniel Sousa- FEACT/KOINONIA

    Sr. Xico Esvael- CLAI CONTINENTAL/CESEP

    Sr. Izaias Torquato- Membro da Comissão de Ecumenismo IEAB

     
  • SNIEAB 15:33 on 21/08/2014 Permalink | Responder
    Tags: , ,   

    Encontro de Representantes Ecumênicos(as) da IEAB em Mariápolis SP 

    Entre os dia 19-20 de agosto, no Centro Mariápolis/SP, por iniciativa do Conselho Executivo da Província, Secretaria Geral, Bispo Primaz e Comissão de Relações Ecumênicas, e aproveitando a oportunidade oferecida pela realização do Simpósio “Ecumenismo e Missão (testemunho cristão em um mundo global)”, nos reunimos enquanto pessoas que representam a IEAB em diversos organismos ecumênicos, movimentos e redes, seja por nomeação oficial, seja por iniciativa pessoal, para fazer um levantamento desta participação, uma análise conjuntural a partir das marcas da missão e elaborar diretrizes internas neste sentido, além de cartas e comunicações dirigidas a estes organismos, movimentos, redes e igreja parceiras.

    Também participou Dom Naudal Alves Gomes (DAC) como bispo referente da nova Comissão de Incidência Pública (que reúne as comissões anteriores de direitos humanos e combate ao racismo e a todas as formas de discriminação) por entendermos que estes assuntos são implícita e profundamente ecumênicos.

    CARTA DOS(AS) REPRESENTANTES ECUMÊNICOS(AS) DA IGREJA EPISCOPAL ANGLICANA DO BRASIL AO

    SIMPÓSIO ECUMENISMO E MISSÃO DO CONIC

    MARIÁPOLIS, SÃO PAULO – 21 A 24 DE AGOSTO DE 2014

    Às irmãs e irmãos do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC),

    Graça e Paz da parte de Deus, em Cristo Jesus:

    Reunidas enquanto pessoas que representam a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil em organismos ecumênicos, sejam estes com representação oficial ou com participação pessoal, e no marco de novas comissões criadas no último Sínodo, a saber a Comissão de Relações Ecumênicas e Comissão de Incidência Pública- Direitos humanos, Diaconia social e política, Enfrentamento ao Racismo e toda forma de Discriminação-, aprofundamos sobre o sentido da presença ecumênica e interreligiosa de nossa igreja no contexto da realidade brasileira, latino-americana e mundial e da conjuntura eclesial e missionária que se apresenta para nós hoje.

    Desta forma, e considerando nossa participação neste Simpósio com o tema Ecumenismo e Missão, desenvolvido pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs, reafirmamos nossa disposição no companheirismo e compromisso com a ação missionária ecumênica e no diálogo interreligioso, a partir das marcas da missão definidas pela Comunhão Anglicana, especialmente aquelas que se referem a: Solidariedade com as pessoas pobres e necessitadas; Desafio à injustiça, à opressão e à violência; Promoção de ações de proteção, cuidado e renovação da vida em nosso planeta; Trabalhar para trazer a paz, Resolução de conflitos e Reconciliação.

    Recebam nossa saudação neste Simpósio, e nossas orações em favor do CONIC, para que a Ventania Divina nos dirija, agora e no futuro, no caminho do Ecumenismo e da Missão de Deus, como testemunho no mundo globalizado. Em Cristo,

    Dom Francisco de Assis da Silva- Bispo Primaz da IEAB/Diretoria do CONIC/ACT ALLIANCE

    Dom Humberto Maiztegui- Referente da Comissão de Ecumenismo da IEAB

    Dom Maurício Andrade- The Anglican Lutheran International Coordinating Committee (ALICC)/ KOINONIA

    Dom Flavio Irala- Comissão Ecumenismo/ Comissão Diálogo Anglicano Católico Romano (CONAC)/MOFIC-SP

    Dom Naudal Gomes- Referente da Comissão de Incidência Pública IEAB

    Reverendo Arthur P. Cavalcante- Secretário Geral da IEAB/CESEP

    Reverendíssima Deã Marinez Bassoto- CONIC-RS/ Comitê estadual da Diversidade Religiosa- RS

    Reverendíssima Deã Magda Guedes- CLAI BRASIL

    Reverendo Jerry Andrei- Membro do Grupo de Trabalho Missão IEAB/ Gestando o Diálogo Inter-Religioso e o Ecumenismo (GDIREC/ RS)

    Reverendo Daniel Cabral- Conselho Estadual de Diálogo Interreligioso-RJ/CONIC/RJ

    Reverenda Carmen Kawano- Membro da Comissão de Ecumenismo IEAB/Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016/MOFIC-SP

    Reverendo Marcos Barros- Conselho Amazônico de Igrejas Cristãs (CAIC)/Membro do Conselho Executivo do Sínodo da IEAB

    Reverenda Elineide Ferreira- Distrito Missionário Anglicano

    Sra. Sandra Andrade- Coordenadora do Serviço Anglicano de Diaconia e Desenvolvimento (SADD)/Diretoria da CESE/ANGLICAN ALLIANCE

    Sra. Ester Lisboa- KOINONIA

    Prof. Daniel Sousa- FEACT/KOINONIA

    Sr. Xico Esvael- CLAI CONTINENTAL/CESEP

    Sr. Izaias Torquato- Membro da Comissão de Ecumenismo IEAB

     
  • SNIEAB 14:17 on 14/08/2014 Permalink | Responder
    Tags: , , ,   

    Arcebispo da Cantuária Visitará o Brasil 

    COMUNICADO SOBRE A VISITA DO ARCEBISPO DA CANTUÁRIA, SUA GRAÇA JUSTIN WELBY A SÃO PAULO, ENTRE OS DIAS 04-05 DE SETEMBRO DE 2014

    OBJETIVO DA VIAGEM

    O Arcebispo da Cantuária Sua Graça Justin Welby, líder espiritual das Igrejas Anglicanas, desde que assumiu a Sé em março de 2013, vem realizando uma série de rápidas e objetivas visitas às Igrejas Anglicanas em vários países, para conhecer e se reunir com cada Bispo (a) Primaz. Ele estará acompanhado por sua esposa, Sra. Caroline Welby,  e se reunirá com o Bispo Francisco de Assis da Silva, Primaz da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB), única autoridade espiritual e legal em nosso país que mantem relações com a Igreja da Inglaterra e a Comunhão Anglicana. No Brasil a Comunhão Anglicana é representada pela IGREJA EPISCOPAL ANGLICANA DO BRASIL e em São Paulo, através da DIOCESE ANGLICANA DE SÃO PAULO.

    QUEM É O ARCEBISPO DA CANTUÁRIA?

    O Arcebispo da Cantuária é o líder espiritual de 85 milhões de fiéis da Comunhão Anglicana, que compreende 43 Províncias (Jurisdições Eclesiásticas), e está presente em mais de 165 países. Ele igualmente é responsável pela liderança pastoral da Igreja da Inglaterra e da Diocese de Cantuária.

    Ele exerce outros papéis importantes para o estado inglês, a saber:

    - Desempenha função central nas cerimônias reais, como por exemplo, a da Coroação.

    - Seu cargo tem assento na Câmara dos Lordes e,

    - Em visitas oficiais, tem essência diplomática, uma vez que  está previsto na ordem de precedência do Reino Unido, ou seja, uma espécie de hierarquia sequencial ou ordem de sucessão, podendo inclusive substituir em determinados casos o chefe de Estado.

    PROGRAMAÇÃO

    O Arcebispo Welby despachará no escritório da Secretaria Geral da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, situado na Praça Olavo Bilac, no bairro de Campos Elíseos. Além de duas reuniões privadas com o Bispo Primaz do Brasil e de uma audiência com a Câmara de Bispos da IEAB, ele estará presente em outras ocasiões já previstas:

    1- Coletiva de Imprensa

    2- Encontro com líderes de outras Religiões e Igrejas

    3- Missa Festiva com Bispos, Fiéis, Clérigos, Líderes de outras Religiões e Igrejas e Autoridades Governamentais. Local: Paróquia da Santíssima Trindade (mesmo endereço do Escritório da Secretaria Geral). Data: 04/09 às 17 horas

    4- Missa sem eucaristia e um café da manhã com lideranças clérigas e leigas da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil. Local: Paróquia da Santíssima Trindade (mesmo endereço do Escritório da Secretaria Geral). Data: 05/09 às 08H

    CONTATOS

    Todo o contato que venha envolver a visita do Arcebispo da Cantuária, previsto pelo protocolo estabelecido entre o Palácio de Lambeth e a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, é realizado pelo Escritório da Secretaria Geral, situado na Praça Olavo Bilac, Nº 63. Bairro de Campos Elíseos. São Paulo/SP. Endereço eletrônico: acavalcante@ieab.org.br ou através do telefone (11) 36678161.

    Os convites para participar desses momentos especiais com o Arcebispo Justin Welby serão emitidos de formada personalizada pela Secretaria Geral da IEAB seguindo um protocolo formal envolvendo as Dioceses da IEAB, Lideranças Religiosas, Imprensa e Autoridades.

    + Reverendo Arthur Cavalcante

    Secretário Geral da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil

     
  • SNIEAB 9:51 on 12/08/2014 Permalink | Responder  

    Mensagem do Bispo Primaz no Dia Internacional da Juventude 

    Santa Maria, 12 de Agosto de 2014

    Mensagem do Bispo Primaz no Dia Internacional da Juventude

    Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno. 1 João 2:14b

    Irmãos e Irmãs!

    Desde 1999, a ONU definiu o dia 12 de agosto como o Dia Internacional da Juventude. Mais que apenas uma data comemorativa, este dia representa a oportunidade de celebrarmos a força e a garra de nossa Juventude que busca cada vez mais ser protagonista na sociedade, na Igreja, nos movimentos sociais, cheia de entusiasmo e de sonhos para a construção de uma sociedade mais justa.

    Seguindo recomendação do nosso último Sínodo, criei um GT Juventude para liderar, junto com as dioceses, Secretaria Geral, SADD e CEA um movimento que leve a re-articulação de nossa juventude provincial. Fico feliz porque já algumas dioceses tem respondido com muito entusiasmo ao projeto apresentado pelo GT ao Conselho Executivo e já se tem agendado encontros diocesanos que certamente movimentarão a Igreja para colocar em sua agenda a Juventude como uma prioridade missionária.

    Espero que outras dioceses se somem a este movimento que nada mais é do que uma resposta efetiva à recomendação feita pela Igreja reunida em Sínodo. Costumamos dizer que nossa Igreja não tem jovens. Costumamos dizer que nossa Igreja precisa da criatividade, da energia e dos sonhos de nossa juventude. Por isso precisamos ir ao encontro dessa aspiração e chamar a Juventude Anglicana a cumprir o seu papel de protagonista da fé, da missão e do compromisso social.

    Oremos por nossa Juventude para que Deus a fortaleça a assumir a sua parte na missão que é de todos nós. Oremos para que os jovens não se conformem com um mundo de violência e desigualdades. Que seus ideais sejam sal e luz!

    Com meu abraço a todos os jovens anglicanos do Brasil,

    ++ Francisco

    Primaz da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil

     
  • SNIEAB 14:38 on 07/08/2014 Permalink | Responder  

    Comissão de Incidência Pública da IEAB: presença anglicana em Cascavel 

    Reverendo Luiz Gabas é Presidente da Comissão de Direitos Humanos de Cascavel

    Por Bispo Naudal Gomes, Presidente da Comissão de Incidência Pública da IEAB

    Em nível de Província Anglicana do Brasil estamos empenhados na questão dos Direitos Humanos (DH) já faz alguns anos. Nossa igreja por decisão SINODAL, há alguns anos, decidiu pela constituição de Comissão Diocesanas de DH, além da Comissão Nacional. Cada vez mais, nossas lideranças tem procurado envolver-se nas instancias da sociedade visando a promoção da justiça e da paz, buscando responder ao “sonho de Deus” de um “novo céu e uma nova terra onde todos e todas vivam com dignidade”.

    Por isso, nos alegramos em comunicar a noticia sobre a participação do nosso irmão Rev. Luiz Carlos Gabas na presidência da recém fundada comissão de DH na cidade de Cascavel.

    Desejamos as mais ricas bênçãos ao Rev. Gabas e trabalhos da comissão de Cascavel.

    Com abraços fraternais em Jesus Cristo, nossa Justiça.

    SAIBA MAIS:

    Criado Centro de Direitos Humanos de Cascavel

     
  • SNIEAB 16:33 on 30/07/2014 Permalink | Responder
    Tags: Bispo Flávio Irala, , ,   

    Sagração do Bispo Diocesano da Diocese Anglicana de São Paulo 

    A Diocese Anglicana de São Paulo (DASP) festejou na manhã de 14 de setembro, DIA DA SANTA CRUZ, na Igreja da Santíssima Trindade, a Sagração do Bispo Dom Flávio Irala. Estiveram presente para a cerimônia 300 pessoas para prestigiar esse momento tão importante para a DASP.

    A cerimônia seguiu o Ordinal de Sagração da IEAB, tendo o Bispo Sagrante Dom Maurício Andrade e demais bispos Co-Sagrantes, a saber: Dom Naudal Gomes (Curitiba), Dom Filadelfo Oliveira (Rio de Janeiro), Dom Francisco de Assis (Santa Maria), Dom Humberto Maiztegui (Porto Alegre) e Dom Almir Santos (Câmara dos Bispos). Estiveram na ocasião representações clericais e leigas da Igreja Católica Romana, Igreja Presbiteriana Independente, Igreja Metodista do Brasil, Igreja Ortodoxa, Igreja Batista, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil, KOINONIA- Presença Ecumênica e Christian Aid/Brasil.

    Estiveram representando na cerimônia clérigos (as) da Diocese Anglicana de Curitiba, Diocese Anglicana de Brasília e Diocese Anglicana da Amazônia.

    Para organização da Sagração houve uma grande mobilização diocesana, do Povo e do Clero, através de Equipes de Trabalho Voluntário, que possibilitaram em um curto espaço de tempo a realização da Festa Diocesana e da acolhida aos visitantes.

    VEJAM AS FOTOS DA CERIMÔNIA COM CRÉDITOS DA JOVEM MISSIONÁRIA DE YASC,  NINA BOE

    ANTECEDENTES SOBRE A DIOCESE ANGLICANA DE SÃO PAULO

    A Diocese Anglicana de São Paulo, após o rompimento cismático de forma unilateral de sua Catedral Anglicana de São Paulo ( Saint’s Paul Anglican Cathedral-SP) e da Paróquia de Todos os Santos em dezembro de 2012, restabeleceu sua disciplina eclesiástica com a intervenção da IEAB, através do Bispo Primaz Dom Maurício Andrade. Em agosto de 2013, um novo Concílio Extraordinário foi convocado,  e mais uma vez elegeu o Reverendíssimo Flávio Irala, para Bispo de São Paulo.

    No Brasil a Comunhão Anglicana é representada pela IGREJA EPISCOPAL ANGLICANA DO BRASIL e em São Paulo, através da DIOCESE ANGLICANA DE SÃO PAULO.

    Em agosto de 2013, em visita a São Paulo, o Secretário Geral da Comunhão Anglicana, Cônego Kenneth Kearon, teve a oportunidade de se reunir com o Bispo Primaz e com o então Bispo Eleito Reverendíssimo Flávio Irala juntamente com Clero e Povo da DASP. A presença do Secretário Kearon no Brasil, representou definitivamente o apoio oficial da Comunhão Anglicana a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil.

     
  • SNIEAB 15:39 on 30/07/2014 Permalink | Responder  

    MENSAGEM PASTORAL DO PRIMAZ SOBRE OS CONFLITOS NA PALESTINA 

    Santa Maria, 30 de julho de 2014

    Aparta-te do mal, e faze o bem; procura a paz, e segue-a. Salmos 34:14

    Diante das cenas que desafiam nossas mentes e corações é impossível nos calarmos diante da injustiça, da violência e da opressão. O conflito entre Israel e Palestina tem alcançado níveis insuportáveis de violação dos direitos humanos e da excessiva força militar israelense contra o povo que habita a região de Gaza.

    Ao longo de décadas, o povo palestino tem sofrido com o isolamento e o apartheid político causado pelas incursões militares em seu território. Suas terras são constantemente invadidas pelos assentamentos ilegais do povo israelense, contrariando claras resoluções da ONU sobre estas violações. Apesar de todos os esforços para a construção da paz no Oriente Médio, uma vez mais nos deparamos com a brutalidade da guerra.

    O ultra-nacionalismo do governo israelense tem feito ouvidos surdos aos apelos da comunidade internacional, inclusive de seu maior aliado, para suspender a matança de civis, em sua maioria mulheres e crianças.

    A tese de autodefesa cai por terra quando se assassina crianças e mulheres indefesas. Lamentavelmente Israel se sustenta a partir da estratégia de guerra. Os nexos econômicos de compra e venda de armas de guerra garantem muitas vezes a indecisão de alguns países como Estados Unidos e países europeus. Os laços da política bélica israelense estendem suas ramificações até no Brasil como por exemplo o termo de convênio entre o Estado do Rio Grande do Sul e a empresa israelense para desenvolvimento do polo aeroespacial gaúcho.

    Somente a pressão internacional poderá fazer com que o cessar fogo seja definitivo e possa permitir negociações realmente sérias para o estabelecimento de um Estado Palestino e um Estado Israelense que convivam em mútuo respeito e sem hostilidades. Nem todo israelense é sionista e nem todo palestino é anti-semita. Existem organizações e movimentos que tem postulado a busca de entendimento e reconhecimento de ambos os povos do direito de cada um ter seu Estado e sua auto-determinação. Muitas iniciativas ecumênicas e inter-religiosas tem buscado trilhar este caminho.

    O braço armado de radicais não serve como interlocutor legitimo para a construção da paz. A lógica da guerra é inaceitável e ainda muito mais quando se mata crianças, destrói hospitais, escolas, infra-estrutura e nega direito a refúgio seguro.

    Rechaçamos veementemente a ofensiva de destruição de Gaza pelo exército israelense e pedimos à comunidade internacional que pressione efetivamente e por todos os meios o governo de Israel a interromper esta matança inaceitável de civis inocentes.

    Oremos por todas as pessoas que estão envolvidas no trabalho de assistência humanitária em Gaza e por todas aquelas que estão se esforçando para a o estabelecimento de um diálogo entre as partes em conflito.

    ++Francisco

    Primaz do Brasil

     
  • SNIEAB 17:08 on 14/07/2014 Permalink | Responder  

    Nota do Primaz sobre Sagração de Mulheres na Igreja da Inglaterra 

    Acolhemos com alegria a decisão do Sínodo da Igreja da Inglaterra em aprovar a sagração de mulheres ao episcopado.

    Que esta decisão fortaleça ainda mais a missão da Igreja e que os dons oferecidos pelas mulheres revelem cada vez mais a face maternal da Igreja.

    Que esta maturidade e inclusividade transforme a nossa maneira de dialogar com o mundo e garantir a igualdade de todas as pessoas na vida de fé e serviço ao mundo.

    ++ Francisco de Assis da Silva

    Bispo Primaz da IEAB

     
  • SNIEAB 19:10 on 11/06/2014 Permalink | Responder  

    A Copa do Mundo e o Povo Brasileiro 

    Mensagem do Primaz da IEAB

    Santa Maria, 11 de junho de 2014

    Amanhã começa a Copa do Mundo no Brasil. O tema tem sido explorado de diversas formas e às vezes a ideologização do debate tem causado apaixonado conflito, especialmente neste ano de eleições.
    Mas, o que devemos ver de fato? Enquanto evento, a Copa é uma oportunidade de congraçamento entre os povos. A paixão pelo esporte é muito saudável para a humanidade. O esporte tem sido meio, em muitos contextos, de dignificação da vida e da celebração da paz!
    O que não devemos permitir, no entanto, é a mercantilização do esporte para afirmar ainda mais as desigualdades e injustiças. O futebol, em si, não tem culpa das mazelas que seus dirigentes e interessados na exploração capitalista do esporte tem reproduzido. Amantes do esporte não podem ser anestesiados no exercício de  sua cidadania.
    Infelizmente isso tem acontecido nos últimos anos. Devemos garantir que o futebol não seja explorado como mercadoria pelas grandes corporações internacionais no afã tão somente de lucros.  Empresas e organizações de mídia tem capturado a beleza do esporte e auferido grandes lucros. A FIFA – que em tese é uma organização beneficente – vai lucrar 5 Bilhões do dólares com a Copa no Brasil. Os patrocinadores vão levar outro tanto. E o Brasil?
    O povo brasileiro tem demonstrado muita maturidade no enfrentamento da maneira como a Copa está sendo gerida e não podemos abdicar da premissa de que as pessoas são mais importantes que o lucro. Os bilhões gastos com obras da Copa deveriam, em nível de igualdade, ser investidos em implementação de direitos sociais e dos serviços públicos em nosso país.
    Cada centavo que é investido na Copa poderia se converter em melhoria da saúde, da educação do transporte público e de tantos outros serviços básicos num país de grandes desigualdades como o nosso.
    Filas deveriam existir apenas para a entrada nos estádios e não nos postos de saúde!
    Mas o futebol não tem culpa disso. Quem tem culpa são aqueles que exploram o futebol empresarialmente e politicamente. Precisamos estar atentos. Que nesta Copa, saibamos ter um olho na bola e um olho na cidadania.
    Celebrar a Copa como evento de congraçamento da humanidade é muito bom. Deixar-nos anestesiar em termos de cidadania é uma bola murcha!
    Que Deus abençoe o nosso povo nestes dias e que possamos exercer a hospitalidade como sabemos fazer sempre!

    ++ Francisco

    Primaz da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil

     
c
escrever um novo post
j
próximo post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
topo
l
go to login
h
show/hide help
esc
cancelar